fbpx

Grupo Lufthansa recomenda uso de máscaras faciais durante voos

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

As companhias que integram o Grupo Lufthansa passaram a recomendar o uso de máscaras faciais aos passageiros durante os voos. A decisão abrange todos os passageiros e vem como forma de evitar o contágio de coronavírus no avião.

A medida entrará em vigência a partir da próxima segunda-feira (04) e será aplicada preliminarmente até 31 de agosto. Com isso, manter o assento vizinho livre na Classe Econômica e na Classe Econômica Premium não será mais aplicável, pois o uso da cobertura facial oferece a proteção adequada. Antes da decisão, passageiros que voavam com o grupo tinham que deixar um assento de distância de outro passageiro – diminuindo assim a capacidade da operação. Devido à atual baixa taxa de ocupação, os assentos serão alocados o mais amplamente possível em toda a cabine.

Essa decisão serve como proteção adicional visto que, apesar dos ajustes nos procedimentos de serviço, nem sempre é possível manter a distância necessária em um voo. Os comissários de bordo dos voos das companhias aéreas do grupo que mantém contato direto com os clientes também usarão as máscaras.

As companhias aéreas do grupo irão disponibilizar a informação aos passageiros da necessidade de levarem sua própria máscara nos seus sites e por meio de comunicados enviados com antecedência por SMS ou e-mail. A cobertura facial pode ser de tecido reutilizável ou de qualquer outro material, ou então com o uso de cachecóis.

O Grupo ainda disse que todas as aeronaves são equipadas com filtros de ar de alta qualidade, que garantem qualidade do ar semelhante à de uma sala de cirurgias. Além disso, o ar circula verticalmente ao invés de ser distribuído pela cabine – o que ajuda a evitar o contágio da COVID-19.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.