fbpx

Carga de máscaras e testes de coronavírus roubados do aeroporto de Guarulhos foi recuperada

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A polícia prendeu neste sábado (10) um grupo de dez chineses que tentava vender cerca de 15 mil testes para detecção do coronavírus, além de máscaras e demais equipamentos de proteção médica que teriam roubados no Aeroporto de Guarulhos.

O grupo foi preso em uma residência no Ipiranga, na Zona Sul de São Paulo. A quadrilha estava negociando os itens médicos para serem vendidos por R$ 4 milhões mas teriam aceitado o valor de R$ 3 milhões durante uma negociação com um delegado da Delegacia de Polícia de Atendimento ao Turista que se passou por um empresário interessado em comprar a carga.


Roubo no aeroporto

Segundo a polícia, a carga teria sido interceptada de uma carga importada da China no aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos (GRU), em São Paulo.

Segundo informações do Aeroin, a carga teria vindo de Doha para São Paulo em um voo da Qatar Airways e teria sido roubada ainda dentro do aeroporto no último dia 06.


Muito triste ver algo assim acontecendo no meio da pandemia quando esses materiais valem ouro. Ficamos felizes que a carga tenha sido recuperada.

Esse post foi enviado erroneamente em notificação para os usuários do aplicativo do Passageiro de Primeira mais cedo. Pedimos desculpas pelo erro.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.