fbpx

Governo dos Emirados Árabes proíbe todos os vôos de passageiros para o país

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A novela dos voos de/para/via os Emirates Árabes não para e agora foi a vez do governo interferir e proibir todos os voos de passageiros para o país.

Segundo a decisão da Autoridade Nacional de Gerenciamento de Crises e Desastres de Emergência, NCEMA, e a Autoridade Geral de Aviação Civil, GCAA, todos os voos de entrada e saída de passageiros e de trânsito de passageiros de companhias aéreas nos Emirados Árabes Unidos estão suspensos por duas semanas, como parte das medidas de precaução adotadas para coibir a propagação do COVID-19.

Com isto, as empresas Etihad, Emirates, Air Arabia e FlyDubai estão proibidas de voarem. A decisão, que está sujeita a reavaliação, entrará em vigor em 48 horas. 

Em comunicado divulgado hoje, a GCAA disse que os voos de carga e emergência seriam isentos, levando em consideração todas as medidas de precaução adotadas de acordo com as recomendações do Ministério da Saúde e Prevenção.

Além disto, os Emirados Árabes Unidos decidiram fechar todos os centros comerciais e shoppings, além dos mercados de peixe, carne e legumes por um período de duas semanas que por ser prorrogado.

Em comunicado divulgado hoje, o Ministério da Saúde e Prevenção e a Autoridade Nacional de Gerenciamento de Emergências e Crises e Desastres disseram que a decisão entrará em vigor após 48 horas e estará sujeita a revisão e reavaliação.

A decisão exclui farmácias e pontos de venda de alimentos, incluindo sociedades cooperativas, mercearias e supermercados, além de mercados de peixe, carne e legumes que lidam com atacadistas.

Sob a decisão, os restaurantes não terão permissão para receber clientes. Em vez disso, seus serviços serão limitados apenas a entregas em domicílio.


Algum leitor nosso afetado?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.