fbpx

O possível futuro da Classe Econômica pós COVID-19

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

As companhias aéreas sempre estão tentando criar maneiras inovadoras de aumentar o número de passageiros em um avião, especialmente em cabines de classe econômica. Mas a crise do coronavírus e o distanciamento social podem mudar a maneira como os assentos são projetados e organizados em aviões pós COVID-19. A Aviointeriors propôs novos designs das cabines que podem ser o futuro das viagens em Classe Econômica.

Os dois novos projetos propostos pela empresa tentam criar alguma distância social entre os passageiros em aviões sem perder a capacidade de assentos.

Em um dos projetos, o assento do meio está voltado para trás e todos os assentos têm uma proteção plástica em torno dele. Apelidado de Janus, inspirado no deus romano de duas faces, os passageiros nos assentos da janela e do corredor continuarão viajando de frente, enquanto o passageiro do meio viaja de costas.

Cada assento é cercado por um escudo alto que impede a “propagação da respiração para os ocupantes dos assentos adjacentes”. A empresa disse que o escudo criará uma barreira protetora para os passageiros. “Cada passageiro tem seu próprio espaço isolado dos outros, mesmo de pessoas que andam pelo corredor”, disse a empresa de design.

O novo design levanta questões sobre segurança, serviço de refeições a bordo e se ele ocupará uma área útil maior na cabine do que o arranjo padrão de assentos planos.

De acordo com o The Telegraph, os assentos voltados para trás podem ser mais seguros em caso de acidente ou aterrissagem de emergência, pois fornecem melhor suporte para as costas, pescoço e cabeça. Porém, segundo o The Telegraph no ano passado que é improvável que as companhias aéreas consigam implementar assentos voltados para trás devido a custos e preferência do cliente.

A Aviointeriors também propôs outro design de assento para as companhias aéreas para futuras viagens: o Glassafe.

O Glassafe consiste em um escudo que pode ser adicionado a cada assento de um avião para criar uma barreira entre os passageiros. Esse escudo também pode ser instalado e removido com facilidade, para que as companhias aéreas não precisem mudar drasticamente o interior da cabine da aeronave.

A empresa disse que esse escudo transparente pode “reduzir a probabilidade de contaminação por vírus“.

O Glassafe pode ser fabricado em um material opaco ou com diferentes graus de transparência, disse Aviointeriors. Cada escudo de plástico tem um recorte para os ombros do passageiro.


O que você acha desses novos designs? Acredita que eles possam tornar as viagens mais seguras? Seria este o futuro?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.