fbpx

Rolls-Royce e a Tecnam planejam lançar a primeira aeronave 100% elétrica do mundo em 2026

Notícias

Por Equipe

A Rolls-Royce e a Tecnam, fabricante de aeronaves, estão unindo forças com a Widerøe, companhia aérea regional na Escandinávia, para entregar a primeira aeronave de passageiros totalmente elétrica em 2026. O projeto expande o programa de pesquisa entre Rolls- Royce e Widerøe sobre aviação sustentável e a parceria existente entre a Rolls-Royce e Tecnam para fornecer energia ao modelo de jato P-Volt.

Wideroe Rolls-Royce Tecnam

O programa procurará cobrir todos os elementos de desenvolvimento e entrega de uma aeronave de passageiros totalmente elétrica que poderá ser usada no mercado norueguês a partir de 2026. Devido às suas características naturais, a Noruega faz uso extensivo da aviação para conectividade regional e tem uma ambição para todos os voos domésticos serem com emissões de carbono zero até 2040. Mas como funciona o projeto?


Sobre o projeto

A Rolls-Royce entrará com a experiência em sistemas de propulsão e energia, a Tecnam fornecerá recursos de design, fabricação e certificação de aeronaves. A missão da Widerøe será garantir que todas as competências e requisitos de uma companhia aérea estejam em vigor para a entrada em serviço em 2026. A parceria oferece uma oportunidade de desenvolver uma solução interessante para o mercado de aeronaves de transporte regional.


Palavra dos executivos

Stein Nilsen, CEO da Widerøe disse: “A extensa rede de aeroportos da Noruega é ideal para tecnologias de emissão zero. Esta aeronave mostra a rapidez com que novas tecnologias podem e serão desenvolvidas, e que estamos no caminho certo com nossa ambição de voar com emissões zero de carbono líquido por volta de 2025”. Andreas Aks, diretor de estratégia da Widerøe, acrescentou: “Estamos muito entusiasmados com o projeto e agradecidos quanto aos desafios de colocar em serviço a primeira aeronave com emissão de carbono zero do mundo. Nossa missão é ter todos os novos recursos, processos e procedimentos necessários para operar a aeronave”.

Rob Watson, Diretor – Rolls-Royce Electrical, disse: “A aeronave elétrica nos ajudará a cumprir nossa ambição de que os mercados em que operamos alcancem zero emissões de carbono líquido até 2050. Esta colaboração fortalece nossos relacionamentos com a Tecnam e Widerøe enquanto procuramos explorar o que é necessário para entregar uma aeronave de passageiros totalmente elétrica. Ele também demonstra as ambições da Rolls-Royce de ser o fornecedor líder de sistemas de energia e propulsão totalmente elétricos e híbridos em diversos mercados da aviação”.

Fabio Russo, Chefe de P&D de Projetos e Desenvolvimento de Produtos, Tecnam, disse: “É incrível ver o interesse em torno do P-Volt, não apenas vindo de companhias aéreas regionais, mas também de empresas que se interessam em mobilidade inteligente. Este último ano demonstrou a importância de promover conexões entre pequenas comunidades, ao mesmo tempo em que se reduz o congestionamento dos principais hubs. O P-Volt, assim como o P2012 Traveler, se encaixará perfeitamente neste programa. Estamos honrados e satisfeitos em ver o nível de entusiasmo que Widerøe e nosso parceiro Rolls-Royce estão dedicando a este projeto”.


Parcerias da Rolls-Royce

A Rolls-Royce e Widerøe anunciaram um programa de pesquisa conjunto em 2019. O objetivo do programa era avaliar e desenvolver conceitos de aeronaves elétricas que atenderiam à ambição norueguesa de ter a primeira aeronave elétrica em voos domésticos regulares até 2030 e redução de 80% nas emissões de carbono líquido nos voos domésticos até 2040.

A Rolls-Royce também tem uma parceria estratégica com a Tecnam para desenvolver a aeronave Tecnam P2010 remodelada com o sistema de propulsão H3PS, o primeiro sistema de propulsão elétrico híbrido paralelo para a aviação geral. Conforme informado pela Rolls-Royce, o projeto H3PS recebeu financiamento do programa de pesquisa e inovação Horizon 2020 da União Europeia.


A colaboração oferece uma oportunidade de desenvolver uma solução interessante para o mercado de aeronaves de transporte regional. Antes da pandemia, a Widerøe oferecia cerca de 400 voos por dia usando uma rede de 44 aeroportos, onde 74% dos voos tinham distâncias inferiores a 275 km. Os voos mais curtos duram entre sete e quinze minutos, então o desenvolvimento de aeronaves totalmente elétricas permitirá que as pessoas se conectem de forma sustentável e atenderá à ambição de Wideroe de fazer seu primeiro voo totalmente elétrico até 2026.

A aeronave P-Volt totalmente elétrica é baseada no Tecnam P2012 de 11 assentos. A aeronave Traveller é ideal para decolagens e pousos curtos, bem como para rotas na costa norte e oeste da Noruega.

O que você acha desse projeto?

Seguro Viagem
Seguro Viagem
Ganhe 10% de desconto na contratação do seu seguro!
Supermercado
Supermercado
Ganhe 25% de desconto na primeira compra e 10% de cashback nas próximas!
Hotéis
Hotéis
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2023!
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Ganhe 1 ponto por R$ 1 gasto!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Clube 1.000
Clube 1.000
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Ver todos os cupons

Baixe o app do Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de programas de fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, voos e salas VIP, hotéis e lazer, cartão de crédito e promoções.