fbpx

RecargaPay altera custo do Prime+ e reduz limite de pagamentos com cartão de crédito

Notícias

Por Lorenzo Firmino

Pessoal, na tarde de ontem postei um guia explicando as características do plano Prime+, do RecargaPay, que tem tinha o custo mensal de R$9,99. Uma das vantagens desse plano é era a possibilidade de efetuar pagamentos de boletos diversos com cartão de crédito de até R$5.000/mês. Algumas horas depois da postagem – como vários de vocês apontaram – o serviço fez um reajuste no preço do plano e no limite de pagamento de boletos com cartão de crédito.

Ainda ontem, entramos em contato com RecargaPay para esclarecer algumas dúvidas. Recebemos uma resposta agora há pouco nos informando “que o serviço de assinatura Prime+ estava em “fase beta”. Em decorrência a isso, alguns limites foram revisados“.


Perguntas e Respostas

  • O valor da mensalidade de R$9,99 do Prime+ foi alterado?

O valor foi ajustado para novos usuários. A mensalidade passou a custar R$14,99.

  • Antigos usuários continuarão pagando R$9,99?

O valor será mantido até o fim da vigência do plano de cada usuário (12 meses).

  • O limite de pagamento de boletos bancários com cartão de crédito de até R$5.000 foi alterado?

O limite de pagamento de boletos bancários com cartão de crédito foi reduzido para R$3.000. Este novo limite já está em prática para novas assinaturas do Prime+.

  • Antigos usuários (clientes que assinaram o Prime+ antes do dia 02/03/2020) continuarão com o limite de R$5.000 adquirido no momento da contratação do plano Prime+?

Até o dia 08/04/2020 os antigos clientes continuam com o limite de R$5.000. O limite destes usuários a partir de 09/04/2020 será de R$3.000.

  • Será possível solicitar o reembolso do serviço Prime+?

Se você deseja cancelar sua assinatura do Prime+ basta visitar o link https://recargapay.com.br/user/subscriptions e confirmar o cancelamento. O reembolso integral (de R$119,88 – incluindo parcelas pagas) será gerado de forma automática (não é necessário entrar em contato com o serviço).


Comentário

Vamos lá! O pagamento de boletos diversos de até R$3.000/mês sem taxas pode gerar em torno de 1.500 pontos mensais a depender do cartão de crédito. Estes 1.500 pontos terá o preço da mensalidade do Prime+: R$9,99 para antigos clientes e R$14,99 para novos clientes. Essa quantidade de pontos vale algo em torno de R$60 (em valor de mercado).

Ou seja, o produto ainda é interessante e continua sendo uma boa opção para pagamento de boletos bancários com cartão de crédito sem a cobrança de taxas.

Não sou contra alterações nas condições. Acho que em como qualquer negócio, ajustes precisam ser feitos (desde que com moderação), mas o que me deixa estarrecido é a falta de aviso prévio.

Segundo o RecargaPay, o post de ontem foi publicado em um momento de transição. Eu até acredito que sim, mas a falta de transparência foi enorme. Não foi falado anteriormente que as assinaturas se tratavam de um serviço em “fase beta”. E a redução no limite de pagamentos prejudica clientes que assinaram o Prime+ lá atrás, em uma condição anterior a nova.

Além do mais, o pagamento da mensalidade do Prime+ anual é feito em uma única compra no cartão de crédito de R$119,88 (em 12x sem juros). Ou seja, pressupõe-se que há um acordo em comum entre as partes para que os custos e limites do serviço sejam mantidos ao longo do pagamento das parcelas.

E agora? Você continuará ou não assinando o Prime+?

Eu, Lorenzo, ainda estou na dúvida.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.