fbpx

Comissão Européia reintroduz a TAAG na lista de cias aéreas seguras para voar no espaço aéreo europeu

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

No último dia 14, a Comissão Europeia atualizou a “EU Air Safety List”, a lista de companhias aéreas que não atendem às normas internacionais de segurança e, portanto, está sujeita a uma proibição de operação ou a restrições operacionais dentro da União Européia.

A Lista de Segurança Aérea da UE procura garantir o mais elevado nível de segurança aérea para os cidadãos europeus, o que constitui uma das principais prioridades da Estratégia de Aviação da Comissão.

E temos uma boa notícia para a Angola, uma vez que a transportadora nacional TAAG Angola Airlines, bem como a Heli Malongo, que operavam com restrições desde novembro de 2008, foram retiradas da lista.

Por outro lado, todas as transportadoras aéreas da Moldávia, com excepção da Air Moldova, da Fly One e da Aerotranscargo, foram incluídas na lista devido à falta de supervisão da segurança pela autoridade da aviação civil da Moldávia. As autoridades da aviação civil da República Dominicana e da Bielorrússia foram submetidas a um exame mais rigoroso devido a sinais de diminuição da supervisão da segurança.

A “EU Air Safety List” da UE não só ajuda a manter elevados níveis de segurança na UE, mas também ajuda as companhias aéreas e os países afetados a melhorar os seus níveis de segurança, para que possam eventualmente ser retirados da lista. Além disso, a “EU Air Safety List” da UE tornou-se uma importante ferramenta preventiva, uma vez que motiva os países com problemas de segurança a agirem sobre eles antes de ser necessária uma proibição ao abrigo da Lista de Segurança Aérea da UE.

Na sequência da atualização da última terça, foram suspensas 120 companhias aéreas dos céus da UE:

  • 114 companhias aéreas certificadas em 16 estados (Afeganistão, Angola (com exceção de 2 companhias aéreas), República do Congo, República Democrática do Congo, Djibuti, Guiné Equatorial, Eritréia, Gabão (com exceção de 1 companhias aéreas que operam sob restrições e condições), a República do Quirguizistão, Libéria, Líbia, República da Moldávia (com excepção de 3 companhias aéreas), Nepal, São Tomé e Príncipe, Serra Leoa e Sudão), devido à falta de supervisão de segurança pelas autoridades de aviação destes estados ;
  • Seis empresas aéreas individuais, com base em preocupações de segurança em relação a essas companhias: Avior Airlines (Venezuela), Iran Aseman Airlines (Irã), Iraqi Airways (Iraque), Blue Wing Airlines (Suriname), Med-View Airlines (Nigéria) e Air Zimbábue (Zimbábue).

Outras quatro companhias aéreas estão sujeitas a restrições operacionais e só podem voar para a UE com tipos específicos de aeronaves: Afrijet (Gabão), Air Koryo (República Democrática Popular da Coreia), Air Service Comores (Comores) e Iran Air (Irão).


A TAAG voa tanto para o Rio de Janeiro quanto para São Paulo a partir de Luanda. Inclusive você pode ler um dos nossos relatos na classe executiva da empresa aqui.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliações de voos, salas vips, hotéis, cartões de crédito e promoções.