fbpx

LATAM suspende rotas para Buenos Aires por ordem do governo argentino

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A LATAM emitiu um comunicado informando a suspensão dos voos da companhia para Buenos Aires, capital da Argentina. A decisão foi tomada após um decreto publicado pelo governo local que fechou as fronteiras da Argentina para alguns países, entre eles Brasil e Chile (países com forte atuação da LATAM). O decreto passa a valer a partir de segunda (29) e vai até o dia 9 de abril, com a retomada de voos sujeita a determinações das autoridades locais.

LATAM-767-300


Comunicado da LATAM

Por meio de nota, a companhia aérea disse o seguinte:

A LATAM Airlines informa que, em função do Decreto Administrativo 268/2021 do Governo da Argentina, suspendeu temporariamente as operações das rotas São Paulo-Buenos Aires e Santiago-Buenos Aires a partir de 29 de março até 9 de abril. A LATAM está trabalhando para minimizar os impactos aos passageiros afetados e, na medida do possível, oferecer soluções alternativas. Os clientes com passagens emitidas de/para Buenos Aires poderão optar por uma das seguintes alternativas:

  • Remarcação gratuita da data do voo (para essa mudança, deve ser considerada a mesma cabine que o do bilhete original);
  • Deixar o bilhete em aberto, desde que seja respeitada a validade da passagem;
  • Reembolso completo (sem multa);
  • Remarcação de origem/destino (sujeito a diferença tarifária).

Por último, a LATAM informa que todas regras para ingresso de passageiros em países no exterior são exigências de seus respectivos governos nacionais. À LATAM cabe apenas aplicar essas regras, na medida em que elas são sancionadas, divulgadas e/ou atualizadas pelas autoridades.


Sobre o decreto

Por meio da Decisão Administrativa 268/2021, publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (26), o governo argentino oficializou a suspensão de voos do Brasil, México e Chile e o aumento dos controles sobre argentinos que retornam do exterior. A decisão é devido aos recentes aumentos de casos da COVID-19 nos principais países latinos como Brasil, Chile, Uruguai, Peru e Colômbia, bem como na própria Argentina.

Junto dos aumentos de casos dos países vizinhos, o governo também alertou para a situação interna, dizendo que a Argentina registrou um aumento no número de casos e que, além disso, foram detectadas novas cepas de COVID-19 relacionadas a viajantes. Por conta disso, as autoridades locais veem como necessária a prorrogação das medidas preventivas, que devem ser ampliadas para proteger a saúde pública.

O decreto oficial pode ser acessado, na íntegra, através deste site.

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.