fbpx

Delta será a primeira aérea norte-americana a reconectar os Estados Unidos e a China

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A Delta Air Lines anunciou que reiniciará o serviço entre Seattle e Xangai-Pudong (via Seoul-Incheon) nesta quinta-feira, 25 de junho. A rota será operada duas vezes por semana. A partir de julho e depois, haverá voos semanais de Seattle e Detroit para o país asiático, também via Incheon. A companhia é a primeira aérea norte-americana a reconectar os Estados Unidos e a China desde a suspensão temporária, em fevereiro, ocasionada pelo surto da COVID-19.

“Estamos empolgados por retomar nossos serviços entre os Estados Unidos e a China, ao mesmo tempo em que as atividades econômicas e sociais começam a se recuperar”, disse Wong Hong, presidente da Delta – Grande China e Cingapura. “Com a missão de conectar o mundo, a Delta está comprometida em levar nossos clientes aos seus destinos com segurança e confiança, especialmente neste momento crítico. Estamos adotando medidas e práticas de saúde e segurança sem precedentes, para que os clientes tenham facilidade e estejam protegidos em todos os momentos de sua viagem”.

Os serviços de Xangai Pudong-Seattle serão realizados com as aeronaves A350 da Delta, proporcionando voos limpos e seguros aos viajantes. Além disso, a companhia está constantemente atualizando as melhores práticas e melhorando o novo padrão de atendimento, com base no aconselhamento de especialistas da área médica e nos comentários dos clientes. A empresa também lançou uma Divisão Global de Limpeza dedicada a inovar e evoluir seus já altos padrões relacionados ao tema.


As medidas de saúde e segurança no solo e no ar incluem:

  • Desinfecção de todas as aeronaves pelo processo de aspersão eletrostática antes da partida e uma extensa desinfecção dos pontos de alto contato em todo o interior do avião antes do voo.
  • Utilização de sistemas de circulação de ar de ponta com filtros HEPA, que extraem mais de 99,99% das partículas, incluindo vírus.
  • Ajuste do processo de embarque, que ocorre do fundo para a frente da aeronave, reduzindo a necessidade de os clientes terem de passar uns pelos outros.
  • Simplificação do serviço de alimentos e bebidas a bordo e incentivo para que os clientes levem suas próprias comidas e bebidas não alcoólicas para diminuir os pontos de contato.
  • Oferecimento de mais espaço aos clientes e funcionários para a realização de viagens mais seguras, o que se dá com o bloqueio das poltronas do meio e com a redução do número de passageiros em cada voo. Em rotas internacionais, a Delta limita os assentos a 75% nas suítes Delta One e a 60% na Delta Premium Select e na Main Cabin.
  • Todos os clientes devem usar coberturas faciais durante a viagem, começando no check-in e ao longo dos pontos de contato da companhia, incluindo Delta Sky Clubs, áreas dos portões e pontes de embarque e a bordo da aeronave, durante a duração integral do voo – exceto no momento em que as refeições são servidas. Máscaras faciais de cortesia estão disponíveis mediante solicitação e desinfetante para as mãos é fornecido nos balcões de check-in e na área de embarque.

Os viajantes são incentivados a verificar as políticas de saída e de entrada relacionadas aos testes e triagem de COVID-19 na China e nos Estados Unidos.


Cronograma

Confira o cronograma de voos para junho, julho e depois:


Por ora, a Delta não anunciou quando pretende reconectar os EUA e a China de maneira direta (sem conexão na Coreia do Sul).

A programação completa de voos da companhia para o mês que vem pode ser encontrada neste link.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.