fbpx

O manual das carteiras digitais e aplicativos de pagamento

Notícias Tutoriais

Por Raimundo Junior

Quem não gostaria de poder transformar praticamente toda a sua movimentação financeira em milhas e pontos? Saiba que isso é em grande parte possível. Pensando nisso, com esse primeiro post iniciamos uma série de matérias mostrando a você como tirar proveito das carteiras digitais e dos aplicativos de pagamento disponíveis no mercado, para transformar a maioria das suas necessidades de movimentação financeira em milhas e pontos, a baixo custo ou mesmo a custo zero.

carteiras digitais aplicativos pagamento

pular para…


Visão geral

Como sabemos, com as péssimas taxas de câmbio que nos assolam, gerar milhas com o uso de cartão de crédito não tem sido tarefa fácil.

Por isso, não raro precisamos recorrer a assinaturas de clubes ou compras promocionais de pontos, como meio de completar o saldo das nossas emissões. Isso é ainda mais comum para aqueles resgates para voar em Classe Executiva ou Primeira Classe, que demandam uma quantidade maior de milhas.

Por isso, poder contar com o auxílio de aplicativos de pagamento para incrementar a geração dessas milhas e pontos, é uma informação valiosa que precisamos compartilhar com você.

Nessa série, vamos focar nas duas principais funções desses aplicativos, que são as transferências entre usuários e o pagamento de contas e boletos, usando cartão de crédito.


Pagamento de boletos

Todos os meses efetuamos diversos pagamentos de contas de consumo, como TV, internet e energia elétrica, mensalidades de escolas e cursos, dentre outros.

O senso comum para esse tipo de despesa, é realizar o pagamento diretamente na conta bancária, inclusive com débito automático, em muitos casos. Esse era o procedimento padrão desse editor, até compreender que tais despesas, que não são pequenas, poderiam gerar muitas milhas e pontos.

Ora, porque pagar a fatura da concessionária de energia elétrica com débito em conta, quando se pode cadastrar a conta no aplicativo iq contas e ter esse valor debitado no cartão de crédito? Apenas esse procedimento representa uma movimentação superior a R$10 mil/ano (no meu caso), gerando um número razoável de milhas, sem absolutamente qualquer custo adicional.

Igualmente, quem tem um boleto de compra para liquidar, pagar com um aplicativo que não cobre taxa até certo limite, ou que cobre uma tarifa específica, como RecargaPay Prime+, pode ser uma opção melhor que simplesmente debitar na conta.

Aliás, em algumas situações específicas, como nas campanhas do Bateu Ganhou do Santander e/ou com uso do Cartão Pão de Açúcar Itaucard, até mesmo pagar as taxas salgadas cobradas pelos aplicativos para pagamento de boleto, pode ser uma alternativa razoável a ter que comprar pontos para completar uma emissão.


Transferência entre usuários

Esse é outro campo em que movimentamos muitos valores, que normalmente passam à margem dos cartões de crédito.

Nem nós percebemos quantas vezes precisamos transferir dinheiro entre membros de uma família ou amigos, quer seja para realizar acertos domésticos, como a divisão de despesas do dia a dia, pagamento de mesada de filhos, para dividir despesas pagas por um dos amigos do grupo etc.

Até perceber as oportunidades geradas pelos aplicativos, fazia esses acertos por mera transferência entre conta bancária.

Entretanto, com as muitas oportunidades de transferência entre usuários, oferecidas por esses aplicativos, inclusive gratuitas até certo limite, com pagamento com cartão de crédito cadastrado, faz muito mais sentido usar tais facilidades, porque acaba gerando pontos como uma compra regular no cartão.

Além disso, não raro precisamos pagar serviços eventuais prestados por pessoa física, como encanadores, eletricistas e pintores. Quase sempre, esses profissionais preferem receber em dinheiro ou por transferência para as suas contas bancárias, já que estão à margem do mercado de cartões de crédito.

Basta um pequeno trabalho de convencimento dos mesmos a usar esses aplicativos e voilà, um gasto, muitas vezes expressivo, que já teria que fazer por outra modalidade, vira uma compra no cartão de crédito que vai te render milhas/pontos.

E o bom é que nessa modalidade, as operações são tarifadas de modo “menos agressivo” e a depender do cartão de crédito e/ou contexto – promoção de pontos extra, por exemplo – pode compensar transferir valores que superem os limites gratuitos, apesar da taxa.


Principais aplicativos

Como falamos no início, esse é apenas um post de apresentação da série, razão por que não vamos exaurir as características de cada aplicativo.

Por hoje, vamos apenas dar um breve resumo dos aplicativos sobre os quais falaremos nas próximas semanas.


iti

carteiras digitais aplicativos pagamento

Esse é um dos melhores aplicativos de carteira digital lançado nos últimos anos. O aplicativo, pertencente ao Itaú, tem uma das mais generosas funções do mercado, que é permitir a transferência entre usuários, usando cartão de crédito, de valores que variam entre R$5 mil e R$20 mil por mês, sem a cobrança de qualquer taxa.

Vale registrar, como já dito, que focaremos em apenas duas principais funções desses aplicativos, que têm maior potencial sobre a geração de milhas, que são os pagamentos de boleto e as transferências entre usuários, usando cartão de crédito.

  • Pagamento de boleto

Esse aplicativo, a priori, não permite realizar o pagamento de boleto usando o cartão de crédito, nem mesmo com o pagamento de taxas.

Não quer dizer, contudo, que não se possa tirar vantagem do aplicativo para realizar o referido pagamento. Por exemplo, se você tem um pagamento de um boleto de R$1.000, pode transferir esse valor para a sua esposa/pais/irmãos, cujo crédito é instantâneo, e pedir para que eles realizem o pagamento com o saldo. Com isso, o valor do pagamento será debitado no cartão de crédito e você ainda ganhará as milhas/pontos correspondentes.

  • Transferência

Essa é a principal e melhor funcionalidade do aplicativo. Permite transferir para outros usuários, valores entre R$5 mil e R$20 mil, usando um limite de 10 transações mensais.

Essa variação decorre de limites diferentes para usuários/cartões usados. Os valores padrões são R$1 mil por transferência diária, usando cartões Itaucard, ou R$500, com cartões de outros bancos.

Contudo, parte dos usuários, de forma aleatória até onde se sabe, teve esses limites duplicados, passando para R$2 mil para transferências com Itaucard e R$1 mil, com outros cartões – aqui, a conta da esposa foi atualizada, mas a minha, infelizmente, não foi contemplada.

O melhor de tudo é que essas transferências não sofrem incidência de qualquer taxa, são absolutamente gratuitas, portanto.

A má notícia é que o Itaú já comunicou aos usuários que essa benevolência está com dias contados. Conforme o comunicado do banco, a partir de 15 de maio, essas transferências estarão sujeitas a taxas que vão variar de 1,80% até 3,85%, a depender do cartão. Ainda não foi especificado, mas podemos supor que essa taxa “menos salgada” será para operações com cartões Itaucard.


PicPay

carteiras digitais aplicativos pagamento

Essa é uma das carteiras digitais que tiveram mais sucesso nos últimos tempos, além de contar com uma enorme base de usuários, que continua crescendo.

Também possui diversas funcionalidades, mas como falamos, vamos focar nos pagamentos e transferências.

  • Pagamento

Permite o pagamento de boletos usando cartão de crédito, cobrando taxa de 2,99%. Para boletos de valores de até R$800, existe a mesma alternativa que falamos sobre o iti. Poderá ser transferido o valor entre usuários, e pago o boleto com o saldo, sem qualquer taxa. O limite é de R$5 mil por dia e R$10 mil por mês.

  • Transferência

O aplicativo permite transferir até R$800 por mês, entre contas PicPay, isento de taxa. Para transferências de valores superiores, é cobrada a taxa de 1,99% (sobre o que ultrapassar a franquia mensal de R$800).

Há algumas especificidades em relação às transferências para os usuários PRO, como a incidência da taxa de 2,99% sobre os valores recebidos, que detalharemos melhor no post sobre o aplicativo.


Mercado Pago

É a carteira digital da empresa Mercado Livre, que dentre as inúmeras funcionalidades, também permite o pagamento de boletos e a transferência entre contas Mercado Pago. Infelizmente, como mostramos aqui no PP, a contar de 15 de maio passará a cobrar todas as operações de pagamento e transferência, independentemente de valor.

  • Pagamento

Até o próximo dia 14 de maio, o aplicativo permite pagar boletos de até R$500 por mês, sem qualquer custo. Sobre os valores que ultrapassem esse limite, é cobrada a tarifa de 2,99%. O limite de pagamento é bastante generoso, de até R$60 mil.

  • Transferência

Também até o dia 14 de maio, além do boleto gratuito de R$500, é permitido transferir idêntica quantia (R$500) entre contas Mercado Pago, com isenção de tarifa.

Para transferências que ultrapassem o limite (R$500), é cobrada a taxa de 4,99%, o que torna a operação pouco atrativa.

Há ainda uma alternativa bastante razoável de transferência entre contas, que é usando o QR Code, aplicável a usuários que prestem serviços autônomos. Nessa modalidade, a taxa cobrada varia de 1,69%, para recebimento com 30 dias, até 1,99%, para recebimento imediato.


iq contas

O iq contas nasceu da parceria entre Cielo, Visa e da startup iq, como mostramos aqui no PP, no segundo semestre de 2019, como um aplicativo de pagamento de contas de consumo com uso de cartão de crédito. Inicialmente, cobrado uma taxa de R$2,99 por conta. Atualmente, não cobra qualquer tarifa.

É mais limitado do que os demais aplicativos aqui mostrados, já que não apresenta, até o momento, opções de pagamento de boletos ou transferência entre usuários.

Entretanto, tem a vantagem de permitir o cadastro de contas de consumo das maiores concessionárias de energia elétrica e das maiores operadoras de telefonia do país, para pagamento com cartão de crédito, sem cobrar qualquer taxa por isso.

Além disso, permite pagar alguns tributos, como IPTU das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.


RecargaPay

A carteira de pagamentos RecargaPay, cujo desenho original focava o serviço de recarga de telefone pré-pago, acabou tendo destaque no serviço de pagamento de contas, em decorrência da boa campanha de lançamento.

Na promoção de lançamento, foi criado um serviço pago de baixo custo (R$9,99), onde era permitido pagar boletos de até R$5 mil ao mês, sem custo adicional.

Entretanto, já no início a empresa acabou modificando unilateralmente o contrato, de modo a limitar o pagamento de contas sem taxa, a R$3 mil, para os assinantes Prime+.

No início desse ano, mais uma piora no quadro, como mostrado por Lorenzo aqui no PP. O valor da mensalidade do plano Prime+ passou para R$19,99 (R$14,99 na assinatura semestral), ao passo que o limite foi mais uma vez reduzido. A partir de agora, apenas é permitido o pagamento de R$2 mil, sem taxa extra, para o assinante do plano Prime+.

Para os usuários não assinantes de plano pago, o limite de pagamento sem custo é irrisório, limitado a R$100. A boa notícia é que a partir do próximo dia 12/04, esse limite passará para R$500.

Para os valores que superem os limites gratuitos, a taxa é de 2,49 até R$5 mil mensais, percentual que sobe para 2,99% para valores superiores. A partir do dia 26/04, todos os valores que superarem o limite, passarão a incidir na taxa de 2,99%.


Ame

O aplicativo tem como foco pagamento de compras nas lojas da rede B2W, onde são oferecidos, não raramente, generosos cashback.

Adicionalmente, funciona como carteira de pagamento, embora tenha uma lista relativamente limitada de convênios para recebimento de contas. Permite, também, a transferência entre usuários.

  • Pagamento

Como carteira de pagamento, permite pagar contas de consumo, aluguel e condomínio, alguns tributos como IPVA e IPTU. Os limites de pagamentos são da ordem de R$700. Para aluguéis e contas de condomínio, embora o aplicativo informe que o limite seria de até R$5 mil, tem havido a limitação, também, a R$700.

  • Transferência

Essa funcionalidade parece não ter uniformidade, havendo registro de informação de ampla variação entre os usuários, inclusive que ela não funciona para alguns. O ponto comum é que os valores das transferências entre contas Ame são isentas de tarifa, o que é uma grande vantagem.


99Pay

O 99Pay é uma carteira digital de pagamento que integra o aplicativo de transporte 99 táxi. Ainda é um serviço limitado a algumas cidades, mas há um “pulo do gato” para adiantar a habilitação para quem mora em cidade ainda não listada no aplicativo, como mostraremos quando falarmos do mesmo.

  • Pagamento

Permite o pagamento de boletos com cartão de crédito ou saldo da carteira. Ainda não há regras claras sobre os limites, mas parece haver um limite mensal de R$5.000 para boletos com cartão. Contudo, em testes, os valores individuais de boletos em que o processamento teve êxito foram baixos, afora que ainda apresenta muita inconsistência nos pagamentos com cartão.

  • Transferência

Permite realizar transferências entre usuários, usando cartão de crédito ou o saldo da carteira, até o limite de R$5 mil por mês. Em teoria, esse pagamento pode ser realizado em uma única operação, embora tenha ocorrido erro em testes com valores elevados (bem inferiores a R$5 mil).

Claramente se percebe que é um produto em desenvolvimento, mas com grande potencial de se tornam um dos grandes players do mercado de carteiras digitais.

Até escrevermos o post específico do aplicativo, dentro de algumas semanas, provavelmente já estará em melhor estágio de desenvolvimento, com a correção das inconsistências de pagamento hoje frequentes.


Comentário

As carteiras digitais de pagamento são produtos que estão em plena expansão no mercado brasileiro, o que, usado com equilíbrio e parcimônia, pode ajudar no planejamento financeiro, já que é um concentrador de despesas, além de permitir a geração de milhas e pontos sem custo, ou a custo significativamente baixo.

Como mencionamos, com estratégia e conhecimento das nuanças de cada aplicativo, é possível transformar quase todas as despesas do dia a dia, em compras de cartão de crédito, que transformados em milhas/pontos, podem viabilizar ou otimizar os custos de suas próximas viagens.

E você, tem usado algum desses aplicativos de pagamento?

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.