fbpx

Organização Mundial do Turismo divulga recomendações para a retomada do turismo

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A Organização Mundial do Turismo (OMT) divulgou um conjunto de recomendações pedindo apoio para o setor de turismo global não apenas se recuperar da crise do coronavírus, mas também para que as empresas do ramo voltem a crescer. Essas recomendações foram produzidas pelo Comitê de Crise do Turismo Global e visam apoiar governos, o setor privado e a comunidade internacional.


Recomendações da OMT

Segundo a própria OMT divulgou no relatório, essas são as recomendações às três áreas principais:

  • Gerenciamento da crise e mitigação do impacto: as principais recomendações estão relacionadas à retenção de empregos, apoio a trabalhadores autônomos, garantia de liquidez, promoção do desenvolvimento de habilidades e revisão de impostos, taxas e regulamentos relativos a viagens e turismo. As recomendações são feitas quando parece provável uma recessão econômica global. Dada a sua natureza intensiva em mão-de-obra, o turismo será duramente atingido, com milhões de empregos em risco, especialmente os mantidos por mulheres e jovens, bem como grupos marginalizados.
  • Fornecendo estímulo e acelerando a recuperação: este conjunto de recomendações enfatiza a importância de fornecer estímulo financeiro, incluindo políticas fiscais favoráveis, levantando restrições de viagem assim que a emergência de saúde permitir, promovendo a facilitação de vistos, aumentando a confiança do consumidor e do marketing, a fim de acelerar recuperação As recomendações também pedem que o turismo seja colocado no centro das políticas e planos de ação nacionais de recuperação.
  • Preparando-se para o amanhã: enfatizando a capacidade única do turismo de liderar o crescimento local e nacional, as Recomendações exigem maior ênfase na contribuição do setor à Agenda de Desenvolvimento Sustentável e no desenvolvimento da resiliência a partir das lições da atual crise. As Recomendações pedem aos governos e atores do setor privado que se transformem em planos de preparação e usem essa oportunidade para fazer a transição para a economia circular.

“Essas recomendações específicas fornecem aos países uma lista de possíveis medidas para ajudar nosso setor a sustentar os empregos e apoiar as empresas em risco neste exato momento. Diminuir o impacto no emprego e na liquidez, proteger os mais vulneráveis ​​e se preparar para a recuperação, deve ser nossas principais prioridades”, disse o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili.

“Ainda não sabemos qual será o impacto total do COVID-19 no turismo global. No entanto, precisamos apoiar o setor agora, enquanto nos preparamos para que ele volte mais forte e sustentável. Planos e programas de recuperação para o turismo se traduzirão em empregos e crescimento econômico”, acrescentou Pololikashvili.

Reconhecendo que as realidades divergem de país para país, o documento será atualizado conforme a evolução da situação do vírus no mundo.

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.