fbpx

Quanto custa voar pelo Brasil durante a pandemia do coronavírus?

Notícias

Por Dérek Arakaki

Apesar da redução drástica nos voos operados pelas companhias aéreas nacionais, ainda há voos ligando as principais cidades do país. Mas afinal, voar durante a pandemia do coronavírus está mais caro ou mais barato?


Comparações de preços

Resolvi pesquisar o preço das passagens em algumas rotas que ainda estão em operação durante a pandemia, comparando com os  preços praticados no mês de julho, mês em que as companhias estão vendendo passagens sem restrições em suas operações. Dividi em três cenários:

  • Abril – voos durante a pandemia, porém sem antecedência na compra
  • Maio – voos durante a pandemia, porém com antecedência na compra
  • Julho – voos em que as companhias estão vendendo passagem sem restrições nas operações.

Em ambos os casos peguei o menor valor encontrado no mês.


Voos domésticos (trecho)

São Paulo x Rio de Janeiro

  • Abril: Durante a pandemia (sem antecedência)

  • Maio: Durante a pandemia (com antecedência)

  • Julho: venda de passagens sem restrições

São Paulo x Brasília

  • Abril: Durante a pandemia (sem antecedência)

  • Maio: Durante a pandemia (com antecedência)

  • Julho: venda de passagens sem restrições

São Paulo x Belo Horizonte

  • Abril: Durante a pandemia (sem antecedência)

  • Maio: Durante a pandemia (com antecedência)

  • Julho: venda de passagens sem restrições

São Paulo x Porto Alegre

  • Abril: Durante a pandemia (sem antecedência)

  • Maio: Durante a pandemia (com antecedência)

  • Julho: venda de passagens sem restrições

Campinas x Recife

  • Abril: Durante a pandemia (sem antecedência)

  • Maio: Durante a pandemia (com antecedência)

  • Julho: venda de passagens sem restrições

São Paulo x Manaus

  • Abril: Durante a pandemia (sem antecedência)

  • Maio: Durante a pandemia (com antecedência)

  • Julho: venda de passagens sem restrições


Comentário

Analisando os preços que estão sendo praticados em abril e maio, meses em que as companhias estão operando com restrições e suas operações, fica claro que voar durante a pandemia dentro do Brasil não necessariamente terá um custo mais elevado.

Ainda que com a redução de cerca de 95% nas operações das principais companhias aéreas nacionais, poucas pessoas estão viajando. Portanto, o que acaba definindo o preço da passagem continua sendo a antecedência de sua compra.

Passagens para voar nos próximos 15 dias estão com um custo mais elevado. Já voos para o final de maio, ainda que com restrições nas operações, possuem preços similares aos praticados em julho, mês em que a venda de passagens segue normalmente.

Alguém adquiriu passagens ou voou nas últimas semanas? Como foi sua experiência?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.