fbpx

Viajando para a Suiça durante a pandemia após a reabertura das fronteiras – Leitor de Primeira

Leitor de Primeira

Por Equipe | Passageiro de Primeira

Hoje no quadro #LeitorDePrimeira vamos compartilhar o excelente relato do nosso leitor Gustavo. Após a Suiça anunciar a reabertura de suas fronteiras para passageiros vindos do Brasil, ele resolveu embarcar no voo direto entre São Paulo (GRU) e Zurique (ZRH) junto com sua esposa. Vale acompanhar o relato do nosso leitor mostrando cada detalhe da sua experiência na Classe Executiva da SWISS.

Leitor de Primeira Suiça


Relato de Primeira

Após um longo período sem planejar e sem muitas esperanças de viagens internacionais, assim que a Suíça comunicou a reabertura de suas fronteiras aos brasileiros vacinados e aos cidadãos europeus vindos do Brasil, decidi juntamente com a minha esposa em tirar umas férias e vivenciar uma experiência de viagem internacional a turismo na pandemia.

Confesso que o processo entre a tomada de decisão em ir e até a data do embarque foi muito mais rápido do que costumo fazer, mas diante do cenário global e das incertezas de novas regras ou de novos protocolos, resolvemos tudo de última hora. Meu primeiro ponto é esse, não faça planos a tão longo prazo, pois realmente tudo é muito dinâmico. Outro detalhe é procurar um bom seguro viagem que cubra eventuais despesas caso você seja infectado pela COVID-19 e necessite de atendimento médico.

Importante salientar que viajar sempre requer um pouco de jogo de cintura, mas viajar na pandemia talvez exija um pouco mais. Importante buscar informações precisas para evitar aborrecimentos e surpresas inesperadas. Vou compartilhar aqui minha experiência viajando para a Suíça durante o mês de julho, com a companhia aérea SWISS, a bordo de sua Classe Executiva entre São Paulo (GRU) e Zurique (ZRH), ida e volta.

Fizemos as emissões das passagens com a SWISS em um voo direto, pois assim evitaríamos escalas e também outras normas regulatórias. Acredito que viajar direto é a melhor opção, ainda mais quando se fala em tempos de pandemia, no qual cada país tem suas próprias regras.

A experiência do voo da ida foi bastante superior ao da volta, o que no meu ponto de vista é um ponto negativo para SWISS, pois imaginamos e esperamos sempre um equilibro no serviço, de tal forma que a empresa mantenha o padrão e qualidade.

Voo da ida: São Paulo x Zurique

O check-in foi tranquilo e fomos muito bem atendidos. A funcionária do check-in é a responsável por realizar a checagem das duas doses da vacina para brasileiros ou do exame RT-PCR negativo para europeus. Importante salientar que se você tomou a dose única da Janssen, poderá viajar apenas após 22 dias da dose. Para as outras vacinas autorizadas, poderá embarcar mesmo que no mesmo dia da segunda dose. Além disso, é necessário preencher um formulário do governo suíço com suas informações pessoais e apresentar na chegada do país.

O acesso a Sala VIP no terminal 3 é no recém inaugurado lounge do Banco Safra. Estava funcionando bem próximo à normalidade, com todos os protocolos de combate ao coronavírus bem implementados. O espaço está muito bonito, limpo e organizado. A comida deixou a desejar, principalmente pelo fato de tirarem o brigadeiro e não ter nenhum docinho. Tive que descer no duty free para comprar um chocolate e manter o vício em dia.

Leitor de Primeira Suiça

O embarque foi rápido e a aeronave decolou no horário previsto. A SWISS apresenta uma configuração bem peculiar na executiva. Se estivesse viajando sozinho definitivamente pegaria a poltrona trono, com maior privacidade e espaço, mas como estava acompanhado da minha esposa, optei pelas poltronas do meio, de tal forma que ambos tínhamos acesso ao corredor, afim de evitar atrapalhar o sono do outro para ir ao banheiro.

Apesar do uso de máscara obrigatório durante todo o voo, nos sentimos bastante seguros e confortáveis. A sensação bem semelhante de viajar em tempos pré-pandemia. Todo o serviço de bordo foi mantido normalmente. E aí meu ponto de destaque para SWISS. As refeições e o atendimento de bordo estavam muito bons. Tivemos a sorte do menu ser inspirado na região de ticino, minha culinária regional suíça favorita. Foram servidos duas refeições: jantar logo após a decolagem e o café da manhã na chegada.

O menu de jantar achei bem completo, boas apresentações dos pratos, ponto correto da carne, boa variedade de bebidas. A sobremesa estava excelente!

No café da manhã, uma opção de menu mais simples e próximo a chegada ou ser acordado. Logo no embarque você já preenche os dados do que deseja comer e  o café da manhã vem servido pronto na hora que acordar.

 

No quesito poltrona, a SWISS apresenta uma boa qualidade, não é a melhor, mas é confortável e relativamente espaçosa. Espaço confortável para os pés e bastante amplo, o que ajuda bastante os passageiros longilíneos. Acredito que por ser do Grupo Lufthansa, eles poderiam também oferecer o pillow top (o que ajuda bastante a deixar a “cama” mais confortável e eu particularmente acho que fica mais higiênico) e também o pijama. Como eu já sabia que não ofereciam, após o jantar fiz a troca de roupa no banheiro (o qual é bem apertado) para melhorar a qualidade do sono.

O entretenimento de bordo precisa melhorar, poucas opções de filmes e confesso que para mim não foi um dilema, mas existem pouquíssimas opções com legendas em português. Lembro que uma vez viajei com a minha mãe pela SWISS e ela relatou essa questão, e de fato continua. Considerando que é uma rota com bastante brasileiros (se não quase a maioria) isso poderia ser repensado.

O grande ponto positivo foi para a tripulação. Minha esposa me deu os parabéns logo que mudamos de dia, já que era meu aniversário. A tripulação notou e ao aterrisar em Zurique vieram com um cartão com foto da aeronave e recado de felicitações a mão assinado pelo comissário de bordo. Além disso com presente. Achei de uma sensibilidade enorme e um detalhe simples que faz toda diferença.

Em resumo o voo da ida foi muito bom! Mas como comentei no início do texto, o padrão não foi mantido na volta.

Voo da volta: Zurique x São Paulo

Para não me estender muito, vou só elencar os pontos negativos.

Primeiro ponto negativo, devido à redução de voos a SWISS não estava com suas salas VIP abertas, existe apenas uma em funcionamento para todos voos, ou seja, lotada, o que não faz sentido ainda mais em pandemia. O banho não está disponível o que é bastante inconveniente, considerando que o voo sai às 22h40 (horário local).

O embarque foi bem complicado e aeronave decolou com pequeno atraso. Durante o voo percebi uma certa pressa dos comissários para começar o serviço de bordo.

O principal ponto negativo foi que a poltrona da minha esposa não estava com áudio. Foi péssimo. No primeiro momento senti um tom agressivo do comissário e meio mal-humorado quando reclamei, depois que eles fizeram todos os testes e tentaram reiniciar o sistema e mesmo assim nada, ele começou a ser mais cordial e voltar repetitivamente para se desculpar. Por sorte ela estava cansada e só queria dormir e não deu bola. O voo estava lotado, e o único lugar disponível para ela mudar, ficaríamos distantes, o que não faz sentido. Ela preferiu ficar sem o áudio, já que queria dormir.

Acho que se eu tivesse que resumir seria: falta de consistência. Adorei a ida, foi um dos voos mais especiais da minha vida. Primeira viagem em um longo tempo, meu aniversário e atendimento muito cordial. A volta deixou a desejar. Acho que para uma empresa ser sólida, manter a qualidade é primordial, e dessa vez a SWISS não conseguiu.

Viajar na pandemia exige cumprir protocolos e vale sempre lembrar de estar atentos com as regulações vigentes. Para a volta precisamos realizar um exame RT-PCR com laudo negativo em menos de 72h antes do embarque e a declaração da ANVISA. Um custo extra e um “risco” caso você pegue covid na viagem e tenha que ficar isolado em outro país.

Gustavo


Comentário 

Excelente Gustavo! Agradecemos o tempo investido para compartilhar este depoimento tão detalhado, inclusive pelas dicas de garantir um bom seguro viagem que cubra eventuais gastos caso ocorra imprevistos e por ressaltar a importância de optar por voos diretos, facilitando os trâmites burocráticos relacionados as restrições de fronteiras.

Parabéns pelo relato e pelo seu aniversário! 👏🏼


☞ confira os últimos relatos publicados:

Se você quer ter sua história aqui, siga as instruções deste post.

Hotéis com Desconto + Selos
Hotéis com Desconto + Selos
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2022!
Hotéis com Desconto
Hotéis com Desconto
8% de desconto em estadias até 31 de março de 2022!
Seguro Viagem com Desconto
Seguro Viagem com Desconto
Desconto especial no seu Seguro Viagem!
Compras com Desconto
Compras com Desconto
5% de desconto em itens vendidos e entregues pelo Magalu!
Clube de Milhas
Clube de Milhas
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Ver todos os cupons

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

10 anos! O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.