fbpx

Portugal está exigindo teste de Covid-19 para voos com origem no Brasil

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

O governo de Portugal está exigindo, desde o dia 1º de julho, que os passageiros vindos de alguns países, entre eles o Brasil, apresentem um teste com resultado negativo para o novo coronavírus antes do embarque. As companhia aéreas que operam voos diretos entre o Brasil e Portugal, como a TAP, LATAM e Azul, divulgaram mais informações para os seus passageiros.


Quem pode entrar em Portugal?

A entrada no país continua restrita a quem têm cidadania de Portugal ou de outros países da UE e os nacionais de países que fazem parte do espaço Schengen, assim como seus familiares. Além disso, quem tem residência legal em Portugal ou em outro país-membro da UE também está liberado.

Viagens essenciais

Cidadãos brasileiros estão liberados apenas em alguns casos: “viagem por motivos profissionais, de estudo, de reunião familiar, por razões de saúde ou por razões humanitárias e de acordo com o princípio da reciprocidade”, segundo o governo.

Serão admitidos apenas os voos provenientes de e para São Paulo e de e para o Rio de Janeiro.


O que diz a TAP

As autoridades portuguesas determinaram que em voos com origem em países de expressão oficial portuguesa e nos Estados Unidos da América não é permitido o embarque ou a entrada em Portugal a passageiros não portugueses ou não residentes em Portugal, com destino ou trânsito em Portugal, que não apresentem, no momento da partida, comprovativo de teste ao COVID-19, nomeadamente um teste molecular RT-PCR, com resultado negativo, realizado nas últimas 72 horas antes do embarque. Esta medida aplica-se a passageiros adultos e menores de idade.

Os cidadãos portugueses ou estrangeiros com residência permanente em Portugal, que viajarem sem teste molecular RT-PCR serão imediatamente submetidos a teste no aeroporto, sendo que o custo do mesmo será imputado ao próprio passageiro.

Os testes serão efetuados e disponibilizados pela ANA, S.A., através de profissionais de saúde habilitados, podendo esse serviço ser subcontratado, e devendo os passageiros aguardar o resultado dos testes confinados nos seus destinos de residência, disponibilizando os dados de contacto, seguindo as regras da Direção-Geral da Saúde.

Passageiros que não consigam cumprir com estes requisitos e que tenham data de viagem até 15 de julho, têm a possibilidade de alterar a viagem para a semana seguinte, com isenção do pagamento da taxa de alteração, sendo no entanto cobrada a diferença tarifária, caso seja aplicável, e de acordo com a disponibilidade dos voos. Para viagens a partir de 16 de julho, serão aplicadas as regras tarifárias do bilhete.

Para mais informações, clique aqui.


O que diz a LATAM

Retomamos os voos diretos para Portugal. E, se você tem um voo para Lisboa, fique atento. Agora é obrigatória a apresentação do teste PCR, realizado com até 72 horas da chegada no destino, comprovando o resultado negativo. São as novas medidas que as autoridades portuguesas adotaram para controlar o acesso ao país, em função da pandemia.

Para mais informações, clique aqui.


O que diz a Azul

Em função da pandemia do Covid-19, as autoridades portuguesas adotaram algumas medidas que restringem o acesso ao país. Uma delas é a obrigatória da apresentação do teste PCR para Covid-19, realizado em até 72 horas de antecedência do voo.

Para mais informações, clique aqui.


Se você é elegível a entrar em Portugal e tem planos de viajar para o país, não se esqueça de providenciar o teste PCR, realizado com até 72 horas da chegada no destino, para apresentar no embarque.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.