fbpx

Emitindo duas passagens em Executiva para a Oceania com stopover em Seoul – Leitor de Primeira

Leitor de Primeira Notícias

Por Dérek Arakaki

Hoje no quadro #LeitorDePrimeira vamos compartilhar o excelente relato do nosso leitor Cícero. Aproveitando as dicas que publicamos diariamente aqui no site, ele realizou a emissão de duas passagens em executiva para a Oceania, incluindo uma parada na Coreia do Sul! Vale acompanhar todas as dicas do nosso leitor mostrando como ele conseguiu realizar essa emissão.


Relato de Primeira

Olá!

Gostaria de compartilhar o relato da minha emissão em executiva para duas pessoas para a Oceania, com stopover em Seoul!

Há muito tempo que acompanho o Passageiro de Primeira. Sempre viajei muito de avião, mas nunca havia experimentado os luxos da Classe Executiva. E desde que comecei a acompanhar o PP essa vontade foi crescendo, e o que parecia tão longe da minha realidade começou a ficar tangível.

Eis que em maio/2020, em pleno auge da pandemia, a TAP lançou uma promoção de bonificação de 120% nas transações de acúmulo. Era a oportunidade perfeita para emitir aquela passagem dos sonhos. Pensei muito antes de fazer a compra de milhas e assinar o Club, afinal, à época, e ainda agora, o cenário é muito incerto.

Enfim, comprei 20 mil milhas, que se tornaram 80 mil, que foram bonificadas em 120%. Assinei o Club Platinum, que com as milhas bônus na assinatura bonificadas em 120% também, já me deram o suficiente para emitir uma ida e volta para Oceania ou Ásia em executiva. Fiz o mesmo na conta do TAP Miles&Go da minha esposa.

Munido dos ensinamentos do PP, adquiridos durante anos e anos de leitura dos posts, assinei o ExpertFlyer e fazia expediente diariamente no site da United. O objetivo principal da viagem sempre foi o Japão, e já que estávamos do outro lado do mundo, nada mais justo que dar “um pulinho” na Austrália. Tenho um grande amigo lá e queria visitá-lo. A ideia inicial era praticamente copiar o roteiro do leitor Junior, que fez essa excelente emissão. Ela caía como uma luva pra mim e se encaixava exatamente nos meus planos.

Iniciei a busca por disponibilidade, e toda vez que tudo parecia se encaixar, algo dava errado. Foram meses, de maio até outubro, de trabalho para alterar roteiros, datas, estudar rotas, etc. O lado bom, é que de tanto pesquisar e estudar, se aprende muito sobre o assunto, e certamente me sinto muito mais confiante pra fazer futuras emissões.

O roteiro final foi:

Ethiopian – ET507 (Business)
GRU 27/05 01:45
ADD 27/05 19:45 

Ethiopian – ET672 (Business)
ADD 27/05 22:25
ICN 28/05 15:45

Air New Zealand – NZ76 (Business)
ICN 14/06 23:05
AKL 15/06 13:30

Thai Airways – TG476 (Econômica)
SYD 26/06 10:00
BKK 26/06 16:20

SWISS – LX181 (Business)
BKK 27/06 13:05
ZRH 27/06 19:35

SWISS – LX92 (Business)
ZRH 27/06 22:40
GRU 27/06 05:30

Não era exatamente o que eu possuía em mente no início, tendo em vista que meu destino era o Japão e não Seoul. Ou seja, terei que comprar mais duas passagem de ida e volta de ICN para TYO, e duas de ida de AKL para SYD. Mas levando em consideração que vou conseguir aproveitar 5 dos 6 trechos em executiva com 3 cias diferentes e que vou visitar (mesmo que apenas no aeroporto) 4 continentes diferentes na mesma emissão, me parece que foi sim uma emissão muito boa. Aproveitei para reorganizar alguns dias que ficaria em Tóquio para conhecer um pouco de Seoul. Também aproveitarei uma conexão de 22h para conhecer Bangkok.

Já as taxas ficaram na faixa dos 190 Euros por passageiro, que somadas aos 40 Euros da emissão, totalizaram 230 Euros por passageiro.

Realmente, para que a emissão se torne realidade, temos de ser flexíveis. Inúmeras vezes pensei que não ia conseguir, ou que teria que abrir mão de muitas coisas. Mas me mantive firme e uma hora tudo se encaixou. Fica a dica, aos viajantes de executiva de primeira viagem, como eu, para utilizarem sem dó o Flight Alerts do ExpertFlyer. Criei alertas para 2 semanas pra frente e 2 pra trás da data que eu desejada, e foi exatamente assim que o site me avisou da disponibilidade de ICNxAKL.

Outra dica é usar o próprio site da TAP para fazer a pesquisa trecho a trecho. Através dele é possível realmente verificar se o voo está disponível de fato, ou se aquela disponibilidade é fantasma. No voo TG476, existia disponibilidade em executiva no ExpertFlyer, na United e também no site TAP. Mas quando eu tentava fechar o trecho pelo Call Center, dava erro. É muito frustrante ouvir essa negativa após ficar 50 minutos no telefone com o Call center. Acabei descobrindo por conta que, se um voo realmente está disponível, você conseguirá, pelo site, colocar os nomes dos passageiros e avançar até o pagamento sem nenhum erro. Se assim for, e você fizer isso para todos os trechos, a chance de sucesso de você conseguir a emissão pelo Call Center é quase 100%.

Ao final da vigência do Club Platinum que adquiri, ainda terei milhas para fazer uma ida/volta em econômica para América Central ou América do Sul.

Agradeço profundamente ao PP pelos ensinamentos!

Um abraço!
Cícero


Comentário

Incrível Cícero! Excelente emissão nesse relato leve e com dicas valiosas!

Aliás, vale destacar novamente que você foi mais uma leitor que, por conhecer as regras de emissão do TAP Miles&Go, conseguiu usufruir de um dois excelentes benefícios oferecidos pelo programa: stopover (parada em um ponto de conexão), no seu caso em ICN e open jaw (bilhete com retorno em cidade diferente de onde chegou) vai pousar em Auckland e decolar de Sydney.

Gostei da dica em relação ao site da TAP. Apesar de apresentar instabilidade na emissão de parceiros, essa questão de conseguir prosseguir até a tela de pagamento pode ajudar a confirmar as disponibilidades encontradas.

Parabéns por essa emissão e aproveite muito sua viagem! 👏🏼


☞ confira os últimos relatos publicados:

Se você quer ter sua história aqui, siga as instruções deste post.

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.