fbpx

GOL fecha acordo com a Boeing para compensação dos pedidos do 737 MAX

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A GOL anunciou que chegou a um acordo com a Boeing com relação ao 737 MAX, que inclui compensação em dinheiro e alterações em pedidos futuros e outros pagamentos associados.


Acordo

A companhia informou que a inesperada paralisação do 737 MAX, determinada pelas agências reguladoras mundialmente, incluindo FAA, EASA e ANAC, resultou na parada de sete aeronaves operacionais 737 MAX da GOL e, também, na não entrega de 25 aeronaves 737 MAX programadas para 2019. Isso impactou negativamente as operações da GOL, o seu crescimento e o seu plano de renovação da frota.

Depois de considerar cuidadosamente esses impactos, a companhia e a Boeing chegaram a um acordo que provê a GOL com compensação e a flexibilidade para implementar os requisitos dinâmicos da frota para equilibrar oferta e demanda. Enquanto os detalhes deste acordo são confidenciais, ele é composto por compensação em dinheiro e o cancelamento de 34 pedidos, reduzindo os pedidos firmes remanescentes da companhia para aeronaves 737 MAX de 129 para 95 e aumentando a flexibilidade para atender as necessidades futuras de frota da GOL.


O que diz a GOL

“A GOL segue totalmente comprometida com o 737 MAX como o núcleo de sua frota e este acordo reforça ainda mais nossa longa e bem-sucedida parceria com a Boeing”, disse Paulo Kakinoff, Diretor-Presidente da GOL.


A companhia informou que desde a sua fundação há quase vinte anos, opera uma frota única de aeronaves Boeing. Em função disso, a GOL é uma das maiores clientes da Boeing para a família 737 em todo o mundo, e até o momento recebeu e operou mais de 250 aeronaves Boeing 737.

Para mais informações, acesse o site de Ralações com Investidores da GOL.

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.