fbpx

Primeira Classe da THAI Airways no B747-400 – Sydney para Bangkok

Avaliações Cias Aéreas

Por Fábio Vilela

Eu saí do lounge faltando uns 20 minutos ainda pro horário do embarque. Sempre gosto de chegar cedo no portão pra ser um dos primeiros a embarcar. No caminho pro gate consegui avistar esta belezura que é o B747. Ela é muito majestosa né non?

Vôo Thai Airways TG476 – 01/12/2018
Sydney (SYD) ✈ Bangkok (BKK)
Assento: 2E – Primeira Classe
Partida: 10:00 / Chegada: 15:25 / Duração: 9h25
Aeronave: B747-400

Aproveitei e fiz um último registro desta máquina da engenharia antes de entrar. O embarque aconteceu pontualmente e respeitando as prioridades – nada de tumulto ou confusão – tudo muito organizado.

Bom, vamos começar falando do layout da First nos B747 da Thai. Existem 2 tipos: este que voei (que é a configuração nova) e tem um outro que é a configuração antiga. Para poder identificar é simples: basta abrir o mapa de assentos e contar a quantidade de poltronas. O B747 com a configuração nova tem 9 poltronas, o “velho” tem 10. Eu também experimentei o layout “antigo” nesta mesma viagem em outra rota e o relato vou escrever pra vocês nos próximos dias.

A First fica no “andar de baixo”, ou seja, no nariz do avião. Conforme vocês podem ver pela imagem abaixo a disposição é a seguinte: 1 poltrona no meio seguida de 2 poltronas juntas e nas laterais temos 3 poltronas de cada lado.

Logo que cheguei a comissária super gentil me deu as boas vindas e me acompanhou até o meu assento. Aqui uma outra visão da cabine – desta vez da frente pro fundo. Vejam que em frente a minha cadeira tem uma mesinha com jornais e revistas internacionais.

As poltronas laterais são as melhores, porém desde o dia que emiti o voo elas não estavam mais disponíveis, então tive que me contentar com a do meio. O acabamento lateral assim como a borda do monitor é feito em um material que imita madeira.

Aqui vocês conseguem ter uma idéia melhor do espaço total da poltrona para o passageiro – super amplo.

A minha poltrona mesmo sendo central oferecia uma boa privacidade.

Porém a divisória lateral retrátil (que sobe e desce) estava estragada, uma pena. Os comissários tentaram de tudo pra resolver: resetaram o assento, tentaram manualmente – mas tudo foi em vão.

Agora vamos aos detalhes do assento: o ottoman (lugar onde você coloca os pés) oferecia um ótimo espaço e não afunilava – ponto positivo. Embaixo dele estava pantufas, manta e o kit para montar a cama.

No assento tinham 2 travesseiros de tamanhos diferentes e a largura da cadeira era bem satisfatória. Um detalhe que vale a pena salientar é que mesmo com a divisão lateral retrátil estragada, o casulo do assento ainda protegia meu rosto.

O controle de posição da cadeira era feito por este touchscreen.

Aqui você conseguia controlar também as luzes e acionar o botão de “DO NOT DISTURB”, caso não quiser ser perturbado.

O comando da divisória retrátil também era acionado por aqui – mas como falei – sem sucesso.

Ao meu lado direito estava o joystick do entretenimento de bordo além de duas portas USB e um porta trecos. O avião já apresenta grandes sinais de uso e vou mostrar pra vocês em algumas fotos aqui no review que atestam isto que estou falando – como esta abaixo.

A tomada ficava super longe, perto da TV junto das revistas – nada prático.

O monitor tinha um ótimo tamanho, mas a qualidade e interface deixavam a desejar. Detalhe especial pra orquídea (falsa) na lateral.

O amenity kit entregue é da Rimowa – ou seja, dispensa comentários né pessoal? Pena que hoje são pouquíssimas ou quase nenhuma cia aérea que oferece mais o kit da marca. Pra mim já considero um item de colecionador, rs.

Dentro havia produtos de beleza da marca Caudalíe além do kit de higiene bucal, spray (tipo listerine) e escova de cabelo.

Ainda em solo, a comissária perguntou se eu desejava beber um drink de boas vindas – eu prontamente aceitei e solicitei champagne. Ele veio geladinho e foi servido em uma taça com a logo da empresa, acompanhado de toalha umedecida, uma orquídea (verdadeira) e uma espécie de doce.

Não consegui decifrar o que era o doce – mas era bom.

O pijama era bem confortável e vinha bordado com os dizeres Thai Royal First – tanto na “embalagem” quando na própria camisa.

As pantufas eram extremamente simples, destas praticamente descartáveis que você encontra em qualquer hotel e não combinavam com o pijama.

O fone de ouvido noise cancelling era da marca AKG – excelente qualidade. Além disto eles oferecem uma espécie de proteção (como se fosse uma camisinha) pra você não colocar a orelha direto no couro.

Conforme falei pra vocês o entretenimento de bordo não era dos melhores. Interface lenta, pouca variedade de programação e qualidade a desejar. O avião também não oferecia wi-fi.

Esta parte onde estava gravado o número do assento (2E) também servia como um armário – você pode pendurar sua camisa, jaqueta, etc. neste compartimento.

Aproveitei para registrar algumas fotos do estado de conservação das poltronas – apesar de ser o modelo “novo” da First, a conservação e manutenção deixaram a desejar.

Qualquer lugar que você olhava dava pra ver materiais descascados – o que dá uma sensação de que a aeronave não está bem cuidada – pra mim particularmente não causa uma boa impressão.

A capa onde via o menu era de couro, pesada e grossa. Não pegaram o meu pedido em solo, somente depois da decolagem é que vieram perguntar quais seriam minhas escolhas.

A carta de vinhos da THAI foi elaborada por renomados Sommeliers em um teste “cego”, sendo assim eles seriam imparciais na hora de escolher os rótulos.

A foto e o background de cada um dos responsáveis envolvidos também estavam no cardápio.

O champagne é Dom Pérignon – um dos meus favoritos.

Quatro vinhos estavam disponíveis a bordo – 2 brancos e 2 tintos.

O serviço foi dividido em duas partes: primeiro foi o almoço (que era o principal) e em um segundo momento foi servido uma refeição rápida.

Nesta hora perguntei pra comissária o que ela me sugeria, e ela prontamente falou para eu escolher a opção tailandesa ao invés da internacional, pois assim poderia experimentar um pouco da culinária do país.

Já em altitude de cruzeiro começaram a servir os canapés – com uma boa apresentação por sinal. Porém aqui houve uma falha – solicitei a bebida e elas esqueceram – depois de uns 15 minutos que já havia solicitado chamei novamente, e só assim trouxeram o champagne.

Logo pedi o caviar que veio em uma concha marítima com diversas pedras de gelo – adorei o “estilo”. Outra coisa que achei muito diferente – o azeite ficava embaixo desta cabeça de alho torrada (veja na foto abaixo), ou seja, ele ficava super temperado pra você passar o pão – gostei da idéia!

Achei as torradas grossas, mas isto é gosto pessoal, pois eu prefiro quando elas são fatiadas mais finas.

Ao redor da concha do caviar estavam todos os acompanhamentos – ovos, limão, cebola e creme azedo, além claro, da colher de madre-pérola que é essencial pra você comer a iguaria sem “alterar” o sabor.

Fiz um close-up especial pra vocês – mais uma vez apresentação impecável  – Eita saudade de viajar hein!

Terminando o caviar veio a sopa de frango com coentro e leite de coco. Achei o tempero bem forte e acabei não comendo tudo.

Para trazer todos os pratos a comissária pediu para eu abrir um pouco de espaço entre os talheres na mesa e chegasse os copos pra frente, caso contrário não caberia tudo.

Confesso que apesar da quantidade, achei que os pratos deixaram e muito a desejar – tanto na apresentação quanto na sofisticação – nada visualmente “gourmet” – tudo muito simples.

O frango com castanhas estava ótimo e com tempero na medida certa. O omelete tava bem sem graça, já o arroz, batata, brócolis e cenoura cozidos dispensam comentários – mais comum impossível.

Depois veio o prato de queijos com frutas – aproveitei também pra pedir um vinho do porto – delicioso por sinal.

Notem que em todas as fotos meu copo com água com gás estava com gelo e cheio pois as comissárias passavam constantemente pra repor – não precisava ficar pedindo – pró-atividade excelente.

E por fim veio o sorvete misturado com cheesecake em um potinho acompanhado de uma sobremesa típica de lá que continha batata doce, abóbora e leite de coco – e confesso que é até gostoso.

Depois deste tanto de comida chegou a hora de descansar um pouco – apesar de que em voo diurno eu custo a dormir pois tenho muita dificuldade. Enquanto fui no banheiro colocar pijama a comissária veio preparar a cama com aquele kit que mostrei pra vocês no início da matéria – que na verdade era só um duvet – esta espécie de colchonete pra forrar o assento.

Como a minha divisória estava estragada, não tive uma privacidade por completo – mas com a cabine toda escura o “buraco” não me incomodou.

O assento na posição cama é total flatbed, confortável e largo.

Os travesseiros são pequenos – poderiam ser maiores e mais “gordinhos”.

E vejam que a parte do descanso dos pés não afunila – portanto você não fica preso na hora de se mexer e consegue virar pro lado sem esbarrar em nada ou até mesmo dormir de barriga pra cima com as pernas separadas.

Faltando pouco menos de 2 horas pro pouso iniciaram o segundo serviço: sopa + noodles + sobremesa.

Bem simples para uma First, não concordam? Macarrão com carne de porco e molho oriental.

Diferente do almoço, desta vez a sobremesa (um bolinho de frutas – parecia panetone) veio mais bem apresentada.

Por fim, antes de pousarmos, passaram oferecendo um Ferrero Rocher e agradecendo a presença.

O atendimento das cias asiáticas em sua grande maioria nunca decepciona. Comissárias bem treinadas, educadas e simpáticas que fazem praticamente o que estão ao alcance para proporcionar ao passageiro uma boa experiência.

O ponto negativo deste voo ficou por parte da conservação do assento, comida e entretenimento de bordo. Mas nada que estragasse a boa impressão que eu tive, portanto com certeza voaria de novo.

E vocês, já voaram com a THAI? Como foi sua experiência?

Avaliação

  • Check-in:
  • Embarque:
  • Poltrona:
  • Atendimento:
  • Refeição:
  • Entretenimento de bordo:
  • Amenity Kit:
  • Internet:
  • Pontualidade:
  • Limpeza:
Média
8.7

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.