fbpx

Como pagar em reais valores altos de locação no exterior através do Airbnb

Tutoriais

Por Fábio Vilela

Pessoal, este mês eu vou viajar com uns amigos e pela primeira vez eu vou usar o Airbnb – mas não se empolguem pois não vai ter nenhuma aeronave nova em questão, rs.

Para quem não conhece o Airbnb é um site que te permite reservar experiências, acomodações e restaurantes. Mas enfim, o intuito do post não é pra falar do Airbnb – pelo menos não desta vez.

Enfim, como queríamos ter um lugar grande e confortável em todas as cidades que vamos ficar, optamos por alugar casas / apartamentos no Airbnb.

Até aí tudo bem – o site do Airbnb tem uma interface super amigável, permite uma comunicação fácil com o locador e tem uma vasta opção de imóveis, além de ser seguro.

Eles ainda permitem que você opte por pagar as locações internacionais em reais (em tese), o que te ajuda a fugir do IOF.

Pois bem, depois de muita procura e entrar em acordo com a turma toda, chegou a hora de fazer o pagamento online – tudo também direto pelo site.

Para a minha surpresa – nenhuma das minhas compras foram aprovadas – todas davam erro na hora da aprovação. Recebi mensagens como:

  • O seu cartão de crédito não pode ser autorizado.
  • Não foi possível concluir a transação.
  • Este cartão de crédito não pode ser adicionado.
  • Contate o banco emissor do cartão.

Eu tentei inúmeras vezes com diversos cartões meus e todos davam algum desses avisos, e o mais curioso – eu não recebia nenhum SMS de tentativa de débito. Eu já sabia que não era problema de limite, mas de qualquer forma como eram valores altos e à vista, liguei pro banco, que também me confirmou que não havia chegado nenhum pedido de autorização – portanto nada estava fazendo sentido.

Curiosamente eu mudei a página para o idioma inglês e optei pelo pagamento em U$ – e voilá – funcionou! Eu cancelei logo em seguida pois, no meu caso o cancelamento em até 48hrs era gratuito.

Aí eu fiquei com a pulga atrás da orelha mesmo, pois pude identificar que era um problema na versão brasileira do site que não estava processando o pagamento em reais.

Entrei em contato com o suporte da Airbnb no sábado por Twitter e eles me disseram que analisariam a situação. Como não me responderam, liguei pro suporte técnico que me deu uma resposta padrão. “Senhor, você precisa entrar em contato com seu banco para autorizar a transação”. Eu já sabia que este não era o problema, abri um chamado e desliguei. A propósito, até hoje estou esperando reposta da ligação e do Twitter.

Eu sou MUITO teimoso e tinha certeza que tinha algo de errado e por isto fui investigar o que poderia estar acontecendo, pois não fazia sentido a transação ser autorizada em dólar, mas não em reais.

Como o meu tempo para reservar as casas estavam expirando e eu não queria pagar IOF afinal a porcentagem seria significativa, tive que me virar pra encontrar a raíz do problema. E eu encontrei – aparentemente – lembrando que isto é uma conclusão minha – portanto nada oficial!

Eu descobri que quem processa os pagamentos em reais do Airbnb no Brasil é uma empresa chamada EBANX, e depois de passar horas lendo fóruns e páginas na internet eu pude constatar que ela impõe um limite máximo por transação que é de U$3.000 – e era esta a razão pelo qual meus pagamentos não estavam sendo autorizados.

Aí me peguei em uma situação complicada afinal todas as minhas locações eram acima deste valor. Foi aí que tive uma idéia: Dividir o aluguel em várias reservas não ultrapassando o limite de U$3.000 em cada uma delas.

Então entrei em contato com os locadores, expliquei o problema e perguntei se poderia fazer desta forma (picado) – assim eles me garantiriam que as casas não seriam alugadas enquanto eu fazia a reserva em diferente intervalos de dias. Todos eles aceitaram numa boa, e assim prossegui.

A primeira reserva dividi em 3 pagamentos: primeiro reservei 3 dias (sem extrapolar U$3.000), logo após a confirmação e o pagamento ser aprovado, eu cliquei em “Modificar Reserva”, e depois adicionei mais 3 noites – uma nova transação foi gerada cobrando apenas as noites extras – e tudo autorizado de novo.

E por fim, fiz a última modificação, adicionando mais 1 noite extra – e voilá – tudo perfeito! Para cada modificação eu recebia um aviso individual de cobrança da EBANX.

Como a transformação de dólar para real é feita de forma simultânea, a operação gera o IOF, mas de 0,38% e que já está embutido no valor da conversão.

Lembrando que como eu fui apenas modificando a reserva original (e não criando novas) tudo ficou em um só código – o que facilita ainda mais a vida.

Notem que eu estou mencionando o valor em dólares por reserva só porque eu precisava saber o preço total do aluguel antes de fechar para não negar a compra mais uma vez. Porém na hora do pagamento eu mudava a “chavinha” da moeda para Reais (no rodapé da página), escapando assim do IOF.

Vale ressaltar que se o seu aluguel for menor de U$3k – você pode fazer tudo direto – sem problema algum – portanto ignore este post, rs.

Bom, eu fiquei super feliz de ter conseguido resolver o problema e mais satisfeito ainda da economia de 6,38% que terei, além claro de não sofrer com a flutuação do dólar.

Conforme eu falei, não se se isto foi algo atípico e pontual que aconteceu só comigo, mas pelo o que li na internet este é um problema bem comum e que muita gente acaba não sabendo resolver e optam por pagar a locação em dólar -tendo aí um prejuízo significativo.

Agora eu quero saber se eu estava sozinho neste barco ou se isto já aconteceu com alguém? Como vocês resolveram?

E aproveitando – esta vai ser minha primeira experiência com o Airbnb – alguma dica ou conselho?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliações de voos, salas vips, hotéis, cartões de crédito e promoções.