fbpx

África do Sul reabre para turistas, mas brasileiros continuam impedidos de visitar o país

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

Conforme anunciamos anteriormente, a África do Sul anunciou a reabertura de suas fronteiras para turistas internacionais a partir de hoje (01). Porém, mesmo com as fronteiras abertas, brasileiros e cidadãos de outras nações continuam impedidos de visitar o país africano.

África do Sul

O governo sul-africano, por meio do ministro de Relações Internacionais Naledi Pandor, disse que a África do Sul está selecionando os países que podem receber turistas através da situação com a COVID-19 dentro do país de origem dos viajantes.

A medida é a seguinte: os países com níveis significativamente mais altos de disseminação de infecção e mortes do que a África do Sul serão classificados como de alto risco e, portanto, não poderão ter turistas viajando para o país. As únicas exceções serão aqueles com vistos de alta qualificação, diplomatas, esportistas e investidores.

“Concordamos que iremos gradualmente abrir nossas fronteiras e portos de entrada de viajantes internacionais, principalmente em primeira instância para viajantes de negócios e alguns turistas”, disse Pandor. “Outros aspectos da viagem, como investidores vindo para a África do Sul e tripulações marítimas que precisam passar um curto período de tempo, atracado nos portos, também serão aceitos”.


Lista de países de alto risco para a África do Sul

São considerados países de alto risco e, portanto, proibidos de enviar turistas à África do Sul países dos seguintes continentes:

  • Europa: Albânia, Armênia, Áustria, Bélgica, Bósnia, Croácia, República Checa, Dinamarca, França, Georgia, Grécia, Hungria, Holanda, Islândia, Irlanda, Luxemburgo, Malta, Moldova, Montenegro, Macedônia, Portugal, Romênia, Rússia, Eslováquia, Suíça, Ucrânia e Reino Unido.
  • Américas: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Estados Unidos, Guatemala, Guiana, Honduras, Jamaica, México, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, Suriname e Venezuela.
  • Ásia: Bahrein, Emirados Árabes Unidos, Índia, Irã, Iraque, Israel, Jordânia, Kuwait, Líbano, Maldivas, Nepal, Omã, Palestina e Catar.

A lista será revisada a cada duas semanas, disse Pandor, com base em dados semanais.


Quem pode entrar na África do Sul?

Todos os países do continente africano estão automaticamente fora da categoria de alto risco, disseram os ministros, então estes turistas terão permissão para viajar a África do Sul. Além disso, se o passaporte do viajante de um país de alto risco indicar que ele passou 10 dias ou mais em um país de baixo risco antes da partida, ele será considerado como vindo de um país de baixo risco, disse o governo local.

De toda forma, todos os viajantes, incluindo aqueles de outras partes da África, serão obrigados a apresentarem um resultado de teste negativo para o coronavírus feito em menos de 72 horas, ou enfrentar quarentena obrigatória de 14 dias. As companhias aéreas também serão obrigadas a garantir que os viajantes para a África do Sul tenham seguro de viagem antes do embarque”, disse Pandor.

A informação é do site Business Insider.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.