fbpx

Air France realiza 1º voo de longo curso movido a biocombustível produzido na França

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A Air France-KLM, Total, Grupo ADP e a Airbus uniram forças para realizar o 1º voo de longo curso movido a Combustível Sustentável de Aviação (SAF) 1 produzido na França. Às 10h40 desta última quarta (19), o voo AF342 da Air France decolou do Terminal 2E do aeroporto Paris-Charles de Gaulle para Montreal pela primeira vez com seus tanques cheios com combustível sustentável de aviação produzido nas fábricas francesas da Total.

Air France Biocombustível


Sobre a operação

O voo foi operado por um Airbus A350, que já consome menos combustível que seus antecessores. A aeronave foi atendida pelo primeiro caminhão de reabastecimento totalmente elétrico, desenvolvido na França com experiência da Total. Além disso, todos os equipamentos de apoio em solo usados pela Air France eram totalmente elétricos.

O biocombustível utilizado para este voo foi feito a partir de lixo e resíduos provenientes da economia circular. A Total produziu o SAF a partir de óleo de cozinha usado em sua biorrefinaria La Mède, no sul da França, e em sua fábrica de Oudalle, perto de Le Havre, sem usar nenhum óleo vegetal virgem.

Nenhuma modificação na infraestrutura de armazenamento e distribuição, aeronaves ou motores foi necessária para incorporar biocombustíveis. Sua introdução gradual em todo o mundo deve reduzir significativamente as emissões de CO2 do transporte aéreo, em linha com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.


Sobre o biocombustível

O biocombustível (SAF) 100% francês recebeu a certificação ISCC-EU do International Sustainability & Carbon Certification System, uma organização independente que garante a sustentabilidade da ação. A mistura de 16% neste voo evitou a emissão de 20 toneladas de CO2.

Ao desenvolver e apoiar a primeira produção industrial SAF da França, a Air France-KLM, Total, Grupo ADP e Airbus estão abrindo caminho para a França impulsionar a inovação na transição energética e ambiental. A legislação francesa exige que as aeronaves usem pelo menos 1% de SAF até 2022 para todos os voos com origem na França, à frente da ambição europeia programada para aumentar gradualmente até 2% até 2025 e 5% até 2030, como parte do “Acordo Verde Europeu”.

Para atender a esses requisitos, a Total também produzirá SAF em sua plataforma Grandpuits, perto de Paris, a partir de 2024.

Benjamin Smith, CEO da Air France-KLM, afirmou que a empresa está comprometida em reduzir sua pegada ambiental. Além do biocombustível, ele também relembrou o plano de renovação de frota da companhia.

“Por muitos anos, o Grupo Air France-KLM se comprometeu a reduzir sua pegada ambiental. Junto com a renovação de nossa frota, os combustíveis sustentáveis de aviação constituem nossa principal alavanca a médio prazo para reduzir pela metade as nossas emissões de CO2 por passageiro / km até 2030”.

“Estas duas ações são, portanto, centrais para a nossa estratégia, juntamente com a eco pilotagem e a obtenção de operações terrestres neutras em carbono. A França tem atualmente a oportunidade de se posicionar líder na produção e uso de combustíveis sustentáveis e estamos fazendo todo o possível para contribuir com nossos parceiros. Apoiar o surgimento de um setor de biocombustíveis para aviação na França economicamente viável para todas as partes envolvidas é uma prioridade estratégica para o país e o grupo”, finalizou.


Relação da Air France com o biocombustível

A Air France-KLM é pioneira em testar combustíveis sustentáveis para aviação. A KLM fez seu primeiro voo com motor SAF em 2009. Desde então, o Grupo multiplicou o número de programas inovadores. Entre 2014 e 2016, por exemplo, realizou 78 voos da Air France movidos por uma combinação SAF 10% em colaboração com uma afiliada da Total.

Esses testes mostraram que o uso de SAF não teve impacto na confiabilidade das operações das companhias aéreas. A Air France-KLM pretende fortalecer sua liderança em SAF nos próximos anos, ao mesmo tempo em que contribui para a pesquisa de futuras gerações de aeronaves.


Este voo é um resultado tangível da ambição compartilhada dos quatro grupos de descarbonizar o transporte aéreo e desenvolver uma cadeia de suprimentos de SAF na França, pré-requisito para a generalização de seu uso nos aeroportos franceses.

Além desse voo, a Airbus está realizando uma série de testes para certificar que os aviões voem com 100% SAF nas próximas décadas. A Airbus também instalou postos de abastecimento SAF em suas instalações industriais para que possam ser usados em operações de produção, bem como para entregas de aeronaves. Essas instalações contribuem para a ambição da Airbus de descarbonizar todas as suas operações industriais.

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.