fbpx

El Al fará o voo mais longo da sua história

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

Após o surto de coronavírus, o ministro de Ralações Exteriores de Israel, Israel Katz, pediu a todos os israelenses no exterior que retornem a Israel o mais rápido possível. Como encarregada da missão, a El Al, principal companhia aérea do país, irá mandar seu Boeing 787 Dreamliner até Lima para trazer cidadãos israelenses de volta ao país.

“Devido à redução e cancelamento de voos em todo o mundo e à decisão de muitos países de fechar seus céus e fronteiras devido ao surto de coronavírus, pedimos a todos os israelenses no exterior que retornem a Israel o mais rápido possível“, disse o Ministério das Relações Exteriores.

O ministro das Relações Exteriores Israel Katz anunciou na quinta-feira que falou com seu colega peruano e que israelenses em Cusco, anteriormente impedidos de viajar para Lima para embarcar em aviões El Al de volta a Israel, poderão fazê-lo a partir da quinta-feira pela manhã no horário do Peru.

“Após minha conversa com o ministro das Relações Exteriores do Peru ontem… foi acordado que nesta manhã, hora do Peru, os israelenses partirão de Cusco para Lima e se juntarão aos viajantes já lá, onde todos embarcarão nos aviões de volta a Israel, e Se Deus quiser, voltará para casa em segurança”, escreveu Katz.

O voo será sem escalas, somando mais de 16h de operação, se tornando o mais longo da história da El Al. “Em tempos de crise ou emergência, a EL AL faz o possível para oferecer serviços e assistência de resgate“, disse o CEO da empresa, Gonen Usishkin. A El Al doou US$ 50.000 para os voos e recebeu doações de muitas empresas, incluindo Shufersal, Bank Discount, Bank Leumi e o Primeiro Banco Internacional de Israel. Voos de resgate já são bem conhecidos pela companhia israelense.


Outros voos

A El Al já operou, anteriormente, voos de resgate. Em cenários totalmente diferentes, no ano de 1991, a companhia fez o que ficou chamado de Operação Salomão. A operação se deve a um resgate de judeus etíopes feita por 35 aeronaves, entre elas o icônico 747 – que foi aposentado ano passado com uma linda homenagem. Estima-se que quase 15 mil judeus foram trazidos de volta de Gondar, cidade etíope onde a maioria deles viviam.

Apesar de também ser encarregada de buscar israelenses no Peru, a El Al não será a única a fazer o trabalho de resgate. A Diesenhaus organizou um voo esta sexta-feira (20) para buscar cidadãos de Israel aqui no Brasil.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.