fbpx

Número de passageiros em voos internacionais de aéreas brasileiras é o maior dos últimos 20 anos

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

Dados do Relatório de Demanda e Oferta do Transporte Aéreo divulgados nesta sexta-feira (26) pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) mostram que, no acumulado do primeiro semestre deste ano, o número de passageiros pagos transportados em voos internacionais realizados por empresas brasileiras foi o maior dos últimos 20 anos — desde o início da série histórica.

Nos seis primeiros meses de 2019, mais de 4,6 milhões de passageiros voaram para destinos internacionais. Na comparação com o mesmo período do ano passado, houve crescimento de 3%. O tráfego de passageiro no mês de junho, no mesmo mercado, também foi o melhor da história, com 686 mil passageiros transportados, crescimento de 4,6% em relação ao mesmo mês de 2018.

Em junho de 2019, a demanda internacional (em passageiros-quilômetros pagos transportados, RPK) das empresas brasileiras aumentou 3,2%. Nesse mesmo mês, a oferta (em assentos-quilômetros ofertados, ASK) diminuiu 4%. No acumulado de janeiro a junho, tanto demanda quanto oferta acumularam crescimento de 7,2% e 6%, respectivamente, em comparação com igual período de 2018.

No mercado internacional, em termos de passageiros-quilômetros pagos transportados (RPK), a Latam fechou o mês de junho com 69,6% de participação de mercado e alta de 2,9% no RPK, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Na mesma base comparativa, a Azul obteve 17,5% de participação e crescimento de 4,6%, enquanto a Gol alcançou fatia de 12,8%, aumento de 116,5% no RPK.

A taxa de aproveitamento dos assentos em junho foi de 86%, crescimento de 7,5% ante o mesmo período de 2018. Nos seis primeiros meses do ano, o indicador acumulou alta de 1,1% na comparação com igual período de 2018, atingindo 83,6%.


Mercado doméstico

A demanda de passageiros pagos transportados no mês de junho recuou 4,7% em comparação com o mesmo mês do ano passado. No mesmo período, a oferta de assentos encolheu 9,2%. Nos seis primeiros meses do ano, a demanda acumulou alta de 1,1% e a oferta apresentou queda acumulada de 1,4%.

No mês de junho, foram transportados 6,973 milhões de passageiros pagos, o número é 2,7% menor do que foi registrado no mesmo período de 2018, quando foram transportados 7,165 milhões de passageiros. No acumulado do semestre, houve alta de 1,5% — com 45,5 milhões de passageiros transportados.

Junho foi marcado pela alta expressiva da Azul na participação de mercado, com aumento de 28,7% no RPK doméstico. Gol e Latam também obtiveram crescimento no indicador, com 6,6% e 3,9%, respectivamente. Na demanda (RPK) do mês, a Gol apresentou 40% de participação contra 34,1% da Latam. A Azul obteve 25,4% da demanda no mês.

A taxa de aproveitamento de assentos em junho foi de 81,8%, o que representou alta de 4,9% frente ao mesmo mês do ano anterior. O aproveitamento nos seis primeiros meses do ano foi de 82,2%, com variação positiva de 2,6% em relação ao mesmo período de 2018.

Em junho deste ano, foram transportadas 34.363 toneladas de carga, o que representou queda de 16,6% em relação ao mesmo mês do ano anterior. No acumulado dos seis primeiros meses do ano, houve queda de 3,3% no indicador.

Todos os dados estão disponíveis no relatório Demanda e Oferta do Transporte Aéreo – Empresas Brasileiras, que pode ser acessado na seção Dados e Estatísticas do portal da ANAC. O relatório é elaborado com base nas operações regulares e não regulares das empresas brasileiras de serviços de transporte aéreo público.


Com informações ANAC.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.