fbpx

As milhas me salvaram durante a pandemia do coronavírus

Diversos

Por Gabriel Marinho

O cenário atual não é nada favorável ou propício para quem é apaixonado por viagens. Com o vírus se espalhando mais rápido e países fechando suas fronteiras, o momento agora é de ficar em casa. Porém, em meio a todo esse caos, eu vou viajar. Mas calma, já explico o motivo…

Para quem não sabe eu moro nos EUA. Vim para cá sozinho em 2018 para estudar em uma faculdade americana. Recentemente, com os desdobramentos gerados pela rápida propagação do COVID-19 em vários países do mundo, minhas aulas presenciais foram canceladas. Por isso decidi que o melhor a ser feito seria voltar para o Brasil, onde tenho minha família e um lugar para ficar.

Na semana passada, os aeroportos europeus passaram por um grande caos enquanto diversos americanos tentavam voltar para casa depois que o presidente Trump anunciou a suspensão de viagens de e para a Europa. Há relatos de pessoas que chegaram a pagar mais de 20.000 dólares em passagens de última hora para voltar para os EUA. 

No meu caso, uma passagem só de ida entre Mineápolis e Confins em econômica estava custando mais de 1.000 dólares. Porém felizmente eu tinha algumas milhas guardadas…


Milhas de Emergência

Na grande maioria das vezes eu uso a estratégia earn and burn com as minhas milhas nos programas de fidelidade das companhias aéreas. Porém, desde o começo do ano passado, eu senti a necessidade de deixar uma reserva de milhas de emergência. Já que moro nos EUA e minha família no Brasil, eu queria ter a possibilidade poder voltar para o meu país caso qualquer coisa acontecesse. A ideia é acumular milhas durante promoções de transferências bonificadas e sempre fazer transações deixando um saldo mínimo no programa, o suficiente para que eu consiga emitir uma passagem internacional.

Decidi emitir a minha passagem um dia antes de voar. Depois de analisar minha opções com a Smiles, LATAM Pass e o TAP Miles&Go, escolhi esse último para emitir minha passagem.

Meu processo para fazer a escolha foi assim:

  • Para emitir com o LATAM Pass o mais conveniente seria voar com a American Airlines, já que poderia fazer a emissão saindo direto de MSP. Porém, como a companhia parou de voar para o Brasil nessa segunda, essa deixou de ser uma opção.
  • Smiles só me ofereceu opções mais em conta com conexões no Canadá ou no México, porém não queria arriscar ter que passar por outro país nesse momento, já que as fronteiras podem ser fechadas. As passagens saindo de MSP com conexão nos EUA estavam com valores mais altos e bem superiores ao meu saldo no programa.
  • O TAP Miles&Go me permitiu emitir com a United saindo de MSP e conectando em ORD. Além disso, era o menor valor em executiva, o que ajuda bastante já que estou de “mudança temporária” e o limite de bagagem é maior.

Apesar do programa da TAP emitir somente viagens de ida e volta com os parceiros Star Alliance, esse não seria um problema, já que sei que eventualmente terei de voltar para os Estados Unidos.

Sei que a espera no call center da TAP está mais longa do que o comum devido ao grande número de ligações, mas resolvi ligar de madrugada, o que ajudou para que eu fosse atendido com agilidade. Com o bilhete em mãos, foi só correr para arrumar as malas e deixa tudo pronto para a partida.


Comentário

Mais do que nunca, as milhas foram um grande aliado, o que ajudou a gerar tranquilidade em mim e em minha família. Eu estaria em uma situação bem pior caso tivesse que desembolsar o valor cheio para compra a passagem pagante de última hora. 

E não se preocupe, já programei a minha quarentena para quando chegar ao Brasil — vou passar alguns dias longe de todo mundo até que passe o período de incubação do vírus e eu tenha certeza de que está tudo ok. Mais tarde estarei no Instagram do Passageiro de Primeira mostrando como está a situação pelos aeroportos por onde vou passar.

Lembrando que a hora agora não é de viajar, é de ficar em casa, principalmente se você tem a oportunidade de fazer isso. O momento é delicado, mas é temporário, e as vitórias serão tão nossas quanto os erros. No final, ficarão disso tudo os vestígios de lágrimas vertidas em momentos de tristeza e emoção, as vezes que nos apoiamos, os atos de companheirismo e solidariedade. Espero que fiquem todos bem!

E se você já passou por uma situação em que foi salvo por suas milhas, conta aqui para a gente!

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.