fbpx

LATAM recebe US$1,15 bilhão referente a primeira parcela do financiamento DIP

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

Boa notícia! O Grupo LATAM Airlines recebeu anteontem (08) a primeira parcela de US$1,15 bilhão do financiamento DIP, o que representa 50% do total dos US$2,3 bilhões disponíveis até a data. A quantia corresponde a US$650 milhões da Tranche A e US$ 500 milhões da Tranche C. Da mesma forma, também foi divulgada a forma de participação dos acionistas minoritários e demais credores na Tranche C do financiamento DIP, de até US$150 milhões.

LATAM

“Hoje se concretiza o que anunciamos no início deste processo, que é dar aos acionistas da LATAM a possibilidade de participar do financiamento do grupo”, afirma o CFO do Grupo LATAM Airlines, Ramiro Alfonsín. “Este primeiro recebimento do empréstimo DIP nos permitirá restabelecer nossa operação, acompanhando a evolução da demanda, e trabalhar com maior tranquilidade em nosso plano de reorganização”.

Conforme publicamos no mês passado, o LATAM Airlines Group S.A. recebeu a aprovação para a proposta de financiamento modificada para o DIP (Debtor in Possession), apresentada em 17 de setembro de 2020 ao Tribunal do Distrito Sul de Nova York. A decisão do juiz James L. Garrity Jr. permitiu que o grupo tivesse acesso aos US$2,45 bilhões necessários para enfrentar os impactos da COVID-19.

A LATAM contratou a LarrainVial para estruturar o incremento da Tranche C por meio da colocação de cotas em um fundo de investimento público em leilão. Este fundo será administrado pela Toesca S.A Administradora General de Fondos. Desta forma, os acionistas cadastrados à meia-noite do dia 25 de maio deste ano e que mantiverem essa qualidade à meia-noite da véspera da abertura do livro de ofertas do leilão, terão prioridade para participar à taxa de US$3,43 por ação.

O capital não subscrito pelos referidos acionistas poderá ser alocado entre outros acionistas cadastrados no registro respectivo da LATAM, bem como entre os detentores de títulos locais, em ambos os casos, a partir de 8 de outubro e na medida em que tenham essa qualidade à meia-noite do dia anterior à abertura do livro de ofertas do leilão.

Por fim, também poderão participar do referido excedente acionistas registrados em 25 de maio de 2020 que tenham interesse em contribuir com mais de US$3,43 por ação, nos mesmos termos e condições dos demais acionistas e detentores de títulos locais identificados anteriormente. Caso os juros ultrapassem US$150 milhões, esses investidores concorrerão pro rata.

O financiamento DIP aprovado pelo Tribunal do Distrito Sul de Nova York considera atualmente duas tranches comprometidas. A Tranche A, no valor de até US$1,3 bilhão, liderada pela Oaktree Capital Management, que comprometeu US$1,125 bilhão, e na qual a Knighthead Capital participará com US$175 milhões. A Tranche C considera um montante de até US$1,15 bilhão e é composta por US$ 750 milhões comprometidos pela Qatar Airways e os grupos Cueto e Eblen, e US$250 milhões que a Knighthead Capital aportará, além dos US$ 150 milhões que o fundo irá comprometer sob administração da Toesca S.A Administradora General de Fondos.


Entenda o caso

Justiça americana nega financiamento que a LATAM planejava receber de acionistas e investidores

No dia 11 de setembro, o juiz James Garrity Jr, da corte de falência de Nova York, não concordou com o mecanismo de conversão de ações para pagamento do empréstimo à Qatar e às famílias.

Pelo acordo fechado entre o grupo e os acionistas, as famílias e a Qatar concederiam um financiamento de até US$1,15 bilhão e seriam pagas em ações, com um desconto de 20% no preço desses papéis.

Como a empresa fez uma única solicitação para a aprovação desse financiamento e do que seria concedido pela Oaktree, o juiz negou todo o pedido, que inclui o empréstimo de US$1,3 bilhão da empresa americana.

O magistrado afirmou ainda que o debate sobre o mecanismo de conversão de ações deveria ocorrer no âmbito do plano de recuperação judicial e que questões entre a empresa e os acionistas não podem ser tratadas de forma confidencial, pois podem prejudicar outros credores. A decisão do juiz atende justamente pedido de outros credores da companhia aérea.

LATAM apresenta proposta modificada

A LATAM Airlines Group S.A. informou então, por meio de fato relevante, que apresentou ao Tribunal do Distrito Sul de Nova York uma proposta modificada do financiamento DIP (debtor in possession na sigla em inglês), que permite que o Grupo tenha acesso aos US$ 2,45 bilhões necessários para enfrentar os impactos causados pela pandemia de COVID-19.

A proposta apresentada pela LATAM não contempla a opção de conversibilidade da Tranche C, respondendo à objeção do juíz James L. Garrity Jr. Além disso, a proposta incorpora os principais interessados em participar do financiamento do Grupo.

Os termos da proposta mantém, em essência, a estrutura original de financiamento DIP. As principais mudanças são:

  • A tranche A, no valor de até US$1,3 bilhão, continuará a ser liderada pela Oaktree Capital Management, L.P. que contribuirá com US$ 1.125 bilhão, enquanto a Knighthead Capital participará com US$ 175 milhões.
  • A tranche C, no valor de até US$1,150 bilhão, será composta por US$ 750 milhões fornecidos pela Qatar Airways e pelos Grupos Cueto e Eblen, US$ 250 milhões pela Knighthead Capital e, além disso, há a inclusão da participação de acionistas minoritários da LATAM por até US$ 150 milhões. Caso esse valor não seja atingido, o diferencial será fornecido pelos credores da Tranche C.

No dia 18 de setembro a proposta modificada atendeu às objeções do juiz e demais interessados.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.