fbpx

França autoriza entrada de viajantes do Brasil totalmente imunizados contra a COVID-19

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

No último sábado (17), o governo francês anunciou que passou a aceitar a entrada de pessoas que já foram completamente imunizadas com as vacinas contra a COVID-19, independentemente do seu país de origem. Ou seja, brasileiros que receberam as doses necessárias de um dos imunizantes autorizados pela Agência Europeia de Medicamentos já podem viajar para a França.

França Paris (1)

A medida, no entanto, valerá apenas para as vacinas da Pfizer-BioNTech, da Moderna, da AstraZeneca-Universidade de Oxford e da Janssen. O viajante precisará esperar sete dias após a segunda vacina ou, no caso da dose única da Janssen, 28 dias. A CoronaVac, outra vacina aplicada aqui no Brasil, ainda não é aceita.

O Premier Jean Castex disse em comunicado que as restrições de viagens foram retiradas de pessoas totalmente imunizadas contra o vírus devido à eficácia das vacinas. “Como as vacinas são eficazes contra o vírus, e em particular contra a variante Delta, as restrições que pesam sobre os viajantes com um esquema de vacinação completo com doses reconhecidas pela Agência Europeia de Medicamentos serão retiradas neste sábado, dia 17, independentemente do país de origem”.


Como funcionará a chegada ao país?

Ao desembarcar no país, os turistas precisarão mostrar o comprovante de vacinação, além de um documento assinado declarando a ausência de sintomas da doença e que seu portador não teve contato com uma pessoa infectada. Apesar disso, o governo francês lembra que as medidas adotas não garante o turismo pelo bloco europeu.

Isso se deve, porque a maior parte dos países da região mantém restrições para a entrada de pessoas oriundas de regiões que enfrentam situações críticas da pandemia, como é o Brasil, estejam elas vacinadas ou não. Como as regras mudam rapidamente, a recomendação é que procure mais informações com as embaixadas e órgãos oficiais antes de viajar.


Classificação de risco

Apesar da França aceitar viajantes provenientes do Brasil, o país europeu continua a classificar aqui como um país de risco – configurando o Brasil na “lista vermelha”. Isso significa que viajantes vindos do Brasil não vacinados só podem entrar no país quando há motivos essenciais, como razões humanitárias e vistos de residência. Nestes casos, todos com mais de 12 anos precisarão mostrar um teste PCR negativo realizado até 48 horas antes do embarque e outro na chegada, além de ser obrigatório realizar uma quarentena de 10 dias.

Veja abaixo os países que configuram as listas verde (seguro), amarelo (seguro, mas não ideal) e vermelha (perigosos):


Passaporte de saúde na França

O presidente francês Emmanuel Macron disse em coletiva na semana passada, que, a partir desta quarta-feira (21) será obrigatório a apresentação de um certificado de saúde (uma espécie de passaporte) para todos os cidadãos que desejarem frequentar áreas de lazer, transportes públicos, ou qualquer outra atividade que concentre mais de 50 pessoas. Em agosto, ele começará a ser exigido em restaurantes, shoppings, bares, trêns e aviões.


Comunicado da Air France

A Air France emitiu um comunicado informando o que será necessário para embarcar com a companhia para a França saindo do Brasil. Segundo a empresa, os passageiros deverão apresentar, no momento do check-in no aeroporto, o comprovante de imunização (físico ou digital) emitido pelos postos de saúde de todo o Brasil ou demais locais autorizados. A companhia reforça, ainda, que os clientes devem cumprir todas as regras sanitárias adicionais estabelecidas pelo governo francês para entrada no país. Veja abaixo o comunicado:

“Em linha com a redução de restrições de circulação atualizada pelo governo francês, a Air France passa a recepcionar, desde 18 de julho, passageiros em viagens não essenciais à França partindo do Brasil que estejam totalmente vacinados com um dos imunizantes aprovados pelas autoridades francesas até o momento. Para isso, os clientes deverão apresentar, no momento do check-in no aeroporto, o comprovante de imunização (físico ou digital) emitido pelos postos de saúde de todo o Brasil ou demais locais autorizados.

A companhia reforça, ainda, que os clientes devem cumprir todas as regras sanitárias adicionais estabelecidas pelo governo francês para entrada no país. Atualmente, a Air France conta com um voo diário partindo de São Paulo e três ligações semanais do Rio de Janeiro para Paris.

A Air France, que nunca deixou de atuar no Brasil – nem mesmo nos momentos mais agudos da pandemia –, vem reconstruindo sua operação no país desde meados de 2020, com a retomada gradual de voos.

Mais detalhes sobre a entrada de passageiros totalmente imunizados na França viajando com a Air France podem ser encontrados no TravelDoc da companhia“.


Mesmo com o fim das restrições para turistas imunizados, os casos de COVID na França voltaram a crescer. No mês de junho, foram diagnosticados 2 mil casos da doença por dia. Nas últimas semanas, foi divulgado um aumento de 128% do contágio, chegando a 5,8 mil casos por dia no país. Até o momento, 55% da população francesa já recebeu ao menos uma dose das vacinas, e 40% receberam as duas ou estão totalmente imunizadas.

Você pensa em visitar a França? Para mais informações sobre os requisitos de entrada no país, acesse o site do governo francês.

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

10 anos! O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.