fbpx

Parceria entre Boeing e Embraer recebe aprovação do CADE

Notícias

Por Alexandre Zylberstajn

Mais uma etapa foi praticamente vencida na parceria da Boeing e Embraer!

A Boeing e a Embraer receberam a aprovação sem restrição de sua parceria estratégica pela Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) no Brasil. A decisão será finalizada nos próximos 15 dias, a menos que uma revisão seja solicitada pelos Comissários do CADE. A parceria agora recebeu autorização incondicional de todos os órgãos reguladores, com exceção da Comissão Europeia, que continua a avaliar a joint venture.

“Esta mais recente aprovação é outra validação de nossa parceria, que trará maior competitividade ao mercado de jatos regionais, mais valor para nossos clientes e maiores oportunidades aos nossos funcionários”, disse Marc Allen, executivo da Boeing e presidente da Parceria Embraer e Operações do Grupo.

“A aprovação do acordo pelo órgão regulador brasileiro é uma demonstração clara da natureza pró-competitiva de nossa parceria”, disse Francisco Gomes Neto, CEO e presidente da Embraer. “A decisão não apenas beneficiará nossos clientes, mas também permitirá o crescimento da Embraer e da indústria aeronáutica brasileira como um todo”.


Outros Países

A aprovação já foi concedida pelo Brasil, Estados Unidos, China, Japão, África do Sul, Montenegro, Colômbia e Quênia.

A Boeing e a Embraer mantém discussões com a Comissão Europeia desde o final de 2018 e continuam a dialogar com a Comissão à medida que ela avança na sua avaliação da transação.

“Estamos nos relacionando de forma produtiva com a Comissão para demonstrar a natureza pró-competitiva parceria que estamos planejando e esperamos um desfecho positivo”, disse Allen. “Diante do endosso favorável que temos recebido de nossos clientes na Europa e das aprovações incondicionais de todas as agências reguladoras que analisaram nossa transação, esperamos receber a aprovação final para a transação o mais rápido possível.”

A parceria estratégica planejada entre a Embraer e a Boeing compreende duas joint ventures: uma joint venture composta pelas operações de aeronaves comerciais da Embraer e serviços associados (Boeing Brasil – Comercial), na qual a Boeing terá 80% de participação e a Embraer 20%; e outra joint venture para promover e desenvolver mercados para a aeronave de transporte multimissão C-390 Millennium (Boeing Embraer – Defesa), na qual a Embraer terá uma participação de 51% e a Boeing os 49% restantes.


Informações prospectivas estão sujeitas a riscos e incertezas

Este é um comunicado que foi enviado pela assessoria de imprensa da Boeing e certas declarações neste comunicado podem ser “prospectivas”, na acepção da Lei de Reforma de Litígios de Valores Mobiliários de 1995, incluindo declarações sobre os termos propostos da transação, a capacidade das partes de satisfazer as condições para executar ou fechar a transação e o momento da mesma, e os benefícios e sinergias da transação proposta, bem como qualquer outra declaração que não esteja diretamente relacionada a nenhum fato histórico ou atual.
As declarações prospectivas são baseadas em suposições atuais sobre eventos futuros que podem não ser precisos. Essas declarações não são garantias e estão sujeitas a riscos, incertezas e mudanças nas circunstâncias que são difíceis de prever.
Muitos fatores podem fazer com que os resultados reais sejam materialmente diferentes dessas declarações prospectivas. Como resultado, essas declarações são válidas apenas a partir da data em que são feitas e nenhuma das partes assume a obrigação de atualizar ou revisar qualquer declaração prospectiva, exceto conforme exigido por lei.
Fatores específicos que poderiam fazer com que os resultados reais sejam materialmente diferentes dessas declarações prospectivas incluem o efeito das condições econômicas globais, a capacidade das partes de chegarem a um acordo final em uma transação, consumarem essa transação e obterem sinergias previstas, e outros fatores importantes divulgados anteriormente e de tempos em tempos nos arquivos da The Boeing Company e / ou da Embraer junto à Securities and Exchange Commission.


Espero que a Embraer ajude a Boeing superar a fase desafiadora que empresa vive por conta do Max e que juntas, consigam enfrentar a Airbus e Bombardier.

Hotéis
Hotéis
10% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2023!
Chip de Viagem
Chip de Viagem
20% de desconto na compra do chip de viagem!
Supermercado
Supermercado
35% de desconto na primeira compra e 10% de cashback nas próximas!
Seguro Viagem
Seguro Viagem
25% de desconto na contratação do seu seguro viagem!
Prêmio Passageiro de Primeira 2022
Prêmio Passageiro de Primeira 2022
Vote agora nos melhores do ano!
Clube 1.000
Clube 1.000
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Ver todos os cupons

Baixe o app do Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de programas de fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, voos e salas VIP, hotéis e lazer, cartão de crédito e promoções.