fbpx

Resgates de Primeira – Passagem de Amã para Hong Kong em Primeira Classe com milhas AAdvantage

Programas de fidelidade Resgates de Primeira

Por Raimundo Junior

Como você vem acompanhando nas últimas semanas, nessa quarta fase da série Resgates de Primeira, estamos mostrando voos que tragam alguma característica especial, quer de preço, cabine ou rota diferenciada, que mereça o nosso registro. No resgate de hoje, vamos mostrar um ótimo resgate para tirar proveito do aluguel dos Boeing 777 da Cathay Pacific pela Qatar Airways, que são aeronaves equipadas com cabine de Primeira Classe. Por isso, o que temos no cardápio hoje é: Resgates de Primeira – Passagem de Amã para Hong Kong na Primeira Classe da Cathay Pacific, usando milhas AAdvantage.

pular para…

  1. O Resgate de Primeira
  2. Quanto custa essa emissão?
  3. Como fazer essa emissão?
  4. Como otimizar essa emissão?
  5. Quais companhias posso voar?
  6. Fatores a considerar
  7. Comentário

O Resgate de Primeira

Rota: Amã x Doha x Hong Kong
Programa: AAdvantage – American Airlines

Para quem não vem acompanhando, nas duas primeiras fases da série Resgates de Primeira, mostramos ótimos resgates para voar em Classe Executiva para todos os continentes.

Nessa terceira fase, estamos mostrando Resgates de Primeira para voar em Primeira Classe, item cada da vez mais raro no mundo da aviação, especialmente para viajar utilizando milhas e pontos.

Muitos dos nossos leitores são membros do AAdvantage, da American Airlines, quer porque são portadores de cartões americanos, quer porque possuem o cartão de crédito AAdvantage emitido pelo Santander. Aliás, no momento esse cartão está participando da campanha Bateu, Ganhou!, que oferece até 4 pontos por dólar gasto na fatura.

Por isso, vamos mostrar mais um resgate usando as milhas do programa AAdvantage.

E dessa vez vamos tirar proveito do arrendamento de alguns Boeing 777-300ER da Cathay Pacific, pela Qatar Airways, para suprir a deficiência de frota causada pelo poblema de pintura da frota de Airbus A350 da Qatar Aiways.

Essas aeronaves são equipadas com cabine de Primera Classe, com 6 assentos dispostos em duas fileiras, na configuração 1-1-1.

E a boa notícia é que as mesmas já entraram em serviço, com a Qatar operando um serviço autêntico de Primeira Classe nesses voos, o que tem sido raro, já que a companhia só estava com o serviço nos poucos voos em que está usando o A380 (Londres e Paris).

Além disso, esse resgate vai permitir uma experiência completa de Primeira Classe, com direito a acessar o maravilhoso Lounge de Primeira Classe da Qatar Airways, o Al Safwa, em Doha.

Ainda não tivemos acesso a fotos oficiais da Primeira Classe nessas aeronaves, sob a bandeira da companhia Árabe, mas temos fotos da própria Cathay Pacific, além de fotos recentes do nosso leitor e amigo Ralf Toenjes, na sua viagem às Maldivas (que se encerra hoje, e voltará também na mesma cabine de Primeira Classe). Grato, Ralf, por compartilhar conosco parte da sua experiência.

Foto da cabine em voo operado pela própria Cathay Pacific

E esse é considerado um dos melhores sweetspots do programa AAdvantage, pra voar em Primeira Classe entre Oriente Médio e Ásia.

Como o programa AAdvantage usa uma excelente tabela fixa para resgates com parceiros, essa é uma das ótimas oportunidades de voar na Primeira Classe de uma companhia de primeira grandeza, por um valor excepcional em milhas AAdvantage.

  • Qatar Airways Al Safwa First Class Lounge

Esse resgate, que pode partir de qualquer origem no Oriente Médio, permite acessar na partida e/ou conexão (como no caso do nosso resgate, que simulamos a origem em Amã, capital da Jordânia), o excepcional First Class Lounge Al Safwa, em Doha.

Para ver com detalhes os excelentes serviços desse prestigiado lounge, pedimos que leia o review feito por Fábio Vilela.


Quanto custa essa emissão?

Como falamos, o programa AAdvantage tarifa os voos operados por parceiros com base em tabela fixa, o que traz a grande vantagem da previsibilidade.

Para a rota proposta, partindo do Oriente Médio para qualquer destino considerado Ásia 1 ou Ásia 2, a tabela fixa do AAdvantage estabelece a cobrança de apenas 50 mil milhas para voar em Primeira Classe em companhias parceiras.

A propósito, para uma visão geral abrangente sobre o programa AAdvantage, recomendamos a leitura da excelente matéria publicada aqui no PP pelo Lorenzo, sob o título: O Guia Completo do American Airlines AAdvantage.

Esse é o menor número absoluto em milhas para voar do Oriente Médio para a Ásia em Primeira Classe.

Melhor ainda, na forma como montamos o resgate, além do long-haul entre DOH-HKG, você ainda vai poder desfrutar do primeiro voo na Classe Executiva da Qatar Airways, operada no trecho como Primeira Classe, com previsão de aeronave equipada com a excelente cabine Qsuite.


Como fazer essa emissão?

  • Encontrando disponibilidade

Como sabemos, o AAdvantage é um dos programa de fidelidade em que a grande maioria do acervo é acessível nas pesquisas online, tanto para voos próprios quanto para parceiros.

A presente emissão, inclusive, tem tratamento 100% online, desde a pesquisa até a emissão. Há casos, contudo, em que você precisará contatar a central.

É o caso, por exemplo, de voos de/para o Brasil, em que você pode incluir o trecho interno na GOL Linhas Aéreas, sem qualquer custo adicional, mas pra fazer isso será necessário realizar o resgate pelo call center.

Mas não se intimide. É quase uma unanimidade que o call center do American Airlines AAdvantage, presta um serviço de excelência. Da minha parte, só tenho elogios!

  • Realizando a emissão

Realizada a pesquisa e encontrado o resultado, basta selecionar os voos preferidos e seguir para finalização, tudo online.

 

Como você vê, na nossa escolha acima, buscamos oferecer o máximo de experiência em solo e em voo, permitindo desfrutar a bela cabine de Primeira Classe do B777, desde o primeiro trecho, entre Pequim e Hong Kong, fazer um longo layover e o segundo voo ultralongo, e finalmente, mais de 13h para curtir todos os mimos e serviço de alto padrão reconhecidamente prestados pela Cathay Pacific, no segundo voo entre Hong Kong e Londres.

Perceba que buscamos encaixar origem e destino que permitissem as melhores experiências de voo, já que ambos os trechos são operados no 77W, equipados com a melhor cabine de Primeira Classe da companhia honconguês. E como mostram as imagens abaixo, é disponibilizada a Primeira Classe para voar em ambos os trechos do resgate.

Vale lembrar, ademais, que ainda é possível encaixar, quando a situação de voos na Ásia voltar a alguma normalidade, mais um trecho em Primeira Classe operado pela Cathay Pacific ou JAL, de modo a tirar proveito, também, dos maravilhosos louges de Primeira Classe da Cathay Pacific em Hong Kong.

Claro que tudo isso somente será possível se Hong Kong voltar a permitir, ao menos, trânsito, o que esperamos possa ocorrer até a data simulada da viagem.


Como otimizar essa emissão?

O gargalo dessa emissão, que é excelente, pode estar nas dificuldades de gerar e alto valor das milhas AAdvantage. Recorde que mencionamos que as milhas AAdvantage são um ativo valioso.

A despeito disso, vamos tentar mostrar alternativas razoáveis de gerar essas milhas.

  • Compra de milhas com desconto

Mesmo nas promoções, comprar milhas AAdvantage é sempre uma operação que custa caro. Veja o exemplo da promoção que se encerrou no último dia 30 de abril, na campanha de comemoração dos 40 anos do programa AAdvantage, em que foi concedido um desconto efetivo de 40% na compra de milhas AAdvantage:

O problema, como se vê, é que as milhas AAdvantage são extremamente valiosas. Mesmo com a aplicação dos 40% de desconto, um dos melhores já vistos, o bloco de mil milhas ainda custaria acima de US$19, ou cerca de R$98.

Apesar desse alto custo de aquisição, as 50 mil milhas necessárias para essa emissão, custariam cerca de R$4,9 mil reais, o que é menos de um terço do valor da passagem pagante, em que são cobrados mais de 15,2 mil reais (sem taxas), pelos mesmos voos.

  • Gerando milhas no cartão de crédito

Essa, sem dúvida, a maneira mais barata e racional de gerar milhas AAdvantage.

Para quem tem acesso aos cartões americanos, não raro há pomposos bônus de assinatura oferecidos pelo Citi, que emite o co-branded nos Estados Unidos, além do Barclays.

No mercado brasileiro, a única maneira de gerar pontos através do cartão de crédito, é usando o co-branded Santander AAdvantage, lançado pelo banco espanhol no Brasil em 2017.

Aliás, como o banco tem oferecido uma boa taxa de conversão para esse cartão, em suas últimas campanhas Bateu, Ganhou!, onde é possível acumular até 4 milhas AAdvantage por dólar gasto, na versão AAdvantage Black, essa é, de longe, a forma mais eficiente de gerar essas milhas valiosas.

Com isso, tem sido vantajoso até mesmo pagar as salgadas tarifas dos aplicativos de pagamento, para pagar contas que em regra seriam debitadas em conta, para gerar gastos com esse cartão.

Imagine que você tenha um boleto de R$10 mil pra quitar. O lógico seria quitar o mesmo à vista, debitando do seu saldo bancário. Contudo, com a promoção, em que você poderá gerar cerca de 10 mil milhas pagando com cartão, faz sentido pagar R$299 (2,99%, na maioria dos aplicativos), para quitar referido boleto.

Fazendo isso, ao menos durante a fase promocional, é possível derrubar o valor do bloco de mil milhas para cerca de R$39, o que é excelente, considerando o alto valor agregado das milhas AAdvantage.

Acaso você consiga gerar todas as 50 mil milhas dessa emissão, através de pagamentos como o acima mostrado, o valor do bilhete do resgate de primeira (90 mil milhas AAdvantage), cairia para inacreditáveis R$1.950 + taxas, ou seja, cerca de 13% do valor pagante.


Quais companhias posso voar?

Como estamos falando em emissão tirando vantagem da tabela fixa do programa AAdvantage para resgate com parceiros, poderíamos voar com qualquer companhia parceira que opera a rota.

Contudo, apenas a Qatar Airways e a Etihad, parceira bilateral do AAdvantage, voam do Oriente Médio para a Ásia com Primeira Classe.

Aliás, na saudosa época pré pandemia, quando a Etihad operava com o A380, equipado com sua icônica cabine The Apartment, na rota Abu Dhabi para Seoul, era possível fazer esse resgate para voar nessa maravilhosa Primeira Classe. Infelizmente, a compahia da capital dos Emirados Árabes Unidos não dá sinais claros se voltará a operar a aeronave.

Essa, sem dúvida, seria a melhor de todas as emissões do programa AAdvantage. Entretanto, não dá para reclamar, nem de longe, por voar nas cabines sugeridas no nosso resgate na bela Primeira Classe da Cathay Pacific, com o serviço premium da Qatar Airways.

Além de uma cabine de alto padrão da Primeira Classe da Cathay Pacific – não tão privativa quanto as citadas de Emirates, Singapore (no A380) e Etihad (hoje quase inexistente) – o serviço de Primeira Classe da Qatar Airways é excepcional.

Acima, imagens da cabine, em voo operado pela Cathay Pacific, mas que dão uma correta noção do hard-product.

Aliás, Fábio Vilela fez uma excelente avaliação dessa cabine aqui para o Passageiro de Primeira, tempos atrás. Confira clicando aqui.


Fatores a considerar

  • Facilidade de emissão: como mencionamos no início, o programa AAdvantage tem uma das mais amigáveis plataforma de emissão de passagens com milhas, tanto para as emissões online, que são a maioria, quanto para os casos em que se precisa de atendimento do call center, que presta um serviço de excelência;
  • Tabela fixa: esse é um ponto bastante positivo do AAdvantage, que precifica em valores fixos os voos entre regiões, então não importa se você vai encontrar disponibilidade em um voo direto ou com escalas, seu valor final sempre será aquele previsto na tabela, o que traz previsibilidade e segurança para o cliente;
  • Hong Kong continua fechado, sem previsão de reabertura: embora o resgate simule uma viagem entre Doha e Hong Kong, recorde que a província chinesa semi-autônoma de Hong Kong, assim como a própria China, continuam fechados para viajantes vindos de quase todo o mundo, sem perspectiva clara de reabertura recente. Temos esperança, contudo, que até setembro, data do resgate mostrado neste post, seja possível ao menos transitar pelo Aeroporto Internacional de Hong Kong, o que permitiria realizar a viagem proposta, incluindo o terciero trecho para outro destino asiático já aberto, como Tailândia, por exemplo;
  • Jordânia abrirá para turistas internacionais a partir do próximo dia primeiro de março: embora até hoje esteja com restrições para receber turistas, a Jordânia abrirá suas fronteiras para o turista internacional completamente vacinado, a partir da próxima terça-feira, primeiro de março, como mostramos ontem aqui no PP;
  • Oriente Médio para Maldivas é um roteiro alternativo sem restrições: como falamos, não temos qualquer certeza sobre a reabertura de Hong Kong, inclusive se vai permitir pelo menos o trânsito, até a data mostrada no resgate. Acaso queira aproveitar essa oportunidade de voar na Primeira Classe das aeronaves da Cathay Pacific, com o serviço da Qatar Airways, além de acessar o maravilhoso First Class Lounge Al Safwa, a alternativa que não tem qualquer restrição, atualmente, é trocar o destino para Malé, nas Maldivas. E o resgate ainda é mais barato, apenas 40 mil milhas AAdvantage, para voar desde o Oriente Médio para o paradisíaco país insular. Aliás, nosso amigo e leitor Ralf Toenjes, como mencionamos, está retornando hoje do destino, voando nessa cabine maravilhosa (como fez na ida);
  • Custos simulados baseados em compra promocional de milhas e uso de cartão de crédito com bônus: como ficou registrado na matéria, quando simulamos os custos dessa emissão, precificando as formas de geração das milhas, levamos em consideração os valores da compra de milhas com 40% de desconto, na promoção de aniversário do AAdvantage, bem como o acúmulo especial do cartão de crédito AAdvantage Black, que está oferecendo 4 pontos por dólar na atual campanha Bateu, Ganhou que vai até o próximo mês de abril.

Comentário

Esse é mais um bom exemplo das dezenas de boas oportunidades de emissões que temos a explorar no nosso microcosmos de milhas e pontos, como falamos no post inicial dessa série semanal.

Esteja certo que ainda temos matérias para outros encontros nas próximas sextas-feiras, pois há muitas emissões interessantes a mostrar.

Como dito no início da série, optamos por abordar apenas uma boa emissão por semana, mas oferecendo todas as informações que você precisa saber para tirar proveito da oportunidade, inclusive todos os pros e contras que se aplicam a essa emissão.

Consideramos esse resgate dentre os melhores do programa AAdvantage – opinião do editor – embora o programa seja cheio de grandes oportunidades, inclusive para outras emissões em Primeira Classe. Então considere a oportunidade, acaso seja usuário do programa e o roteiro esteja nos seus planos.

E você, já conseguiu aproveitar essa excelente emissão do AAdvantage?


☞ confira os últimos resgates publicados:

Seguro Viagem
Seguro Viagem
Ganhe 10% de desconto na contratação do seu seguro!
Supermercado
Supermercado
Ganhe 25% de desconto na primeira compra e 10% de cashback nas próximas!
Hotéis
Hotéis
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2023!
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Ganhe 1 ponto por R$ 1 gasto!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Clube 1.000
Clube 1.000
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Ver todos os cupons

Baixe o app do Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de programas de fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, voos e salas VIP, hotéis e lazer, cartão de crédito e promoções.