fbpx

Airbus faz primeira decolagem autônoma em um avião comercial da história

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A Airbus realizou um voo totalmente automático operado por um A350-1000 XWB, no Aeroporto Toulouse-Blagnac. Com isso, a fabricante foi a primeira da história a realizar um voo 100% automático em um avião comercial.

O avião realizou a decolagem “sozinho”, por conta de um sistema de câmeras que permitiram a aeronave manter o alinhamento com a pista e iniciar uma subida conforme o planejado. Dentro do A350 estavam dois pilotos de testes e três engenheiros.


Voo teste

Durante o sprint para a decolagem, o comandante apenas acelerou o avião, mantendo as mãos nos aceleradores até o limite da velocidade de decisão. Quando o prosseguimento da decolagem se mostrou seguro, os pilotos apenas acompanharam o avião iniciando a subida e depois recolheram o trem de pouso.

Ao invés de ser baseado em sistemas de rádio como o pouso automático é feito com o ILS, o sistema da Airbus utiliza reconhecimento de imagem através de câmeras montadas na aeronave. Com isso consegue detectar se o avião está alinhado ou não e se tem algum obstáculo à frente.


Feedback dos pilotos

A aeronave teve o desempenho esperado durante esses testes. Enquanto completávamos o alinhamento na pista, esperando a liberação do controle de tráfego aéreo, ligamos o piloto automático”, disse o capitão do piloto de testes da Airbus, Yann Beaufils. “Movemos as alavancas do acelerador para a posição de decolagem e monitoramos a aeronave. Ela começou a se mover e acelerar automaticamente, se alinhando na central da pista, na velocidade exata de rotação inserida no sistema. O nariz da aeronave começou a levantar sozinho e, alguns segundos depois, estávamos no ar”.


Vídeo do voo

A Airbus disponibilizou o vídeo do voo teste 100% autônomo. Veja abaixo:


Esta decolagem autônoma é parte do projeto ATTOL da Airbus – Airbus Autonomous Taxi, Take-Off & Landing, que foi lançado em 2018. Embora essa inovação ainda esteja sendo implementada as tecnologias autônomas são fundamentais para apoiar os pilotos, permitindo que eles se concentrem menos na operação da aeronave e mais na tomada de decisões estratégicas e no gerenciamento de missões.

Segundo a Airbus, o objetivo não é criar uma aeronave autônoma, mas sim explorar novas tecnologias que poderão auxiliar a projetar novas aeronaves no futuro. Os próximos passos do projeto incluem taxiamento, decolagem e pouso automáticos, que devem ocorrer ainda em meados de 2020.

O que achou da novidade?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.