fbpx

A saída da South African e a oportunidade para a Singapore

Notícias

Por Alexandre Zylberstajn

Uma das maiores perdas para o mercado de aviação Brasileiro foi a saída da Singapore Airlines na rota entre Barcelona e São Paulo. Para quem não se lembra, a cia aérea operou este voo durante alguns anos e encerrou as operações no dia 20 de outubro de 2016.

Singapore Airlines First Class Primeira Classe - passageirodeprimeira

Na época, a Singapore alegou que a difícil decisão de suspender os serviços para São Paulo veio em decorrência do fraco desempenho, demanda de mercado e capacidade na rota. Lembro que 2016 foi um ano duro para nós: além da Singapore, também perdemos a Korean na rota para Los Angeles e a Etihad para Abu Dhabi. A crise estava solta e pegou a aviação em cheio!

Já essa semana, tivemos a triste notícia de que a South African vai suspender a operação para São Paulo depois de 30 anos ininterruptos. Desta vez, a culpa não é nossa, e sim da própria cia sul africana, que cortou várias rotas em seu plano de reestruturação.

Para a Latam, suponho que este movimento tenha sido uma vitória. Desde que a cia brasileira anunciou a entrada nesta rota, tenho a percepção de que os preços caíram. Em especial no ano passado, em que considero a precificação das tarifas como uma “GUERRA” entre as cias. Com uma certa frequência postamos promoções de passagens da LATAM para Joanesburgo em EXECUTIVA por cerca de 3 mil reais; em milhas, de econômica, por menos de 20 mil pontos o trecho. Enfim, valores que considero baixos, especialmente se pensarmos que o voo tinha mais de 10 horas de duração.

Enquanto alguns choram, outros vendem lenços

Sem desmerecer a aposta acertada da LATAM, entendo que para os passageiros ter uma única opção na rota é ruim. Imagino que os preços devam subir, como quando a South African operava sozinha. É natural e não condeno a empresa Brasileira – o mercado é assim.

Com tempo, espero que o mercado veja o atual monopólio da LATAM como uma oportunidade de entrada e é aqui que faço uma conexão com o início desta postagem. Eu gostaria que a Singapore enxergasse esse movimento como uma oportunidade para voltar a operar para o Brasil; desta vez via Africa do Sul.

Quem abriu meus olhos para isso foi o leitor Alan Sidney, que no post em que anunciamos o encerramento da SA comentou sobre essa possibilidade.

Será que a saída da South African seria uma oportunidade para a Singapore voltar ao Brasil, estendendo a rota atual entre Singapora e Joanesburgo?

Meu raciocínio 

Não sou um expert em rotas, mas peço que acompanhem meu raciocínio:

  • A South African operou a rota para o Brasil por muitos anos, mesmo na crise. Isso me leva a crer que a demanda para o trecho existe;
  • O cenário econômico brasileiro está diferente; melhor que em 2016 quando a Singapore deixou de operar. O mercado está aquecido e apontando para cima;
  • A rota entre Singapura e África do Sul “vai bem obrigado”. Em 2019, a Singapore aumentou a frequência entre os dois países e hoje em dia são 10 voos por semana, sendo 7 diários para Joanesburgo e 3 para Capetown, com escala em Joanesburgo.
  • A Singapore poderia iniciar a operação com 3 voos por semana, como fazia no passado na rota entre BCN e GRU;
  • A Singapore poderia oferecer um horário que permitisse aos Brasileiros conectar com o voo entre Joanesburgo e Cape Town, aumentando a ocupação num voo da própria cia, já existente;
  • As novas aeronaves A350, que operam na rota para a África do Sul, são muito mais econômicos do que os 777-300 que operavam em 2016 entre Barcelona e Singapura;
  • Diferente da Espanha, que tem 6 voos para o Brasil (Iberia – Madrid, Air Europa – Madrid, Air China – Madrid, Latam-Madrid, Latam-Barcelona, fora o voo para o RIO), aqui seria somente 1 concorrente e a Singapore tem um produto muito competitivo, podendo enfrentar com tranquilidade os A350 da LATAM que operam na rota;
  • Alem da ásia, a nova rota poderia ser uma maneira para chegarmos a Austrália – dependendo das conexões, seria interessante;
  • A Gol poderia ser a nova parceira no Brasil;
  • Não teriam custos para tradução do site, já que ainda tem uma versão em português 🙂
  • Eu poderia ser o embaixador da marca no país! Rs

Comentário

Com a exceção do último ponto, todos os outros acho factíveis (brincadeira, o último também)!

Posso estar viajando, mas confesso que embarquei nessa possibilidade e sonhei com a volta de uma das melhores cias aéreas, com um dos melhores programas de fidelidade do mudo para o Brasil. Estou quase começando um movimento #voltasingapore para que a cia avalie essa possibilidade!

Lembrando que o KrisFlyer, programa de fidelidade da Singapore, é um dos melhores e mais generosos para voos na própria cia. Quem não lembra das emissões em executiva para BCN por 50 mil milhas o trecho ou 57.500 em executiva? só de pensar, já fico entusiasmado!


Avaliações de Singapore Airlines

Não deixem de ler os reviews do Fábio na Singapore – São FANTÁSTICOS – Clique aqui.

O que vocês acham, viajei?

 

 

 

Hotéis
Hotéis
10% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2023!
Chip de Viagem
Chip de Viagem
20% de desconto na compra do chip de viagem!
Supermercado
Supermercado
35% de desconto na primeira compra e 10% de cashback nas próximas!
Seguro Viagem
Seguro Viagem
25% de desconto na contratação do seu seguro viagem!
Prêmio Passageiro de Primeira 2022
Prêmio Passageiro de Primeira 2022
Vote agora nos melhores do ano!
Clube 1.000
Clube 1.000
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Ver todos os cupons

Baixe o app do Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de programas de fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, voos e salas VIP, hotéis e lazer, cartão de crédito e promoções.