fbpx

Coronavírus e a política de postagens do PP

Diversos Notícias

Por Alexandre Zylberstajn

Ao decorrer desta semana refletimos bastante sobre se devemos ou não continuar a publicar promoções no Passageiro de Primeira durante o período do coronavírus.

Entendemos que neste momento a prioridade é informar e educar. Por isso, aceleramos as postagens informativas em todas as frentes relacionadas a cias aéreas, programas de fidelidade e hotéis; e, ainda mais importante, demos orientações para contenção do vírus e precauções a serem tomadas em caso de viagem.

Reforçamos que a nossa recomendação, seguindo instruções médicas, é de não viajar. Postergue, cancele, remarque sua viagem e, seja qual for sua decisão, evite a exposição desnecessária.

Apesar de ainda não saber exatamente a duração desta pandemia, temos fé de que vai passar. Superaremos esta crise e voltaremos a viajar. Como sempre fizemos, continuaremos a ajudá-los a fazer isso da melhor forma possivel, especialmente naquilo que envolve milhas e pontos: nossa expertise há quase 10 anos.

Com isso em mente, tomamos a decisão de seguir postando sobre ofertas que nos permitam maximizar as viagens no futuro, sobretudo via acúmulo de milhas sem custo direto, e de não divulgar promoções que envolvam riscos aos viajantes enquanto perdurarem as recomendações médicas.

Falando de mim, Ale, assim como o Fábio, eu acumulo pontos e milhas de diversas formas, tais como:

  • Cartão de crédito: gasto tudo o que posso com meus cartões no Brasil e nos EUA;
  • Clubes: Sou assinante de clubes de milhas e pontos;
  • Compra de pontos: compro pontos e milhas sempre que surgem oportunidades com desconto;
  • Compras em e-commerces e parceiros : centralizo as compras do meu cotidiano em empresas que geram milhas;
  • Transferência de bancos parceiros: tento aproveitar sempre as promoções bonificadas.
  • Viagens: as viagens em si também me geram pontos por meio dos parceiros dos programas de fidelidade (hotéis, locação de veículos, seguro saúde, Uber, etc) e, claro, das próprias passagens.

Por hora, além de não acumular mais pontos em viagens, estou me abstendo de comprá-los. Com as postergações das minhas viagens, meu saldo geral de milhas está alto e não pretendo aumentá-lo ainda mais em circunstâncias que me gerem custos. Seguirei focado naquilo que consigo gerar sem compra direta de milhas – exceto pelos clubes (de pontos), que cabem no meu orçamento e podem me ajudar a maximizar meu acúmulo em parceiros. Pondere se este é o seu caso.

No final desta crise, o setor de turismo estará desesperado por viajantes. Em geral, com aviões menos cheios, as cias aéreas são mais generosas com relação à disponibilidade de assentos por pontos. Uma vez que a situação do vírus estiver sob controle, será um bom momento para usar as milhas em resgates, especialmente porque nossos bolsos estarão mais vazios devido ao atual cenário econômico.

Para aqueles que acreditam em D’us, rezem. Aproximem-se virtualmente de suas famílias e amigos queridos e mais importante. Sigam as recomendações dos órgãos competentes. E continuem aproveitando as nossas dicas para acumular muitas milhas sem sair de casa. Literalmente :).

Para a lista completa de postagens acesse nossa central de informações do coronavírus.

Um abraço em nome da equipe do PP, Fábio e Ale.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.