fbpx

Como está progredindo a acessibilidade dos aeroportos americanos para pessoas com deficiência

Notícias

Por Felipe Alimari

Oi, pessoal! Para quem ainda não me conhece, meu nome é Luis Felipe Alimari e faço parte da equipe do PP. Hoje eu vim contar para vocês um pouco como anda o progresso da acessibilidade dos aeroportos nos Estados Unidos.

Fazer o check-in, deixar a bagagem, passar pelo controle de segurança, embarcar…, o percurso de um viajante muitas vezes pode gerar estresse e preocupação. Um fenômeno amplamente amplificado para viajantes PCD’s como eu, que lutam para se locomover e se orientar em lugares tão grandes. Milhões de pessoas passam por aeroportos todos os anos. Como a acessibilidade é implantada nos aeroportos? Que medidas podem ser implementadas para permitir que os milhares de PCD’s viagem para os Estados Unidos com segurança?


Como viajar com segurança?

O Americans with Disabilities Act de 1990 (ADA) visa proibir a discriminação de pessoas com deficiência e implementar medidas de acessibilidade em acomodações públicas. Assim, todos os aeroportos americanos devem seguir regras e regulamentos para garantir que viajantes com deficiência possam facilmente ter acesso aos mesmos serviços e vantagens que outros viajantes. Além disso, o Air Carrier Access Act de 1986 concentra-se na discriminação das companhias aéreas. Eles têm que acomodar as necessidades das pessoas com deficiência a bordo das aeronaves. Em qualquer aeroporto nos EUA, nós PCD’s possuímos os seguintes serviços de assistência, como:

  • Ao comprar suas passagens aéreas, os viajantes PCD’s podem indicar se precisam de assistência;
  • A linha de ajuda da Transportation Security Administration (TSA) ajuda os viajantes com deficiência a passar pelos pontos de verificação de segurança;
  • Áreas Pet com pipi room para os companheiros peludos. Até os cães guias possuem seus próprios banheiros privados;
  • As companhias aéreas prestam assistência durante toda a viagem (embarque, desembarque e conexões).

Mesmo quando preparamos nossas viagens online, podemos saber facilmente que tipo de assistência o aeroporto oferece, pois todos os aeroportos têm uma página dedicada ao serviço de assistência em seu site. Além disso, todos os sites dos aeroportos devem ser acessíveis para permitir que pessoas com deficiência visual obtenham facilmente as informações necessárias. É o caso do Aeroporto Internacional de Denver (DEN) que lista todos os seus serviços de acessibilidade e detalha assuntos específicos (a localização de seus estacionamentos acessíveis, por exemplo). Um mapa do aeroporto e seus terminais está disponível no site, mas também no aplicativo do aeroporto. Os smartphones são, de fato, uma ferramenta vital para nós PCD’s, permitindo ganhar mais autonomia e independência.

No entanto, os serviços de assistência constituem um custo enorme para os aeroportos. Pessoas com mobilidade reduzida e pessoas com deficiência solicitam cada vez mais esses serviços que apresentam dificuldades para atender a demanda. Os representantes de atendimento ao cliente nem sempre estão disponíveis e alguns podem não ter recebido o treinamento adequado. Se os aeroportos pudessem se concentrar em outras medidas de acessibilidade, isso poderia aliviar enormemente os serviços de assistência e proporcionar mais autonomia aos viajantes com deficiência. De fato, nós PCD’s não precisaríamos por muitas vezes depender tanto dos serviços de assistência. Além disso, não haveria tantas reclamações quanto há agora.

Segundo a ADA, os viajantes que não tiveram acesso a nenhum serviço fornecido pelos aeroportos podem registrar uma reclamação diretamente online. Cada site de aeroporto oferece essa oportunidade aos passageiros, por exemplo, o Aeroporto de Los Angeles (LAX).

É fato que alguns PCD’s, tipo eu haha não querem utilizar os serviços de assistência e preferem viajar sozinhas ou acompanhados por um familiar para as ajudar em todas as etapas da viagem.

Um sistema de sinalização eficiente é fundamental para responder às nossas necessidades e pode ser facilmente implementado para equipar um local tão complexo como um aeroporto:

  • Sinalizadores sonoros que indicam aos deficientes visuais a localização de diferentes pontos estratégicos de interesse (entradas, balcões, banheiros…);
  • Sinalização em Braille;
  • Telas de exibição com letras maiores e cores contrastantes;
  • Pictogramas com formas geométricas;
  • Caminhos guia para orientação;
  • Um aplicativo de orientação interna como Evelity que orienta do ponto A ao ponto B pessoas com deficiência (tudo pode ser localizado: balcões de check-in e entradas de lojas).

A instalação de um sistema de sinalização claro e compreensível ajuda os viajantes com deficiência (cegos ou deficientes visuais, mas também pessoas com deficiência intelectual) a se orientar, como qualquer viajante.

O LAX já inova graças ao aplicativo Aira disponível em seu site (Já falamos deste app neste post aqui do PP). Ajuda os passageiros a encontrar o seu caminho nas instalações. Muitos aeroportos contam com a tecnologia para ajudar os viajantes.

O acesso fácil aos balcões de check-in e portões de embarque torna nossa experiência melhor. Para viajantes em cadeiras de rodas como eu, isso significa balcões rebaixados, portas de acesso amplo e faixas de segurança. Para nós PCD’s e outros viajantes que muitas vezes possuímos muita bagagem, todos os aeroportos têm elevadores, escadas rolantes e rampas. Com rampas largas, um dos princípios do design universal, as pessoas podem se movimentar com facilidade e rapidez no aeroporto. Abraçando o design universal, os aeroportos criam um ambiente melhor e mais acessível para facilitar a viagem de todos os seus passageiros. As cabines de banheiro do Aeroporto Internacional de Minneapolis-Saint Paul (MSP) têm portas que abrem automaticamente e corrimões laterais. Além de espaço para quem tem mala de mão.


Uma equipe treinada e receptiva

Como todos os aeroportos americanos oferecem serviços de assistência aos passageiros com deficiência, uma equipe treinada e receptiva é fundamental para garantir que a viagem ocorra conforme o planejado. Mas isto revela-se difícil de conseguir visto que os aeroportos se deparam com uma rotatividade constante, prejudicando a eficiência dos serviços. Enfatizar continuamente a importância de um programa de treinamento adequado é fundamental para garantir que nós viajantes PCD’s possamos ser atendidos adequadamente.

Cumprimentar com um sorriso, ser informativo, disponível, ter empatia e se adaptar às pessoas de acordo com seu perfil e suas necessidades são qualidades essenciais que fazem um bom representante de atendimento ao cliente. Um verdadeiro serviço de acessibilidade focado em ajudar os outros.

Para viajantes com deficiência auditiva, um sistema de pager visual pode ajudá-los a se manterem informados sobre o voo, pois não podem utilizar mensagens de áudio. Aeroporto Internacional de Dallas/Fort Worth (DFW) usa um sistema de paging visual e audível para transmitir informações em tempo real aos passageiros. Nos balcões de check-in, os viajantes com deficiência auditiva ainda podem interagir com a equipe graças a aparelhos amplificadores de som. Além disso, vários aplicativos também podem ajudar os viajantes com deficiência auditiva a se comunicarem com a equipe. Por exemplo, o Ava que pode ser baixado tanto no smartphone do viajante quanto no do comissário de bordo para facilitar a conversa. Até as lojas podem ser equipadas com amplificadores de som, loops de indução, ou usar o Ava ou qualquer outro aplicativo, proporcionando um serviço completo e eficiente a todos os seus clientes. Assim, a acessibilidade aeroportuária acontece em diferentes níveis.


Como ir ao aeroporto?

O primeiro passo é ir para o aeroporto. De carro? De trem? De ônibus? Qual é a melhor maneira de ir ao aeroporto para pessoas com deficiência?

Uma pessoa com mobilidade reduzida que utilize o seu veículo pessoal pode estacionar em diferentes áreas, uma vez que os estacionamentos dos aeroportos estão todos equipados com vagas PCD’s, sendo que nos Estados Unidos a população realmente respeita as vagas demarcadas para nós PCD’s e jamais se vê um carro que não tenha uma credencial estacionado numa vaga preferencial. Um verdadeiro trunfo para obter mais independência! O Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK) faz ainda com que os seus passageiros com deficiência que utilizam as vagas preferenciais beneficiem de descontos.

O Aeroporto Internacional Chicago O’Hare (OHD) pode ser alcançado por transporte público de diferentes maneiras. De fato, do centro da cidade, os passageiros podem pegar o trem CTA Blue Line. A estação dentro do aeroporto está equipada com um elevador que facilita o acesso ou a saída para nós PCD’s. Embora nem todas as estações do CTA sejam acessíveis, os seus vagões e comboios dispõem de: espaços destinados a cadeirantes, vagões com rampas ou próximos ao meio-fio. Graças a uma estação diretamente conectada ao aeroporto, nós viajantes PCD’s podemos ganhar mais autonomia. Não precisamos depender de um táxi ou de um amigo para uma carona. A utilização de um sistema confiável e que se adapta às pessoas com deficiência, independentemente do seu perfil, ajuda muito a nos sentirmos mais seguros e confortáveis ​​em nossa viagem. Viajar sem sentir nenhum estresse desnecessário é um luxo.


Comentário

É óbvio que a acessibilidade nos aeroportos está progredindo. A implementação da ADA, permitiu que as coisas avançassem, garantindo que que nós viajantes com deficiências tenhamos acesso aos mesmos serviços que quaisquer outros viajantes. Mesmo que hoje em dia seja mais fácil viajar, os aeroportos ainda precisam continuar ouvindo todos os seus passageiros. Outras medidas podem fazer com que as pessoas com deficiência tenham uma melhor experiência durante suas viagens. Uma renovação constante é necessária para responder verdadeiramente às necessidades de todos.

Felipe Alimari
Instagram: @rodasvoadoras

Seguro Viagem
Seguro Viagem
4 pontos Livelo por real gasto + 25% de desconto!
Hotéis
Hotéis
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2023!
Hotéis
Hotéis
8% de desconto em estadias até 31 de março de 2023!
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Ganhe 1 ponto por R$ 1 gasto!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Clube de Milhas
Clube de Milhas
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Ver todos os cupons

Baixe o app do Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de programas de fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, voos e salas VIP, hotéis e lazer, cartão de crédito e promoções.