fbpx

Heathrow cria polêmica ao aumentar o preço das tarifas aeroportuárias

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

O Aeroporto Internacional de Heathrow (LHR), em Londres, aumentou o preço das tarifas aeroportuárias para voos partindo do aeroporto britânico para £8,90 (aproximadamente R$66). A nova medida foi bastante polêmica e acabou causando uma série de discussões entre as empresas que operam por lá e o grupo que gerencia o aeroporto.

Heathrow

O reajuste no valor das taxas é devido aos serviços oferecidos pelo aeroporto “como sistema de bagagem, estacionamento de colegas, balcões de check-in de companhias aéreas e utilitários para uso de nossos parceiros”, disse um porta-voz local ao The Points Guy.


Polêmica

O medo dos investidores da IAG, grupo no qual a British Airways, Aer Lingus e Iberia fazem parte, é que esse aumento venha para contribuir financeiramente com uma recuperação do aeroporto – que enfrentou forte prejuízo devido às restrições de viagem que ainda persistem no Reino Unido e no mundo.

Para o IAG “não é justo pedir aos passageiros que ajudem Heathrow, afinal ele faz parte de uma iniciativa privada e deveria buscar ajuda financeira de seus acionistas, não dos clientes”. O Aeroporto de Heathrow é propriedade de um consórcio de entidades internacionais. Isso inclui participações no Catar, China, Canadá, Espanha e Estados Unidos, entre outros países.


O que diz o aeroporto?

“A taxa para usar esses serviços é calculada puramente para cobrir o custo de fornecê-los – Heathrow tem lucro absolutamente zero com esses serviços. Para garantir que assim seja, a taxa é monitorada de perto pela CAA, além de ser analisada e acordada com os usuários do aeroporto anualmente – como foi o caso com a cobrança deste ano. O custo por passageiro para cobrir esses serviços varia naturalmente dependendo do número de passageiros que usam o aeroporto”, disse o porta-voz ao TPG.


Heathrow e a pandemia

Heathrow sofreu bastante com a pandemia de coronavírus que assolou o ano de 2020. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil britânica (CAA), o número de passageiros em Heathrow foi 83% menor em dezembro de 2020 em comparação com o mesmo mês do ano anterior. O pouco fluxo de passageiros também fez com que o aeroporto perdesse o título de mais movimentado da Europa, como resultado da redução das viagens.

“O caminho da recuperação é altamente incerto”, disse a CAA. Vale lembrar que, mesmo nos tempos atuais, mais de um ano após o surto de Covid-19 na cidade chinesa de Wuhan, as indústrias de aviação e turismo permanecem operando com sua capacidade reduzida, enquanto algumas ainda estão praticamente paralisadas – especialmente no Reino Unido, onde as viagens não essenciais ainda são ilegais.

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.