fbpx

Azul, GOL e LATAM tiveram prejuízo de R$6,2 bilhões no 2º trimestre de 2020

Notícias

Por Equipe

Segundo dados revelados pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), as três empresas aéreas brasileiras com mais participação de mercado — GOL, LATAM e Azul — tiveram prejuízo de R$6,2 bilhões no 2º trimestre de 2020. O resultado corresponde a uma margem líquida negativa de 399,6%, ante lucro líquido de R$191,8 milhões obtido no mesmo período de 2019. Os números resultam no maior impacto negativo obtido em um trimestre pelas empresas de toda a série histórica, iniciada em 2015.

Prejuízo

Nos seis primeiros meses do ano, juntas, as companhias aéreas brasileiras acumulam prejuízo total de R$15,7 bilhões, o equivalente a uma margem líquida negativa de 129,6%, ante prejuízo líquido de R$107,2 milhões registrado no mesmo período de 2019.


Fatores para o prejuízo

A pandemia provocada pelo novo coronavírus gerou impactos significativos nos resultados da indústria. Na comparação dos dados do mercado doméstico do 2º trimestre deste ano com o mesmo período de 2019, por exemplo, houve redução de 90% na demanda por transporte aéreo (RPK), de 88% na oferta de transporte aéreo (ASK) e de 91% na quantidade de passageiros pagos transportados.

A forte retração do modal aéreo decorrente da crise sanitária provocou mudança na composição das receitas e dos custos das empresas aéreas. Principal fonte de receitas dos serviços aéreos, o valor obtido pelas companhias com a venda de bilhetes aéreos passou de 86,3% das receitas de serviços aéreos no 2º trimestre do ano passado para 51,8% no mesmo período deste ano. As receitas de carga e mala postal também apresentaram redução no mesmo período apurado, de 33,3%. Entretanto, no 2º trimestre, a representatividade das receitas obtidas por esses serviços passou de 4,7%, em 2019, para 27%.

Em relação aos custos operacionais do transporte aéreo, com a redução de voos operados no 2º trimestre do ano, houve uma queda expressiva da representatividade do combustível e de pessoal. Esses indicadores representaram 5,4% e 6,7%, respectivamente, dos custos e despesas dos serviços aéreos públicos, o que corresponde à redução de 90,6% e 78,5% em relação ao mesmo período de 2019. No 2º trimestre do ano passado, esses custos representaram 29,6% e 16,1%, respectivamente.


Metodologia

Em cumprimento à Resolução nº 342/2014, as empresas brasileiras de transporte aéreo público com participação de mercado relevante devem apresentar as suas demonstrações contábeis à ANAC. As demonstrações contábeis trimestrais devem ser apresentadas pelas empresas com participação igual ou superior a 1% em termos de passageiros quilômetros pagos transportados (RPK) doméstico ou internacional. Já as anuais devem ser apresentadas por aquelas com participação igual ou superior a 1% do RPK ou das toneladas quilômetros pagos transportados (RTK) no mercado doméstico ou internacional.


Os dados apresentados constam das demonstrações contábeis do 2º trimestre das empresas aéreas brasileiras publicadas na página da ANAC. Os números são apresentados pelas empresas brasileiras de transporte aéreo público e divulgadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Seguro Viagem
Seguro Viagem
Ganhe 10% de desconto na contratação do seu seguro!
Supermercado
Supermercado
Ganhe 25% de desconto na primeira compra e 10% de cashback nas próximas!
Hotéis
Hotéis
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2023!
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Ganhe 1 ponto por R$ 1 gasto!
Cartão BTG Pactual Black
Cartão BTG Pactual Black
Ganhe cashback ou pontos e IOF Especial!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Clube 1.000
Clube 1.000
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Ver todos os cupons

Baixe o app do Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de programas de fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, voos e salas VIP, hotéis e lazer, cartão de crédito e promoções.