fbpx

Holanda relaxa a proibição de entrada no país incentivada pelo movimento “Love is not tourism”

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

Casais e familiares separados pela COVID-19 e fechamento das fronteiras poderão finalmente se reencontrar na Holanda. O Ministério da Segurança e da Justiça decidiu relaxar a proibição de entrada em território holandês permitindo que pessoas com relacionamento de longa distância com alguém da Holanda possa visitar o país.

A liberação das fronteiras veio após um movimento chamado de “Love Is Not Tourism. O movimento vem tomando forças nas redes sociais do mundo inteiro na tentativa que mais países também flexibilizem suas fronteiras. Para que, cada vez mais, casais e familiares possam se encontrar em segurança, seguindo todos os protocolos e recomendações das autoridades sanitárias dos países de destino. Dinamarca e Noruega são outros países europeus que aderiram ao movimento.


Voos para a Holanda

Com a reabertura das fronteiras, a KLM, companhia holandesa, disse em nota que se sente orgulhosa em ser uma das companhias a proporcionar este reencontro. Quase quatro meses após ter reduzido a dois voos semanais entre o Brasil e a Holanda, a KLM voltou aos níveis pré-crise do COVID-19 em São Paulo com a operação de um voo diário desde 13 de julho. A companhia aérea holandesa também segue com quatro voos semanais entre Amsterdã e o Rio de Janeiro.

Os que pretendem viajar para encontrar seus parceiros e familiares na Holanda, a KLM recomenda consultar as autoridades holandesas sobre as condições para conseguirem tal permissão. Entre elas está um período máximo de permanência de 90 dias e comprovar a existência do relacionamento há mais de 3 meses antes do fechamento das fronteiras com encontros regulares pessoalmente. Ainda reforça que o uso de máscaras são obrigatórias em todos os seus voos.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.