fbpx

Warren Buffett vende suas ações de companhias aéreas e diz que apostar no setor foi um erro

Notícias

Por Gabriel Marinho

Durante a conferência anual com os acionistas da Berkshire Hathaway, a holding do Warren Buffett, a empresa anunciou que vendeu todas as suas ações das quatro maiores companhias aéreas dos Estados Unidos.


Venda das ações

A famosa conferência anual da Berkshire Hathaway aconteceu ontem (02) de forma online. Durante o evento que foi transmitido ao vivo pelos acionistas da empresa pela internet, a empresa anunciou um prejuízo histórico de US$ 49,7 bilhões no primeiro trimestre do ano, principalmente graças à crise causada pela pandemia do coronavírus.

Em abril, a empresa vendeu US$ 6,1 bilhões de seus investimentos em ações, sem detalhar exatamente o que foi vendido. Buffett atribui o montante à venda das posições da empresa em todas as quatro maiores companhias aéreas dos Estados Unidos.

De acordo com o relatório anual da Berkshire Hathaway, o  conglomerado detinha uma participação de 11% na Delta Air Lines, 10% na American Airlines, 10% na Southwest Airlines e 9% na United Airlines.

O yahoo! destacou que a empresa só começou a investir nas quatro companhias aéreas em 2016, depois de evitar o setor de aviação durante vários anos.

“Eu estava errado”, disse Buffett sobre sua decisão de investir na American, Delta, United e Southwest. “A nossa posição nas companhias aéreas foi um erro,” e completou: “O futuro está muito menos claro para mim.”

O bilionário explicou a decisão destacando os acordos feitos pelo governo dos EUA para resgatar as companhias aéreas. Esses acordos incluem bilhões de dólares em empréstimos que as companhias terão que pagar.

O investidor também questionou se as pessoas voariam tanto nos próximos dois ou três anos quanto no ano passado. Mesmo que os volumes de passageiros retornem a 70% ou 80% dos níveis pré-coronavírus, disse ele, as companhias ficarão com “aviões demais”.


Fim do “toque de Midas”?

A decisão de Buffett é muito relevante no mercado financeiro. O investidor passou a ser reconhecido pelo seu “toque de Midas”, em referência à lenda que tudo que o rei Midas tocava virava ouro, indicando que o megainvestidor conseguia multiplicar os seus investimentos.

O poder em manter o seu “toque mágico” já estava sendo questionado pelos investidores desde o ano passado quando a Berkshire Hathaway teve um rendimento de 11%, bem inferior aos 29% do índice S&P 500, que replica os 500 maiores ativos cotados nas bolsas de NYSE ou NASDAQ. Com esse novo anúncio, muitos temem que o bilionário não tenha mesma capacidade de realizar investimentos como tinha no passado.


A decisão da empresa de Buffett é realmente um fato bem marcante no mercado financeiro. Como está a visão de vocês em relação a uma eventual posição acionária e no futuro das aéreas?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.