fbpx

Como os aviões voam?

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A Embraer produziu um infográfico super interessante no qual explica como um avião voa. O material produzido explica em seis passos os conceitos científicos que fazem as aeronaves se manterem no ar. Esperamos que gostem!

Divulgação Embraer


Como os aviões voam?

Para voar, o avião precisa da “contribuição” de quatro forças:

  • Sustentação
  • Peso
  • Arrasto
  • Tração

Divulgação Embraer

Com a tração exercida pelos motores, o avião é empurrado para frente, deslocando o ar para trás. Aeronaves possuem asas com diferentes formatos. Os mais utilizados são curvos em cima e retos – ou côncavos – embaixo. O desenho delas, bem como o ângulo em que estão posicionadas, curvam o ar que passa.

Quando o ar é curvado sobre a superfície das asas, a pressão diminui, enquanto o ar que vem de baixo gera uma pressão maior que a de cima. Essa diferença de pressões resulta na força que eleva o avião, ou seja, a sustentação.

Divulgação Embraer

A curvatura da asa direciona o fluxo de ar resultante do movimento de tração, gerando um empuxo forte o suficiente para superar o peso da aeronave, o que possibilita a sustentação e faz o avião voar.

Divulgação Embraer

Para controlar sua posição e sustentação durante o voo, os aviões precisam de velocidade, de altitude e de alguns ângulos, principalmente o de ataque. Essa angulação, até certo limite, proporciona mais sustentação e pode ser observada em aeronaves cujo nariz está “apontado” para cima. O ângulo de ataque é formado pela direção de voo da aeronave (aonde ela está apontada) e a direção do vento relativo (que vem na direção contrária, resultante do movimento de tração).

Divulgação Embraer

Dependendo do projeto, a asa pode ser desenhada com um ângulo de ataque em relação à fuselagem. Pode-se notar que alguns aviões possuem semiasas com o bordo de ataque (parte dianteira da asa) que possui uma angulação maior em relação ao bordo de fuga (parte traseira da asa).

Divulgação Embraer

Aviões com asa de perfil simétrico, ou seja, com o lado de cima e de baixo iguais, são normalmente projetados para manobras e ensaios aéreos, podendo realizar acrobacias de ponta-cabeça. Para conseguir sustentação em um voo invertido, as aeronaves com semiasas de perfil simétrico ou assimétrico (como é o caso do Super Tucano) precisam realizar esse movimento virando o ângulo de ataque. Assim, quando o ar passar pelas asas, os efeitos de pressão decorrente da curvatura do ar possibilitarão a sustentação da aeronave.


Curiosidades

Você sabia que semitas é a denominação correta de metade da envergadura total de uma asa?

Divulgação Embraer

Você sabia que as aeronaves recolhem os trens de pouso para diminuir o arrasto decorrente do seu contato com o ar e, assim, garantir mais eficiência no voo?

Divulgação Embraer

Diferença das asas de perfil assimétrico e simétrico:

Divulgação Embraer


Muito interessante o conteúdo! Agradecemos a Embraer por compartilhar conosco!

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.