fbpx

Brasil está na lista de países a serem evitados, segundo The Independent

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

O Brasil está dentro da lista divulgada pelo jornal britânico The Independent de países que devem ser evitados. Além do Brasil, outros destinos também não devem ser visitados, mesmo após o fim das restrições de viagens.

Entre os motivos está o fato do Brasil ter no momento o segundo maior número de mortes por COVID-19 no mundo, registrando uma média de cerca de 1.000 mortes por dia.

Além disso, a omissão da atualização dos números de COVID no Brasil, que entrou em vigor a partir do dia 12 de junho por parte do Ministério Público e a maneira que o vírus vem sendo tratado aqui, também contribuíram para para que o país seja evitado.

Além do Brasil, a lista conta com outros países como a Rússia, que é acusada de manipular os números de óbitos e casos do COVID-19. A Índia, que tem o quarto maior número de casos do mundo, e China, que vem enfrentando uma “segunda onda” do vírus no país também fazem parte da lista.

O Irã, que chegou a ser o país com mais casos do vírus fora da China, também deve ser evitado, após registrar novos casos de COVID-19. Os Estados Unidos é o único país de “primeiro mundo” que a lista aborda. Aliás, o país norte-americano lidera o ranking de casos do vírus no mundo, com mais de 2 milhões.

Fecham a lista o Paquistão, que está vendo o número de contágio aumentar significativamente após o fim do lockdown sancionado em maio e a África do Sul, que também registrou mais casos da doença após o relaxamento da quarentena. O Paquistão, aliás, é o país de origem de 26 passageiros com COVID-19 que estavam em voo da Emirates para Hong Kong, o que contribui para os mais recentes casos na cidade nos últimos dois meses.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.