fbpx

Air Canada planeja demitir mais de 5.000 funcionários devido à crise do coronavírus

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

Devido ao surto de coronavírus a Air Canada revelou que está planejando cortar mais de 5.000 empregos nas próximas semanas. A decisão veio por conta do groundeamento de várias aeronaves, tanto da Air Canada, quanto da sua subsidiária Rouge que, somado a queda drástica da compra de passagens, se viram na obrigação de cortar gastos.

A companhia aérea estava entre as 20 maiores companhias aéreas do mundo e emprega quase 30.000 funcionários em todo o mundo. As perdas de empregos representam a realidade das empresas do mundo que, coletivamente, devem perder mais de US$ 130 bilhões nos próximos meses.

A companhia informou que estava cortando 3.600 funcionários da própria Air Canada e mais de 1.500 da Rouge. Segundo a empresa, os funcionários foram avisados ​​sobre as demissões anteriormente e devem ser informados se permanecem ou não, nos próximos dias.

Os cortes representam quase 60% do total da equipe de voo e serão realizados em abril. A empresa disse que as demissões são temporárias e que a maioria das pessoas afetadas retornará assim que a companhia aérea aumentar seu cronograma operacional.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.