fbpx

Com produção reduzida, Rolls-Royce planeja cortar 8.000 vagas de emprego

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A Rolls-Royce está considerando realizar cortes de até 15% na sua força de trabalho, enquanto a indústria da aviação enfrenta uma crise sem precedentes por causa da pandemia de coronavírus.

Segundo a BBC, a Rolls-Royce poderia estaria se preparando para cortar cerca de 8.000 empregos já que os fabricantes de aeronaves foram forçados a cortar a produção durante a pandemia de Covid-19. A empresa é a maior fabricante de motores de aviões e emprega em torno de 52.000 pessoas em todo o mundo.

Em comunicado publicado na última sexta-feira, a empresa afirmou ter tomado “medidas rápidas para aumentar nossa liquidez, reduzir drasticamente nossos gastos em 2020 e fortalecer nossa resiliência nesses tempos excepcionalmente desafiadores. Mas precisaremos tomar mais medidas.” Pouco tempo atrás, a fabricante já havia anunciado planos para economizar 750 milhões de libras, mas agora precisaria tomar medidas mais drásticas.

O corte de empregos esperado seria o maior da empresa em mais de 30 anos. A Rolls-Royce disse que prometeu aos funcionários mais detalhes sobre a decisão antes do final do mês de Maio.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.