fbpx

Correntoso Hotel, Villa La Angostura, Argentina

Notícias

Por Fernanda Fehring

Olá, queridos leitores do PP! Sou a Fernanda Fehring, colunista de hotelaria do PP, e estou de volta, depois de merecidas férias com minha família.

E será justamente sobre o destino que visitamos, que vou escrever aqui. Aliás, começo hoje uma série de artigos sobre essa viagem belíssima que fizemos, que começou na Patagônia Argentina e terminou na Patagônia Chilena. Vamos lá?

Bom, se eu já era encantada pela Patagônia Chilena, voltei também perdidamente apaixonada pela parte argentina. Até hoje me pergunto o porque de ter demorado taaaanto tempo para conhecer esse pedaço do paraíso, que fica tão perto de casa. 


Villa La Angostura 

Nossa primeira parada foi a linda cidade de Villa La Angostura, localizada no departamento de Los Lagos, e a 1 hora e meia de Bariloche. Villa (pronuncia-se vi-dja) é conhecida carinhosamente como o “jardim da Patagônia”, por ser tão verde e pitoresca.

O centrinho da cidade é bonito e bem cuidado, com casas em madeira, lojinhas de artigos esportivos, sorveterias e restaurantes. A rua principal é na verdade uma estrada de 50 km que liga a Argentina ao Chile. Mas a graça de Villa está mesmo na natureza intocada do lugar: no Lago Nahuel Huapi, de água cristalina; na cordilheira do Andes, e seus picos nevados, que margeiam o lago; nas árvores raras e nos rios verde esmeralda. 

No verão a temperatura é amena, fica na casa dos 20 graus, e durante nossa estadia por lá – viva! – o sol deu as caras todos os dias. Villa é magnificamente linda, de tirar o fôlego mesmo. Um lugar para se voltar muitas e muitas vezes.


Onde ficar

Quando decidimos fazer essa viagem, há algum tempo atrás, comecei imediatamente a fazer minha pesquisa de hotéis. Pensa em alguém que fica meses pesquisando hotéis antes de se decidir por um? Que lê todos os blogs, sites de hospedagem, sites de reserva, e todos os reviews a respeito?? Pois é, essa sou eu. Sou chata mesmo! rs Em se tratando de viagens, gosto de gastar meu dinheiro direito, e ficar em lugares que valham realmente a pena.

Pois em Villa achei boas opções de hotéis, para todos os gostos e bolsos. Mas minha pesquisa foi focada em propriedades de luxo, e nesta categoria, a cidade tem algumas das melhores opções da região. A maioria dos bons hotéis ficam fora do centrinho, às margens do Lago. Sendo assim, é uma boa idéia alugar um carro por lá.


Nosso Hotel

Escolhemos ficar no tradicional Correntoso Hotel, um dos hotéis mais bonitos e conhecidos de Los Lagos. Tradicional com “t” maiúsculo, o hotel foi aberto em 1917, como um refúgio para pescadores, e estabeleceu-se depois como uma parada obrigatória para os exploradores da região. De arquitetura e decor clássicos, e de muito bom gosto, o hotel ainda mantém um ar de “viagem de aventura”, mas oferece uma estrutura excelente e muito conforto. 

O hotel conta com piscina aquecida, um hammam (banho turco), sauna seca, salão de jogos, alguns salões para eventos e um magnífico jardim.


A localização

O Correntoso Hotel tem a melhor localização de Villa, debruçado no Lago Nahuel Huapi e ao lado do deslumbrante Rio Correntoso. Do nosso quarto, a suíte Belvedere, podíamos ouvir o barulho constante do rio desembocando no lago. Um deleite para os ouvidos, e ótimo para embalar o sono. 

Da minha janela, a vista para o lago e a cordilheira dos Andes era absurdamente linda e, de quebra, ainda víamos a bonita  e suave coreografia das varas de pesca dos praticantes de fly-fishing. O point dos pescadores era justamente na frente do Correntoso Hotel, em razão de sua localização privilegiada ao lado do rio.


Os quartos

O Correntoso Hotel  possui 47 quartos que se dividem em quatro categorias: Suíte Júnior Deck, Suíte Júnior, Lago Superior e Apartamento Montanha. Todos têm o mesmo tipo de decoração, em tons claros e com muita presença de madeira. O conceito aqui é rústico-elegante, sem exageros, mas com muito charme e aconchego. 

A diferença entre as categorias está basicamente no tamanho dos quartos e capacidade de pessoas que comportam. Dentre eles, o mais indicado para famílias, seria o Apartamento Montanha, que conta com quatro camas.

Nosso quarto era uma linda suíte, super espaçosa, com banheira de hidro-massagem, cama king, frigobar, telefone, cofre e televisão. Ficava localizada na parte antiga do hotel, e não era tão moderno quanto os quartos da ala nova. O quarto dos nosso filhos, diretamente ao lado do nosso, era um Lago Superior. Não era enorme, mas deu perfeitamente para acomodar dois garotos de 11 e 17 anos. A vista de ambos os quartos era de ca-po-tar. 


Gastronomia

O Correntoso Hotel tem quatro boas opções gastronômicas dentro de sua  propriedade. Com 3 restaurantes e um bar, todos decorados com extremo bom gosto e com muito espaço, o hotel é o tipo de lugar de onde o hóspede só sai se quiser. 

O Martin Pescador é o restaurante onde é servido o café-da-manhã em estilo buffet. O lugar é de morrer de tão charmoso, com um a decoração super caprichada e um visual magnífico do Lago Nahuel Huapi. O café-de-manhã era básico e oferecia algumas frutas, pães, frios e cereais. Ovos, omeletes e panquecas eram opções do menu quente, pedidos a la carte. O café-da-manhã era bom, mas não tinha nada de muito especial.

O Wine Bar tem um ambiente aconchegante com cara de “bar inglês”e fica adjacente ao Restaurante Belluno. A carta de drinks é boa, e o local conta com uma varanda com vista especialíssima dos Andes.

O Restaurante Belluno é a opção “fine dining” do hotel. Dividido em três ambientes, um deles apenas para crianças, o restaurante é belíssimo, uma das partes mais bonitas do hotel. O serviço é simpático e a carta de vinhos é um verdadeiro sonho (para quem gosta de vinhos argentinos tanto quanto eu). O menu era variado e os pratos eram elaborados, mas a cozinha não é excelente. Achei a comida do Belluno apenas boa, contrastando com um ambiente realmente especial.

O Puerto Correntoso é a verdadeira estrela da companhia. O restaurante fica localizado numa casinha de madeira às margens do lago, e tem um ambiente indescritivelmente charmoso. Pensa no tipo de restaurante que todo mundo ama encontrar durante uma viagem… Seja ele.. Charmoso? Bonito? Aconchegante? Bem localizado? Com preços razoáveis? Com opções de pratos infantis? Pratos para compartilhar? Serviço simpático? Cerveja local gelada? Vinho local em taça?  Comida deliciosa? Pois é… o Puerto Correntoso é tudo isso. E ainda serve uma perna de cordeiro patagônico de se comer ajoelhada de tão boa. E de sobremesa, ainda, o tiro de misericórdia: crepe de “dulce de leche” que chega borbulhante à mesa. Esse era o restaurante à beira do lago do hotel, realmente um sonho de lugar. Para se voltar muitas, e muitas vezes. 


Atividades

O hotel oferece uma boa gama de atividades ao hóspede. Algumas delas estão incluídas no valor da diária, e outras são pagas por fora. Fizemos um mix de “pagas”e “não-pagas”, e curtimos tudo.

Dentre as oferecidas pelo hotel, destaco um passeio de lancha que fizemos pelo lago com o guia Claudio. Aprendemos muito com ele sobre a região e vimos a beleza esplendorosa de Villa do melhor ponto de vista possível: de dentro do lago. O hotel oferece ainda: degustação de vinhos; aulas de yoga e uma trilha guiada para explorar a fauna e a flora do lugar.

Outras atividades que fizemos e pagamos por fora incluem: passeio a cavalo por um santuário de pássaros, visita à Floresta de Arrayanes (fotos abaixo) e kayak. A pesca com mosca também pode ser organizada pelo hotel para os amantes do esporte.


Como chegar

Pegamos um voo de Buenos Aires para Bariloche, e de lá um transfer que nos buscou no aeroporto e nos levou direto para Villa La Angostura. A viagem é lindíssima, com uma bela paisagem das montanhas e do lago Nahuel Huapi durante todo o trajeto.


Comentários

Nossa estadia no Correntoso Hotel foi simplesmente deliciosa. O hotel é antigo e, sendo assim, tem alguns problemas que todo prédio centenário apresenta. A falta de ar condicionado nos quartos do prédio antigo, por exemplo, foi algo que nos incomodou. Mas o charme, a beleza, a elegância e a localização do hotel são impecáveis, e o serviço muito simpático e eficiente. Recomendo o Correntoso Hotel fortemente, e mais ainda uma visita a esse lugar de beleza extraordinária, que é Villa La Angostura. Um pequeno pedaço do paraíso nesse país maravilhoso, que é a Argentina.


O que amei

  • O hotel em si, a decoração, a estrutura
  • O Restaurante Puerto Correntoso.
  • A equipe do hotel, muito simpática e eficiente.
  • A piscina, linda de morrer.
  • A vista do hotel.

O que poderia melhorar

  • Os quartos do prédio original não têm ar condicionado. Sentimos calor algumas noites.
  • O hotel não disponibiliza kayaks e pranchas de SUP para os hóspedes.
  • A cozinha do Restaurante Belluno

Correntoso Lake & River Hotel 

Endereço: Av. Siete Lagos 4505, Q8407 Villa La Angostura, Neuquén, Argentina
Telefone: +54 11 4803-0030
Tarifas a partir de US$255

Para mais informações e reservas, clique aqui

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.