fbpx

Como minimizar ou zerar o valor da taxa de combustível cobrada pela Emirates em emissões com milhas

Programas de fidelidade Tutoriais

Por Fábio Vilela

Reservar bilhetes com milhas e pontos é sempre uma maravilha, afinal você consegue reduzir em até 90% o custo de uma passagem. Porém, nem sempre é possível fugir de algumas taxas que determinadas empresas cobram na hora da emissão – em específico a famigerada taxa de combustível – chamada também de YR ou YQ.


Emirates e a sua alta taxa de combustível

Exclusivamente neste post vou falar sobre resgates na Emirates utilizando milhas – que para nós brasileiros está disponível através da Smiles ou do Miles&GO da TAP.

Vou fazer uma simulação para vocês entenderem melhor do que estou falando.

Desmembrando a tarifa de São Paulo para Dubai em executiva, vemos abaixo todas as taxas cobradas no valor da passagem pagante.

OBS: Usei o ITA Software que ensino passo a passo neste post aqui. 

 

Agora se você emitir a mesma passagem usando milhas Smiles ou TAP Miles&GO, a mesma taxa é repassada ao cliente, vejam:

Vale lembrar que alguns programas de fidelidade optam por não cobrar a taxa, já outros repassam este custo ao cliente – que é o caso da Smiles e TAP Miles&GO.

Já a taxa de embarque é obrigatória em todos os casos, portanto esta realmente é devida!


Diversificando o ponto de origem

Como não tem como a gente se esquivar desta taxa nos voos saindo do Brasil, existe outras formas de voar na Emirates usando milhas e  consequentemente minimizar ou até zerar o valor desta taxa: que é escolher voos saindo de outros países.

Reuni algumas emissões que eu julgo ter um valor justo da famosa taxa YQ, e outros exemplos em que elas não são cobradas, vejamos:

Saindo de Seoul para Dubai

Taxa de combustível cobrada: R$133,85

Saindo de Hong Kong para Dubai

Taxa de combustível cobrada: R$275,73

Saindo de Tokyo para Dubai

Taxa de combustível cobrada: R$290,57

Saindo do Rio para Buenos Aires – 5th freedom leg

Taxa de combustível cobrada: R$0

Saindo de Christchurch para Sydney – 5th freedom leg 

Taxa de combustível cobrada: R$37,39

Saindo de Bangkok para Hong Kong – 5th freedom leg 

Taxa de combustível cobrada: R$0

Saindo de Bangkok para Phnom Penh – 5th freedom leg 

Taxa de combustível cobrada: R$0

Saindo de Bali para Auckland – 5th freedom leg 

Taxa de combustível cobrada: R$0


Legalidade da cobrança

Em relação da legalidade da taxa YQ, eu não sei afirmar se ela pode ser cobrada ou não em voos saindo do Brasil em bilhetes emitidos com milhas [legalmente falando], e por isto não vou entrar no mérito desta questão na matéria pois não sou advogado e não quero passar nenhuma informação equivocada para vocês.

Mas caso algum leitor quiser nos orientar de forma profissional nos comentários sobre o assunto, será mais que bem vindo!


Considerações finais

A taxa de combustível muitas vezes acaba por inviabilizar uma emissão por pontos/milhas devido ao seu alto valor. Como a Emirates a cobra em 90% das rotas em que opera, é preciso achar um “workaround” pra tentar minimizar o estrago, rs.

Espero que este post possa ajudar vocês, afinal as emissões Emirates com milhas é uma excelente forma de economizar no preço da passagem, que geralmente custa uma pequena fortuna, rs.

Aproveitando: Alguém aí tem mais sugestões de rotas onde o valor é baixo ou não é cobrado?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliações de voos, salas vips, hotéis, cartões de crédito e promoções.