fbpx

Companhias aéreas dos EUA vão reembolsar passageiros impedidos de viajar por estarem com febre

Notícias

Por Gabriel Marinho

A Airlines for America (A4A), organização comercial do setor para as principais companhias aéreas americanas, anunciou que suas companhias aéreas membros se comprometerão voluntariamente a reembolsar passagens para qualquer passageiro que tenha uma temperatura elevada – conforme definido pelas diretrizes de prevenção dos Centers for Disease Control (CDC) – durante um processo de triagem conduzido pelas autoridades federais nos aeroportos.

Foto criada por spkphotostock


Medir temperatura para prevenção

No mês passado, a A4A e seus membros anunciaram que estão apoiando a Administração de Segurança no Transporte (TSA) para começar a realizar avaliações de temperatura do passageiros em viagem e dos funcionários pelo tempo necessário durante a crise de saúde pública da COVID-19.

As verificações de temperatura são uma das várias medidas de saúde pública recomendadas pelo CDC em meio à pandemia e adicionam uma camada extra de proteção aos passageiros e funcionários das companhias aéreas e aeroportos. As verificações de temperatura também fornecerão confiança adicional ao público, essencial para relançar as viagens aéreas e a economia de nosso país. Como todos os processos de triagem para o público em viagem são de responsabilidade do governo dos EUA, a realização de verificações de temperatura pelo TSA garantirá que os procedimentos sejam padronizados, fornecendo consistência entre os aeroportos para que os viajantes possam planejar adequadamente.


Reembolso

As companhias associadas Alaska Airlines, American Airlines, Delta Air Lines, Hawaiian Airlines, JetBlue Airways, Southwest Airlines e United Airlines emitirão reembolsos para os clientes se forem encontrados com alta temperatura antes de embarcar.

Segundo a FOX News, os membros da A4A seguirão as orientações do CDC sobre temperaturas elevadas, que o instituto de saúde pública define como igual ou superior a 100,4 °F ou 38 °C.


Comentário

As companhias aéreas estão em um esforço hercúleo para fazer com que os passageiros cumpram com as normas de segurança e saúde. Na última semana, foi anunciado que os viajantes que se recusarem a usar máscaras a bordo serão banidos de voar nas empresas aéreas.

Por enquanto não há nenhuma medida parecida por parte das companhias aéreas brasileiras, nem para reforçar o uso de máscaras ou para fornecer reembolso para quem for parado na barreira sanitária.

O que achou dessa medida?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.