fbpx

Coronavírus: companhia aérea pede falência devido a forte queda de demanda de viagens

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

O coronavírus fez sua primeira vítima no setor da aviação. A britânica Flybe, que já enfrentava problemas internos, decidiu entrar com pedido de falência após sofrer uma queda drástica nas emissões de passagens, devido ao surto do vírus.

“Todos os voos foram suspensos e a empresa deixou de operar no Reino Unido”, informou a companhia através de nota. “As dificuldades financeiras que a Flybe enfrentava é muito além do surto do vírus”, afirmou a mídia britânica. De fato, a história da empresa remete a da Alitalia, que sofre com problemas financeiros.

Do mesmo modo que a italiana, o governo britânico também tentou ajudar – com um possível financiamento e revisão de impostos. No entanto, acionistas resgataram a empresa após um aporte. Dessa vez não teve jeito e a empresa encerrou suas atividades.

A Flybe tinha mais de 2 mil funcionários e transporta 8 milhões de passageiros anualmente. A companhia voava para 81 aeroportos através de 68 aeronaves que a empresa dispunha em sua frota.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.