fbpx

TudoAzul aumenta Taxa de Resgate de passagens emitidas com pontos

Notícias Programas de fidelidade

Por Lorenzo Firmino

Em julho noticiamos que o TudoAzul havia passado a cobrar Taxa de Resgate em passagens emitidas no aplicativo para voos com menos de 90 dias de antecedência (essa cobrança era até então isenta através desse canal). A medida, que já não era boa, piorou. Sem aviso prévio, o programa reajustou o custo dessa taxa para o resgate de voos domésticos – revisão que vem pouco menos de três meses após a sua introdução.


Antes e depois

Custo da Taxa de Resgate quando a medida que entrou em vigor em julho:

  • A partir de R$19,90 por passageiro e trecho: voos domésticos emitidos para uma data inferior a 89 dias:
  • A partir de R$100,00 por passageiro e trecho: voos internacionais emitidos para uma data inferior a 119 dias:

Custo da Taxa de Resgate recém-ajustada:

  • A partir de R$24,90 (valor revisado) por passageiro e trecho: voos domésticos emitidos para uma data inferior a 89 dias:
  • A partir de R$100,00 (o mesmo valor permanece) por passageiro e trecho: voos internacionais emitidos para uma data inferior a 119 dias:


Simulação

Uma viagem para a Recife para uma família de 5 pessoas pode ficar R$249,00 mais cara (considerando a cobrança de R$24,90 por passageiro e trecho).

Uma viagem para a Disney para uma família de 5 pessoas pode ficar R$1.000 mais cara (considerando a cobrança de R$100,00 por passageiro e trecho).


Como é em outras companhias aéreas

Algumas companhias aéreas estrangeiras, como a Copa e a TAP, também fazem a cobrança da Taxa de Resgate de passagens aéreas emitidas com milhas. Contudo, parece haver uma tendência lá fora de eliminá-la por completo, como fizeram American e United após décadas de cobrança. No Brasil, como sabemos, a Azul não é a única a voar na direção contrária: a LATAM também começou a cobrá-la este ano (após anunciar sua criação cinco meses antes).


Comentário

O reajuste feito pelo TudoAzul na Taxa de Resgate cobrada para emissões de trechos nacionais foi de 25%. Por ora, nada mudou na taxa cobrada para emissões de trechos internacionais – e, infelizmente, torço para estar enganado, mas arrisco dizer que caso mude não ficaremos sabendo com antecedência (assim como aconteceu com o reajuste inesperado no fator de conversão de pontos TudoAzul para o ALL).

É preciso haver uma relação de confiança entre membros de programas de fidelidade e os próprios [programas]. No meu entendimento, não há justificativa para a falta de aviso prévio por mais sutil que uma mudança possa parecer.

Azul, isto não é atitude de melhor Companhia Aérea do Mundo.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.