fbpx

Afinal, é possivel acumular milhas sem custo e viajar de graça?

Notícias

Por Alexandre Zylberstajn

Esse é um tema de grande discussão no universo dos viajantes: afinal, é possível viajar de graça? É possível acumular milhas gratuitamente? De um lado, há opiniões de que não: não existem milhas, pontos e muitos menos, viagens grátis; de outro, pessoas que afirmam que sim! Neste post pretendo mostrar o racional para cada um dos lados e, no final, deixar minha opinião.


Milhas de graça, mesmo!

Eu ainda não vi um programa que dê milhares de milhas para uma única pessoa sem nada em troca. Quando eu digo nada, estou me referindo a nada mesmo. Pequenos presentes podem existir, mas em geral são realmente pequenos!

Milhas grátis no programa Aeroplan


Milhas grátis em troca de pequenas ações

Por outro lado, já respondi pesquisas online, convidei amigos para programas e me cadastrei em newsletters que geraram pontos sem custo. Nada muito grande, algo na casa entre os 500 e 1000 pontos. Além do tempo, não tive que fazer transação alguma.

Desafio Multiplus: 150 pontos por amigo convidado

Para alguns, isso já é o suficiente para dizer que “não foram gratuitas“, afinal tempo é dinheiro, não é mesmo? Isso já mostra o porquê da questão dividir o público e gerar discussões.

Mas é possível gerar milhas sem custo e sem consumir tempo? Acredito que sim. Explico!


Milhas gratuitas sem consumir tempo

Imagine-se:

  • Comprando alguma coisa para o seu dia a dia: desodorante, pasta de dente ou até mesmo um refrigerante;
  • Pedindo um Uber ou delivery;
  • Comprando um eletrodoméstico, eletrônico novo;
  • Abastecendo seu carro;
  • Reservando uma diária em um hotel, alugando carro ou fazendo seguro de viagem;
  • Comprando roupas, produtos de beleza, um carro ou até mesmo um imóvel.

Provavelmente você já fez uma ou mais coisas que listei acima e muito provavelmente não acumulou milhas extras durante o processo. Sinto em lhe dizer: você pode ter deixado de acumular pontos sem custo.

Para conseguir isso, é simples: basta fazer suas compras acessando os links e sites disponíveis nos programas de fidelidade. Veja dois exemplos:

1. É possível acumular milhas Smiles ao fazer compras através do Shopping Smiles em parceiros do programa, tais como o Pontofrio, Extra, Magazine Luiza, Fast Shop, Uber, Postos Shell, entre vários outros.

2. É possível ganhar pontos Livelo ao se fazer compras através dos links disponíveis no site do programa em mais de 100 parceiros, que incluem Magalu, Hoteis.com, Seguro de Viagens Ciclic, Casas Bahia, Vinhos Mistral, etc.

Esses foram apenas alguns exemplos. Outros programas de fidelidade oferecem essa possibilidade e, por experiência própria, afirmo que a gama de lojas está cada vez maior!

É sempre importante comparar para ter certeza de que você não gastará nada a mais; mas desde que o preço seja o mesmo que você pagaria em seu comportamento de consumo habitual, esses pontos acumulados soam como de graça, não?

Afinal, seria essa uma maneira de acumular pontos e milhas gratuitamente? Viajar de graça?

Ainda que não custe nada a mais e nem consuma tempo adicional, algumas pessoas dizem que, por existirem alternativas de receberem uma parte do dinheiro da compra de volta através de ferramentas de cashback, esses pontos tampouco podem ser considerados de graça.


Cashback? Como assim?

Da mesma forma que você pode fazer compras em sites de programas de fidelidade e ganhar milhas, existem ferramentas que oferecem dinheiro de volta a cada transação, também sem custo para o consumidor. Esse dinheiro que você “recebe de volta” é chamado de “cashback”!

Fazendo uma compra pela ferramenta Meliuz, você pode receber 2% de volta no site das Casas Bahia. Veja os exemplos abaixo:

Nesta alternativa, as possibilidades de lojas também são amplas. Com esse dinheiro de volta depositado em sua conta, você pode fazer o que quiser, inclusive usá-lo para pagar por gastos de suas viagens ou comprar milhas!

Seria isso considerado uma maneira de viajar gratuitamente? Para alguns sim, afinal agora estamos falando de dinheiro na mão e sem consumir tempo a mais; mas para outros, isso ainda não é o suficiente.


Experts em compras: milhas ou cashback são considerados como benefícios garantidos

Para alguns experts em desconto nas compras, o acúmulo de milhas ou casback já está precificado como benefício garantido em sua rotina. Para este público experiente, ao se fazer qualquer compra, eles já consideram como padrão, além do produto ou serviço adquirido, o acúmulo de milhas ou cashback.

Obviamente, essa consideração não é o normal para a grande maioria das pessoas…


E as milhas do cartão de crédito, são gratuitas?

Para o consumidor normal, a maioria dos pontos vem de gastos com o cartão de crédito. O fato de você ter que pagar uma anuidade pelo cartão ou ter que deixar dinheiro investido no banco para ter sua anuidade isenta, pode ser considerado um custo para logo obter milhas em suas transações. Mas sabemos que muitas pessoas conseguem isenção de anuidade. Seria isso o suficiente para dizer que os pontos gerados no cartão proporcionam viagens gratuitas?


Milhas, pontos e cashback revertidos em viagens de graça?

Se você recebeu parte do dinheiro de volta sem pagar nada a mais ou recebeu milhares de milhas durante as suas compras, o uso desses pontos revertido em passagens e reservas de hotéis podem resultar em uma viagem gratuita? Para mim, sim.

Eu me eduquei a fazer todo o meu consumo baseado em ofertas que geram milhas (e às vezes cashback) sem pagar nada a mais por isso. Por não me gerarem custo, considero que esses pontos foram acumulados gratuitamente. Mas eu sei que não existe consenso no tema e gostaria de saber a opinião de vocês!

Alguém acredita em pontos gratuitos e viagens sem custo? Qual é o seu racional?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.