fbpx

Em seu 101° aniversário, KLM lança miniatura de casa de 800 anos

Notícias

Por Alexandre Zylberstajn

Hoje é um dia importante para KLM! A companhia holandesa comemora seu aniversário de 101 anos com uma nova casa em miniatura de porcelana Delftware!


O que são as casas miniaturas Delft Blue da KLM

A KLM oferece essas casas aos passageiros da World Business Class, a classe executiva da companhia em voos intercontinentais.

Eu sempre soube desse mimo, mas não dava o devido valor, até ano passado, quando fui convidado para festa de 100 anos da companhia! As casas miniaturas Delft Blue da KLM são verdadeiros itens de colecionador para passageiros há mais de 60 anos! Elas são lindas e decoram muitos parapeitos, mesas de escritório e janelas de cozinha!

Veja como é a casinha edição especial de 100 anos da KLM:


101ª casa em miniatura da KLM

A 101ª casa em miniatura da KLM é uma réplica do edifício “De Moriaan” (originalmente chamado de “De Mariaen”), com 800 anos e que fica em ‘s-Hertogenbosch (também conhecida como Den Bosch), no sul da província de Brabant, na Holanda.

Este edifício histórico é descrito nos arquivos da cidade como o castelo de Mariaen. É difícil dizer a que “Mariaen” se refere exatamente, mas o nome foi mudado pela linguagem vernácula ao longo dos séculos e agora é conhecido como “De Moriaan”.

“De Moriaan” foi escolhida para ser a 101ª casa em miniatura da KLM porque foi construída como uma casa mercantil e porque a província de Brabant é um grande contribuinte para a economia holandesa hoje, com comércio internacional que traz muitos passageiros para a aérea. Desde o seu início, a KLM criou oportunidades para relações comerciais internacionais entre a Holanda e o resto do mundo. Embora a crise atual tenha reduzido drasticamente o comércio nos últimos meses, a KLM ainda quer comemorar seu 101º aniversário. Não com comemorações, mas com a inauguração da casa em miniatura de porcelana Delftware número 101 da companhia. Esperamos poder apresentar esta casa a muitos passageiros leais em breve a bordo de nossos voos.

“É importante mantermos nossas tradições em tempos de crise. Para nossos clientes fiéis, nossas casas em miniatura simbolizam seus laços com a KLM, que queremos valorizar e preservar. É por isso que não hesitamos em apresentar a número 101. ‘De Moriaan’ simboliza a importância do comércio internacional para a Holanda, especialmente em tempos de adversidade econômica. O trabalho da KLM é garantir que as pessoas possam se reunir por meio de nossa malha aérea extensa. Continuaremos cumprindo este papel”, disse Pieter Elbers, presidente e CEO da KLM.

Desde a década de 1950, a KLM apresenta casas em miniatura de porcelana Delftware contendo Bols Genever para passageiros da World Business Class em voos intercontinentais. As casas são réplicas de edifícios monumentais em toda a Holanda e são coletadas com avidez. O número de casas na coleção acompanha o aniversário da KLM desde 1994, com novas miniaturas sendo adicionadas à coleção no dia ou próximo ao aniversário da KLM em 7 de outubro.

Mais sobre o edifício “De Moriaan”

“De Moriaan” é um dos edifícios de tijolos mais antigos da Holanda. Foi construído em ‘s-Hertogenbosch (também conhecida como Den Bosch) no início do século XIII por membros da nobreza local que se estabeleceram na nova cidade, que foi reconhecida como cidade em 1184. Um portão enorme, de 5 metros de altura, era acessível pela parte de trás a partir dos cais do porto. Acima desse espaço comercial havia um grande salão, que sem dúvida também era usado para comércio. Atrás disso havia alguns quartos menores e uma cozinha.

O texto a seguir foi encontrado no edifício: “Die hartoghe van Brabant Henric, dede timmeren op die merct twee plaisante huzen, te weten Roijenburch ende tcasteel op die Mariaen.”
(“O duque de Brabant Henric encomendou a construção de duas casas agradáveis no mercado, Roijenburch e o castelo de Mariaen.”)

“De Moriaan” foi ameaçado de demolição na década de 1950, mas acabou sendo salvo após anos de protestos da população de Den Bosch. A Câmara Municipal acabou decidindo preservar e restaurar o edifício, revelando mais uma vez a impressionante arquitetura do “castelo da cidade”. Hoje, “De Moriaan” é o lar do centro turístico de ‘s-Hertogenbosch (Den Bosch).


Curiosidades das miniaturas Delft Blue da KLM

casinhas klm

  • A primeira casa miniatura Delft Blue foi, muito provavelmente, entregue aos passageiros em 1952.
  • Até 1994, a produção era irregular: em alguns anos uma miniatura era produzida, mas em vários outros não havia nenhuma.
  • Isso acabou em 1994, quando 15 casas miniaturas da KLM foram lançadas em comemoração ao 75º aniversário da KLM. Isso elevou o número total de versões dela para exatamente 75. Desde então, a produção das casinhas tem coincidido com o aniversário da KLM.
  • As casas miniaturas contêm gin Bols desde a década de 1980. Antes disso, as miniaturas continham bebidas das renomadas destilarias holandesas Rynbende e Henkes.
  • As casinhas da KLM são oferecidas aos passageiros que viajam na World Business Class.
  • Por um tempo, a KLM distribuiu as casas miniaturas na forma de cinzeiros, por causa da legislação sobre bebidas alcoólicas em vários destinos no Oriente Médio. Um detalhe interessante é que, ao colocar um cigarro na parte de trás do cinzeiro, saía fumaça da chaminé da casa. Os números a seguir têm uma edição de cinzeiro: 1, 3, 4, 5, 8, 14, 15, 17, 20, 21, 22, 23, 25, 26, 27.
  • Até 1995, as casinhas Delft Blue eram produzidas pela Royal Goedewaagen em Gouda.
  • Quase 75% de todas as Delft Blue são produzidas fora de Delft. É a técnica utilizada em sua fabricação que dá seu nome; não o local onde é produzida.
  • Anualmente, são estocadas a bordo cerca de 725 mil casinhas contendo gin e 79 mil vazias.
  • Além da série regular de casas, também foram lançadas miniaturas sem numeração. O Palácio na Praça Dam, em Amsterdã, por exemplo, assim como o museu do queijo Goudse Waag, em Gouda; o Palácio Het Loo, em Apeldoorn; o Teatro Real Carré, em Amsterdã; e o prédio do parlamento Het Binnenhof, em Haia. Todos estes edifícios têm versões da KLM em edição limitada.
  • Com exceção das casas do período inicial, são sempre réplicas de edifícios dos Países Baixos com valor histórico e/ou arquitetônico especial.
  • A exceção fora do período inicial é a casa número 85, que é baseada em uma casa de um território holandês: o edifício “Penha”, a casa mais famosa de Curaçao.
  • Para poder reproduzir a casa como uma miniatura de porcelana, é importante que as fachadas e os ornamentos não sejam muito sofisticados nem projetados demais.
  • Por algum tempo, o Palácio na Praça Dam e o Goudse Waag foram entregues a recém-casados que viajavam em lua de mel com a KLM.
  • Desde 2004, uma ampliação do Palácio na Praça Dam tem sido produzida a cada ano, que é concedida ao vencedor do KLM Open.

Por todo esse enredo e apreciação pela companhia aérea de seu país, muitos holandeses começaram a colecionar as miniaturas. Mas isso não se limitou ao povo holandês: eu também coleciono!


A festa dos 100 anos

Como mencionei, ano passado tive o privilegio de ir até Amsterdã na festa de 100 anos da companhia holandesa!

Para mim, foi uma honra gigantesca! A festa em si foi especial e convido você a visitar a série de postagens que fizemos na época.

☞ Especial KLM e Passageiro de Primeira

Aniversário de 100 anos:

Operações:

Sustentabilidade:

Futuro e Tecnologia:

Curiosidades:


Mais uma vez, parabéns KLM! Feliz 101 anos!

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.