fbpx

Pessoas vacinadas podem se reunir em lugares fechados sem máscaras, diz CDC dos EUA

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA disse que pessoas totalmente vacinadas contra a COVID-19 podem ficar em lugares fechados sem máscara ou distanciamento social com outras pessoas vacinadas, ou então com quem é de baixo risco. Além disso, o CDC ainda disse que pessoas que foram totalmente vacinadas também podem evitar a quarentena e o teste se tiverem sido expostas ao vírus, mas permanecerem assintomáticas.

pessoas

De acordo com a diretora do CDC, Rochelle Walensky, quem estiver totalmente imunizado poderá realizar pequenos encontros privados com outros indivíduos que também estiverem vacinados sem a necessidade de usar máscaras. Em público todos ainda deverão proteger o rosto. Em uma coletiva de imprensa da Casa Branca para o combate à pandemia, Walensky destacou que pessoas vacinadas contra o coronavírus também poderão visitar quem ainda não foi imunizado sem usar máscaras, mas somente se a pessoa a ser visitada não faz parte dos grupos de risco. Caso uma pessoa que tomou a vacina visita idosos ou pessoas com comorbidades, será preciso manter o distanciamento social e o uso de máscaras.

O Centro diz que essas diretrizes se aplicam a pessoas que receberam as duas doses das vacinas da Pfizer-BioNTech ou Moderna, ou então aos que receberam uma dose da vacina da Johnson & Johnson, passando duas semanas após terem recebido a vacina (no caso das de duas doses, serão duas semanas após a aplicação da última dose).

Mesmo com as novas diretrizes do CDC dos Estados Unidos, ainda é aconselhado que as pessoas adiem suas viagem por enquanto e é recomendado que as pessoas que estão viajando façam o teste de COVID-19 antes e depois da viagem. Ao chegar de volta, também é indicado que o passageiro fique em quarentena por pelo menos sete dias após o retorno para casa. Além disso, todos os viajantes que voam para os Estados Unidos precisam apresentar prova de um teste de coronavírus negativo (PCR) antes do embarque. Até os viajantes vacinados não estão isentos.

No mês passado, o CDC atualizou disse que as pessoas totalmente vacinadas não seriam mais obrigadas a entrar em quarentena após serem expostas a alguém com COVID-19 se atendessem a todos os critérios. Os critérios são os seguintes:

  • A pessoa deve estar totalmente vacinada;
  • Estar dentro de três meses após o recebimento da última dose da série e permanecer assintomática desde a exposição.

Mesmo que o indivíduo opte por não fazer a quarentena, o CDC ainda recomenda seguir as orientações atuais e monitorar os sinais de coronavírus no corpo.


Uso de máscaras em aviões

Apesar de ser permitido a reunião com mais pessoas vacinadas e sem a necessidade do distanciamento social, as diretrizes do CDC não excluem a obrigatoriedade do uso de máscara e do distanciamento social dentro de aviões e outros meios de transporte. O governo dos Estados Unidos, até o momento, não disse se será possível viajar sem máscara e sem distanciamento, nem mesmo em rotas dentro do país.

Vale lembrar que algumas companhias aéreas permitem que o passageiro voe sem máscara nas Classes Executivas, visto que, por conta das cabines, o passageiro já acaba criando um espaçamento entre outras pessoas normalmente. Ressaltando, as diretrizes do CDC só são válidas para pessoas dentro dos Estados Unidos, não se estendendo para outro lugar do mundo. Portanto, as medidas de saúde de lá não reflete ao Brasil, por exemplo, em que o Ministério da Saúde ainda não publicou nenhuma nota sobre reuniões sem máscara e sem distanciamento social para pessoas vacinadas.


O que achou da novidade?

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.