fbpx

Embarquei no avião mas minha família ficou para trás – Perrengues de Primeira

Notícias Perrengue de Primeira

Por Dérek Arakaki

Hoje no quadro Perrengues de Primeira vamos compartilhar a história do Ruan, que passou por um verdadeiro sufoco no Aeroporto de Gatwick, em Londres. A Eurotrip era em família, mas ele quase continuou ela sozinho com apenas 15 anos de idade! Vale a pena conferir esse perrengue!


Perrengue de Primeira

Fala pessoal, tudo blz?

Era uma vez um rapaz de 15 anos (eu) viajando com mais 5 pessoas da família em uma pequena Eurotrip de 9 dias no ano de 2017, apenas eu e meu pai já havíamos feito viagem internacional, ou seja, mesmo com nossas orientações os outros ainda eram leigos em relação a itens permitidos na bagagem de mão em voo internacional.

Após 3 dias em Londres, nos despedimos da terra da rainha com direção a Paris e como brasileiro que sempre se atrasa, já chegamos no aeroporto de Gatwick (apenas o segundo maior e mais movimentado da Inglaterra) alguns minutos atrasados. Teve aquela correria toda como de costume, um pra fila do check-in enquanto outro fica no Uber tirando as malas e realizando o pagamento.

Após o check-in chegou a hora de passar na segurança e depois imigração, onde o perrengue se inicia. Como todos sabem, não se pode ter frascos com capacidade superior a 100ml na bagagem de mão em voo internacional, pois bem, eu e meu pai perguntamos para todos os outros se alguém tinha alguma coisa acima de 100ml e todos falaram que não, até aí tudo bem.

Chegando no raio-x estava uma fila quilométrica, um segurança nos separou em 2 grupos onde meu tio e minha vó foram pra um raio-x em uma ponta do saguão e a gente na outra ponta. Colocamos a mala na esteira e quando a da minha tia passa ela fica separada para inspeção (devia ter umas 20 na frente pra inspeção também), nessa altura do campeonato o embarque já tinha iniciado e não tínhamos mais notícias do meu tio ou da minha vó, deduzimos que eles já estavam no avião.

Ficamos aguardando nossa vez pra inspeção da mala e nada, o tempo foi passando e o horário de embarque se esgotando. Faltando 5 min pra finalizar o embarque meu pai mandou eu ir correndo pro avião e embarcar, achando que meu tio já estava lá e já pensando que seria uma pessoa a menos pra comprar uma outra passagem caso perdesse o voo.

Enquanto corria para o gate só me imaginava como Tom Hanks em Forrest Gump. Nos últimos segundos cheguei no portão e embarquei, entrei no avião e para minha surpresa as 5 poltronas ao meu lado que seriam para minha família estavam livres, ou seja, meu tio e minha vó não tinha embarcado e eu estava sozinho a caminho de Paris sem dinheiro ou cartão.

Fiquei alguns minutos no avião e após ouvir que o embarque estava encerrado comecei a entrar em desespero, meu pai não tinha dado notícias e meu inglês se resumia ao básico que aprendi na escola. Com as portas quase fechando meu pai contratou aqueles planos de internet que deve ter custado uns R$200,00 por alguns MB e me mandou uma mensagem perguntando onde estava e falando que meu tio e minha vó também ficaram parados no raio-x por causa de um perfume com volume superior a 100ml, disse que era pra seguir viagem e aguardar no aeroporto de Paris pois eles iriam no próximo voo.

Avisei que não tinha como porque não tinha dinheiro pra comer. A solução foi chamar um comissário e falar que eu queria descer do avião porque eu era menor, não tinha dinheiro e minha família não havia embarcado.

Em uma situação atípica como essa o piloto foi chamado para eu explicar a situação, me informaram que eu teria que aguardar pois o finger não estava mais posicionado, que eu teria que descer pelas escadas e alguns procedimentos teriam que ser acionados pois a pista não estava segura. Tudo isso com um inglês péssimo da minha parte.

Alguns minutos depois o piloto aparece usando aqueles coletes fluorescentes me avisando que iria no portão de embarque se encontrar com a minha família para uma segunda solução.

Depois de uns 30 min vejo entrando no avião os 5 integrantes da minha família com minha vó e tia chorando porque já estavam desesperadas.

Resultado:

  • O piloto ao chegar no portão de embarque chamou as funcionárias da companhia que já tinham ido embora e embarcou minha família.
  • Os passageiros estavam todos com uma cara de ódio dentro do avião pois não sabiam o que tava acontecendo.
  • O avião precisou ser reabastecido.
  • O no final todo esse perrengue resultou em 1 hora e 30 minutos de atraso.

Bons perrengues para vocês, pois será uma bela de uma oportunidade para aprendizado.

Ruan


Comentário

Que sufoco Ruan! Lendo seu relato deu para sentir toda a tensão do momento!

Fica mais uma vez o alerta para chegar sempre com muita antecedência aos aeroportos, principalmente se é algum que você ainda não conheça. A questão dos líquidos na bagagem de mão também é importante e costuma gerar um estresse adicional ao passar na segurança. Se realmente for necessário levar, busque facilitar a inspeção para evitar possíveis atrasos.

Alguém já passou por uma situação parecida com a do Ruan? Pensaria em alguma outra alternativa para esse perrengue?


☞ confira relatos já publicados:

Se você quer ter sua história aqui, siga as instruções deste post.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.