fbpx

Você conhece a Asta Linhas Aéreas?

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

O deslocamento entre cidades brasileiras nem sempre é tarefa simples. Quando pensamos no agronegócio, a necessidade de uma viagem comercial ou o envio de cargas para regiões mais remotas pode significar um problema. Estradas precárias tornam o trajeto terrestre perigoso, tanto para caminhões quanto para veículos comuns. Cada vez mais acessível, o transporte aéreo pode ser a alternativa mais segura, ágil e confortável.

A Asta Linhas Aéreas, que opera rotas sub-regionais entre a capital do Mato Grosso e cidades do interior do Estado desde 1995, intensificou suas atividades na região para atender uma demanda crescente de passageiros do agronegócio, que aumentou 79% entre o primeiro semestre de 2018 e o mesmo período deste ano. Veja as rotas:

A partir de Cuiabá (MT):

  • Água Boa;
  • Aripuanã;
  • Canarana;
  • Juara;
  • Juína;
  • Primavera do Leste;
  • Rondonópolis;
  • Tangará da Serra;
  • Barras das Garças (em breve);
  • Lucas do Rio Verde (em breve);
  • Sinop (em breve).

A alta no número de passageiros se justifica: atualmente, o agronegócio representa 21,6% do PIB brasileiro, é um dos grandes responsáveis pelos resultados positivos da balança comercial do país e deverá crescer 2% em relação ao ano passado.

Para um segmento que só acelera, a velocidade das ações também não pode ficar para trás. Por isso, o modal aéreo para percorrer as distâncias exigidas pelas operações do agronegócio oferece a melhor relação custo x benefício, com praticidade, segurança, rapidez e conforto. “Pelo porte de suas aeronaves, a Asta consegue pousar em pistas consideradas pequenas para aviões operados pelas grandes linhas aéreas, oferecendo uma opção exclusiva de viagem para aqueles que precisam acessar cidades mais distantes do Mato Grosso”, diz o CEO da Asta, Adalberto Bogsan. “Dessa forma, uma viagem que duraria cerca de 10:30 horas pelo modal rodoviário, pode ser cumprida em até 120 minutos, como é o caso da rota Cuiabá – Juína.”


Modal aéreo X modal rodoviário

Os aviões são considerados o meio de transporte mais seguro do mundo: as chances de sofrer um acidente aéreo são uma em 3 milhões, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil. As inspeções rígidas antes do embarque também aumentam a segurança. E este controle pode ser falho em transportes terrestres, como ônibus, por exemplo.

Os aviões são monitorados por aeroportos e companhias aéreas e contam com uma tripulação preparada para atuar em casos de emergência. Um ônibus de viagem, por exemplo, não possui tantos recursos e, geralmente, trabalha com um ou dois motoristas por viagem.

Outra vantagem do modal aéreo são os programas de fidelização, que criam vantagens, pacotes e promoções especiais para os clientes cadastrados.


Só faltou o Asta Fidelidade para facilitar a vida dos matogrossenses!

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.