fbpx

Reino Unido retira países africanos da lista de proibições de viagens

Notícias

Por Equipe

Autoridades britânicas removeram 11 países africanos que integravam a lista vermelha do Reino Unido. A medida, que passou a valer em novembro devido à variante ômicron do coronavírus, se encerrou na madrugada desta quarta-feira (15).

Inglaterra Covid-19

De acordo com secretário de Saúde, Sajid Javid, as restrições de viagens não são mais eficazes, uma vez que a disseminação da nova variante no país foi tão ampla que as regras não têm mais propósito. “Agora que a ômicron se espalhou amplamente pelo Reino Unido e pelo mundo, as restrições de viagens são menos eficazes e desnecessárias”, disse ele ao Parlamento.

Essa lista vermelha exigia que viajantes provenientes de países africanos como Angola, Botswana, Suazilândia, Lesoto, Malawi, Moçambique, Namíbia, Nigéria, África do Sul, Zâmbia e Zimbabwe, pagassem e fizessem quarentena em hotéis aprovados pelo governo durante 10 dias após a chegada no Reino Unido.

O secretário ainda disse que entendeu o lado de quem já gastou milhares de libras para ficar em hotéis aprovados pelo governo e que espera fazer um anúncio sobre o reembolso em breve.


União Africana pede o fim das restrições

Na semana passada, a União Africana (UA) pediu o fim das restrições de viagem impostas a alguns de seus estados membros, alegando que as medidas penalizam os governos que compartilham dados em tempo hábil e seguindo as regulamentações internacionais de saúde.

De acordo com a União, as medidas atuam “como um desincentivo para o compartilhamento de informações no futuro, potencialmente representando uma ameaça à segurança da saúde no continente e globalmente”. Além disso, o alto comissário da Nigéria no Reino Unido acusou as restrições como uma espécie de “novo apartheid”.


Associação de Agentes de Turismo do Reino Unido apoia o fim das restrições

A Associação de Agentes de Turismo do Reino Unido (ABTA) também foi a favor ao final da restrição. De acordo com o presidente da ABTA, Mark Tanzer, a retirada desses países da lista vermelha “é o certo a se fazer”. Ele ainda disse que as restrições impedem as pessoas de viajar, refletindo negativamente para o turismo em geral.

Além do apoio na decisão do governo, Tanzer ainda fez um apelo ao Reino Unido, pedindo que o país apoie financeiramente o turismo. “Quase dois anos após o início da crise, ainda não houve apoio comercial do tesouro para abordar diretamente o impacto das restrições de viagens nas empresas do Reino Unido”.


Restrição de viagens permanece válida em outros países

Apesar da decisão do Reino Unido, países africanos permanecem na lista vermelha de outras nações. Os Estados Unidos, por exemplo, ainda não suspenderam as proibições de viagens de oito países africanos, embora o Dr. Anthony Fauci, conselheiro médico chefe do presidente Joe Biden, tenha dito na semana passada que as autoridades estão revisando a proibição.

Depois que as proibições foram impostas, uma agência de saúde holandesa descobriu que a variante ômicron estava na Holanda pelo menos uma semana antes de sua detecção no sul da África, identificando-a em amostras coletadas em 19 e 23 de novembro. Mesmo assim, restrições de viagens da África para países da União Europeia e do Espaço Schengen, continuam.


De acordo com o governo britânico, novas medidas serão revisadas no início do ano que vem, em 5 de janeiro.

Seguro Viagem
Seguro Viagem
Ganhe 10% de desconto na contratação do seu seguro!
Supermercado
Supermercado
Ganhe 25% de desconto na primeira compra e 10% de cashback nas próximas!
Hotéis
Hotéis
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2023!
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Ganhe 1 ponto por R$ 1 gasto!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Clube 1.000
Clube 1.000
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Ver todos os cupons

Baixe o app do Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de programas de fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, voos e salas VIP, hotéis e lazer, cartão de crédito e promoções.